Notícias | Dia a dia
Murray salva sete match points e vence após 2h54
02/03/2017 às 16h04

Britânico escapou da derrota contra Kohlschreiber para chegar à semi em Dubai

Foto: Divulgação

Dubai (Emirados Árabes) - Um dia depois da eliminação de Roger Federer, o ATP 500 de Dubai quase perdeu mais um favorito. Andy Murray foi muito ameaçado por Philipp Kohlschreiber e precisou salvar sete match points antes de derrotar o alemão por 6/7 (4-7), 7/6 (20-18) e 6/1 em 2h54 de partida para avançar à semifinal do torneio.

Após um primeiro set sem quebras, em que Murray precisou salvar dois break points, o britânico chegou a vencer quatro pontos seguidos no tiebreak para liderar por 4-2, mas falhou em uma subida à rede e cometeu uma dupla-falta na sequência. Depois disso, só deu Kohlschreiber até o fim do set.

No início da segunda parcial, o líder do ranking conseguiu a quebra e administrava a vantagem com apenas cinco pontos perdidos no próprio serviço. Mas na hora de sacar para fechar o set, o britânico acumulou erros e cedeu o empate por 5/5.

O segundo tiebreak da partida foi dramático e durou 31 minutos. Os sacadores prevaleceram até o empate por 3-3 até que Kohlschreiber errasse uma esquerda e perdesse o saque em longo rali, mas o alemão salvaria dois set points seguidos, um deles com ótima curtinha.

A partir daí, os jogadores alternaram vantagens e Murray salvou sete match points e precisou de oito set points para empatar o jogo. Foram tantos altos e baixos que o placar chegou a apontar vitória do alemão e o árbitro esqueceu de solicitar a troca de lados quando estava empatado por 15-15.

Depois se salvar um break point no início do terceiro set, Murray assumiu o controle das ações diante de um desmotivado alemão. O britânico quebrou duas vezes seguidas e rumou para marcar sua quinta vitória em seis jogos contra o rival.

Em busca da 67ª final da carreira, Murray enfrenta o vencedor do jogo entre o russo Evgeny Donskoy e o francês Lucas Pouille. O britânico venceu nas três vezes em que enfrentou Pouille e levou a melhor no único duelo anterior contra Donskoy.

Do outro lado da chave, Robin Haase e Fernando Verdasco avançaram às semifinais. Será o tira-teima entre eles após três vitórias para cada lado. O veterano Verdasco de 33 anos marcou 6/3 e 7/5 sobre Gael Monfils e impediu que o francês tomasse o lugar de Roger Federer no top 10. Por sua vez, Haase bateu o bósnio Damir Dzumhur por 6/2, 4/6 e 6/4 em 1h51.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis