Notícias | Dia a dia
Murray supera altos e baixos e disputa sua 67ª final
03/03/2017 às 14h48

Britânico disputa final contra Verdasco, para quem perdeu só uma vez em 13 jogos

Foto: Divulgação

Dubai (Emirados Árabes) - No dia seguinte à dramática vitória sobre Philipp Kohlschreiber, em que precisou salvar sete match points, Andy Murray garantiu lugar na final do ATP 500 de Dubai. O britânico teve altos e baixos no primeiro set, mas assumiu o controle das ações na parcial seguinte para marcar 7/5 e 6/1 contra o 15º colocado francês Lucas Pouille.

Líder do ranking mundial, Murray jogará ao meio-dia (de Brasília) deste sábado a 67ª final de sua carreira. Em busca do 45º título, sendo o primeiro no ano, o britânico enfrenta o espanhol Fernando Verdasco, ex-número 7 e atual 35º do mundo, contra quem tem doze vitórias e apenas uma derrota, ocorrida no Australian Open de 2009.

Esta é também a segunda vez que Murray chega à final em Dubai, já que ele foi vice-campeão em 2012, em ano que Roger Federer foi campeão.

Nos primeiros games de disputa, parecia que Murray seria dominante durante toda a partida. Afinal, o britânico começou vencendo por 3/0 e ficou a dois pontos de anotar a segunda quebra seguida. Mas Pouille reagiu no jogo e venceu quatro games seguidos, sendo o último graças à uma dupla-falta do britânico no break point.

Mas a confiança do número 1 do mundo após a grande vitória na fase anterior não o deixou se intimidar pela desvantagem no placar. Apostando em boas devoluções, Murray buscou o empate de imediato e voltaria a quebrar no último game do set. O britânico foi muito dominante na parcial seguinte, liderou por 5/0 e cedeu apenas quatro pontos no saque para definir a vitória.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis