Notícias | Dia a dia
Wozniacki dispara contra convite para Sharapova
13/03/2017 às 13h37

Wozniacki venceu a primeira em Indian Wells

Foto: Divulgação

Indian Wells (EUA) - A série de convites dados à russa Maria Sharapova, que graças a eles poderá disputar as chaves principais de Stuttgart, Madri e Roma, continua polemizando. A última a disparar contra isso foi a dinamarquesa Caroline Wozniacki, que se mostrou principalmente descontente com a opção que teve o torneio alemão.

"Primeiro de tudo quer dizer que o seu retorno é importante para o tênis e o circuito feminino. Além disso, acho questionável alguém, não importa quem seja, que ainda esteja suspenso quando o torneio começa poder disputá-lo", falou a dinamarquesa, se referindo ao convite dado pelo Premier de Stuttgart. 

O torneio alemão terá largada dois dias antes do fim da pena de Sharapova, que por causa disso só poderá jogar a partir de quarta-feira. A russa inclusive não poderá dar as caras no local do evento até o dia que sua punição expirar, nem mesmo para treinar.

"Acho que esta decisão é desrespeitosa para as outras jogadoras e para a própria WTA. Mas as coisas são o que são e as regras acabam sendo distorcidas em favor de quem você quer que seja. Acho odo mundo merece uma segunda chance e tenho certeza de que ela voltará bem, mas acho que alguém banido por doping tem que começar por baixo", afirmou. 

Wozniacki fez questão de reforçar sua opinião sobre o fato de Sharapova disputar o torneio de Stuttgart. "Para mim, se uma jogadora está suspensa na hora que o evento começa, acho que não deveria ser permitida de jogar naquela semana", observou a dinamarquesa ex-número 1 do mundo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis