Notícias | Copa Davis
Djokovic reclama de dor no ombro e de má atuação
04/02/2017 às 10h07

Djokovic lamentou a desistência de Medvedev

Foto: Srdjan Stevanovic/ITF

Nis (Sérvia) - O sérvio Novak Djokovic deixou a quadra coberta do Sportski Centar Cair com a vitória que fez seu país abrir 2 a 0 na série com a Rússia, mas mesmo assim ele não saiu satisfeito. O ex-número 1 do mundo reclamou de dores no ombro, que ainda o incomodam, e da atuação abaixo da média que acredita ter feito contra Daniil Medvedev.

"Meu ombro ainda dói. Quero pedir desculpa ao público de Nis por ter feito uma partida ruim. Mas a vitória é uma coisa importante, pois me dá mais confiança para o futuro", analisou o tenista de Belgrado, que depois de perder o primeiro set, venceu os dois seguintes e viu o adversário abandonar logo no início do quarto. 

"Tive um começo de partida ruim, mas felizmente consegui me recuperar a partir do segundo set e então minha confiança só foi crescendo. Medvedev é um incrível jovem e foi uma pena ele ter parado por cãibras. Tenho certeza que ele terá muito sucesso no circuito se continuar trabalhando duro", afirmou Djokovic. 

Apesar de não ter aprovado muito seu desempenho, o número 1 sérvio saiu feliz com o resultado obtido por sua equipe, que agora precisa vencer apenas um dos três jogos restantes e pode fechar o embate já na dupla de sábado. "Foi um dia excitante e de ótima qualidade de tênis, o que me deixa otimista para o sábado de duplas. Abrimos 2 a 0 em duas partidas duras e esta vantagem é enorme para nós", disse.

Comentários