Notícias | Dia a dia
Federer domina Nadal outra vez e é tri em Miami
02/04/2017 às 15h47

Federer volta a ganhar Miami depois de 11 anos

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - E deu Roger Federer, de novo. Em sua terceira batalha diante de Rafael Nadal nesta temporada, o suíço ganhou mais um título de peso. Desta vez, voltou a conquistar o Masters 1000 de Miami depois de 11 anos, ao marcar as parciais de 6/3 e 6/4 em cima de seu maior rival.

Com o resultado, Federer atinge 19 vitórias em 20 partidas oficiais na temporada, lembrando seus anos de domínio entre 2004 e 2006. Ele também vence pela segunda vez a sequência Australian Open-Indian Wells-Miami, como aconteceu 11 anos atrás. Com três troféus em 2017, seu total na carreira sobe para 91 e fica apenas três atrás de Ivan Lendl, o segundo colocado na Era Profissional.

Depois de ter começado a temporada no 17º lugar do ranking, sua pior classificação desde 2002, Federer recupera o quarto posto, perdido em agosto do ano passado, deixando o próprio Nadal para trás. No ranking da temporada, ele está disparado: 4.045 pontos contra 2.235 de Nadal e 1.500 de Stan Wawrinka.

Federer não vencia dois Masters consecutivos desde Cincinnati e Xangai de 2014 e aumenta sua coleção para 26, ainda atrás dos 28 de Nadal e dos 30 de Novak Djokovic. Aproveita também para superar sua própria marca de Indian Wells e se mantém como o tenista de mais idade a ganhar um Masters.

O primeiro set foi tenso, mas com bom nível. Os dois tiveram seguidas oportunidades de quebra, porém o tempo todo conseguiram jogar seu melhor na hora do aperto. O suíço escapou de dois break-points logo no primeiro game, o que poderia ter mudado as coisas para Rafa. A quebra definitiva só veio no oitavo game, quando Federer conseguiu colocar muita pressão. O suíço fez o dobro de winners (18 a 9), mas Nadal mostrou disposição ofensiva.

O segundo set caminhou um tanto diferente nos seis primeiros games. Os dois jogadores mantiveram com grande tranquilidade os serviços, aproveitando bem o primeiro saque para dominar os pontos. No sétimo game, Nadal escapou de dois break-points com arrojo, primeiro com curtinha e depois com paralela de backhand. No entanto não segurou a quebra no nono game, com um adversário muito agressivo e que ainda deu sorte com uma bola na fita.

Nadal amargou o terceiro vice da temporada (Melbourne, Acapulco e Miami) e mantém a terrível sina de cinco finais sem sucesso em Key Biscayne, sendo duas agora diante de Federer, repetindo 2005. O espanhol não vence um torneio sobre piso sintético desde janeiro de 2014 e não fatura um Masters fora do saibro há quase quatro anos, depois de ser campeão no Canadá e Cincinnati em 2013.

Apesar da quarta vitória seguida de Federer, o espanhol ainda lidera as principais estatísticas no duelo direto, com vantagem agora de 23 a 14, com o placar de 14 a 9 em finais. O suíço no entanto assume a liderança sobre o piso duro, com 10 a 9.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis