Notícias | Copa Davis
Hewitt afirma que Austrália não precisa de Tomic
05/02/2017 às 11h47

Hewitt liderou a Austrália na vitória por 4 a 1 sobre os tchecos

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - A imagem do australiano Bernard Tomic não está nada boa com o capitão da Copa Davis. Depois de selar o triunfo sobre a República Tcheca por 4 a 1, com uma vitória e uma derrota nas partidas deste domingo, Lleyton Hewitt deixou claro que sua equipe não precisa contar com Tomic, ainda que ele seja um nome de peso.

"Não quero falar sobre isso agora, ainda não sei bem o que dizer. É uma coisa difícil de se definir", declarou Hewitt, que comandará a Austrália nas quartas de final contra os Estados Unidos. As duas nações se enfrentaram na primeira rodada do ano passado com vitória por 3 a 0 dos norte-americanos, mesmo jogando fora de casa. 

O capitão australiano já havia falado que poderia não contar mais com Tomic em futuras escalações. "Acho que este confronto foi muito frustrante, pois gastei muito tempo e esforço com Bernie no último ano e meio para que ele estivesse aqui", afirmou Hewitt, que concentrou suas reclamações na atuação de John Tomic, pai e treinador do atleta. 

"Seu pai tem uma grande influência sobre ele e isso é uma coisa difícil para mim, pois não acredito que seu pai esteja envolvido o suficiente com o tênis para poder lhe dar a chance de alcançar seu máximo potencial", disse o ex-número 1 do mundo, que não pode contar com a presença de Tomic porque este alegou problemas no seu calendário.

O polêmico Nick Kyrgios está em alta com o comandante australiano, que também destacou a boa estreia de Jordan Thompson na Davis e lembrou de Thanasi Kokkinakis. "Ele é ótimo jogador e todos sabemos da qualidade de tênis que pode apresentar. Ele precisa apenas recuperar seu corpo para poder jogar o máximo de partidas para voltar a ir bem", finalizou.

Comentários