Notícias | Dia a dia
Primeiro set e poder de reação animam Djokovic
18/04/2017 às 16h28

Sérvio aprova o fato de ter saído de situação adversa na estreia

Foto: Divulgação

Monte Carlo (Mônaco) - Após sua equilibrada partida de estreia no Masters 1000 de Monte Carlo, Novak Djokovic entende que o duelo contra o francês Gilles Simon teve dois aspectos positivos: o bom primeiro set apresentado pelo sérvio e seu poder de reação nos games finais, já que o francês chegou a sacar para o jogo.

"Acho que joguei um tênis sólido por um set e meio", disse Djokovic após a vitória por 6/3, 3/6 e 7/5 em 2h31 de disputa no saibro monegasco contra Simon.

"Eu liderava por 6/3 e 2/1 com quebra acima, e vinha jogando apenas o suficiente para continuar no torneio", admitiu o sérvio, que venceu Simon pela 11ª vez seguida e só perdeu para o francês uma vez, em 2008.

"Senti como se tivesse o controle da partida. Então o jogo mudou, comecei a fazer alguns erros não forçados e ele passou a errar menos", avaliou o vice-líder do ranking, que chegou a perder quatro games seguidos no segundo set.

"Geralmente ele já não faz muitos erros, mas hoje ele encontrou uma maneira de diminuir os meus ângulos. Eu já não podia jogar da mesma forma que fiz nos primeiros 45 minutos. Comecei a correr mais riscos por causa do jogo dele e, infelizmente, cometi mais erros e fomos para o terceiro set", comentou.

Djokovic voltaria a ter o saque quebrado quando o terceiro set estava empatado por 4/4 e viu o rival sacar para o jogo, mas reagiu para vencer os últimos três games da partida. "Foi uma batalha muito equilibrada e que poderia ter ido para qualquer lado. E também seria merecido se ele tivesse vencido o jogo".

"Ele esteve a dois ou três pontos de vencer e eu saí dessa situação complicada. Essa é provavelmente a coisa mais positiva que eu posso tirar de hoje", complementou o sérvio, que agora espera pelo vencedor da partida entre o russo Karen Khachanov e o espanhol Pablo Carreño Busta.

Já Simon comentou sobre o momento em que sacou para o jogo e sobre o baixo desempenho nos dois games subsequentes, que custaram-lhe a derrota antes de um eventual tiebreak. "Tive muito trabalho para chegar naquele 5/4 e não estava tão calmo quanto eu tinha que ser. Foi um momento difícil e meus golpes não foram tão precisos".

"Quando você joga uma partida como esta, às vezes você está um pouco acima e o outro um pouco baixo, mas isso pode mudar. Eu joguei dois pontos ruins seguidos, e o jogo acabou muito rápido. Então, eu teria preferido jogar melhor no 5/4".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis