Notícias | Copa Davis
ITF multa Shapovalov em US$ 7 mil por atingir juiz
06/02/2017 às 15h51

Canadense divulgou pedido de desculpas nesta segunda-feira

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - A ITF anunciou nesta segunda-feira que multou o canadense Denis Shapovalov em US$ 7 mil por conta da atitude que gerou sua desclassificação no jogo contra Kyle Edmund pela primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis.

Shapovalov havia perdido um game de saque no início do terceiro set contra Edmund, que já liderava por 6/3, 6/4 e 2/1, quando atirou uma bolinha que estava no bolso com força e atingiu o olho esquerdo do árbitro de cadeira Arnaud Gabas, que precisou ser encaminhado ao hospital.

O árbitro geral do confronto, Brian Earley, desclassificou Shapovalov pela conduta antiesportiva, ainda que a ITF reconheça que o tenista não teve a intenção de atingir o juiz de cadeira.

Shapovalov, que tem apenas 17 anos e ocupa o 234º lugar no ranking, se desculpou com Gabas ainda no local da partida e divulgou uma carta nesta segunda-feira reiterando o arrependimento pela atitude.

"Na noite passada durante meu jogo da Copa Davis, eu fiz algo antiprofissional e imperdoável. No calor do momento após ter perdido um game, eu perdi o controle das minhas emoções e bati na bola com intenção de isolá-la da quadra", disse o canadense.

"Infelizmente e absolutamente sem intenção, eu acertei o senhor Arnauld Gabas, o juiz de cadeira. Não há desculpas para este comportamento e assumo total responsabilidade por minhas ações. Sinto muito pelo senhor Gabas, com quem eu já me desculpei pessoalmente", acrescentou o atual campeão juvenil de Wimbledon.

"Sinto muito também por deixar meus companheiros de equipe da Copa Davis na mão e eliminar meu país", contou o jogador de 17 anos que disputava a quinta partida do confronto, então empatado por 2 a 2.

"Peço desculpas aos fãs do tênis, aos meus torcedores e patrocinadores. Sinto-me envergonhado por este comportamento antiprofissional e aceitarei quaisquer consequências como resultado dos meus atos. Prometo que vou aprender com isso e que isso não se repetirá. Espero que me perdoem", concluiu.

Comentários