Notícias | Dia a dia | Australian Open
Venus diz que está pronta para arrebentar em 2017
28/01/2017 às 16h11

Venus abraça alegremente Serena e festeja nome Williams no troféu

Foto: Site oficial

Melbourne (Austrália) - Aos 36 anos e em sua primeira final de Grand Slam após oito temporadas, Venus Williams quer mais. Muito mais. De volta ao número 11 do ranking, ela garante estar em plena forma para realizar uma grande temporada e que não se surpreendeu com sua campanha em Melbourne.

"Tive duas semanas de grandes atuações, não perdi set até as semifinais, todas as adversárias em forma", avaliou. "Uma forma ótima de começar o ano, então já estou ansiosa para o resto da temporada e que venham os dois próximos torneios. Estou pronta para arrebentar, é minha meta. Estou muito motivada. Posso ainda evoluir em muitos pontos".

Depois de mostrar incrível emoção ao vencer CoCo Vandeweghe na semifinal, Venus diz ter curtido cada momento neste sábado. "Foi incrível ter tido a oportunidade de jogar pelo título. Era exatamente onde eu queria estar quando o torneio começou, na final, tendo uma oportunidade. Me senti muito bem, estava pronta. Não joguei muitas finais nos últimos anos, mas é algo que você não esquece".

Mesmo com o início irregular, ela acha que a partida contra a irmão Serena foi como sempre. "Tive minhas chances no jogo, algumas bolas que escaparam, questão de centímetros. O começo do jogo teve muitos erros, mas é assim que jogamos. Vamos sempre para os pontos e então vai haver alguns erros. É agressividade total. Mas ainda assim a maioria dos erros são por pouco". O vice? Não tirou sua alegria. "Não estou desapontada. Eu realmente gosto de ver o nome Williams num troféu, é uma coisa linda".

Questionada sobre o que mudou no jogo de Serena ao longo do tempo, a irmã foi categórica. "O que mais você vê nela é a confiança. É uma verdadeira campeã dentro da quadra, sabe como elevar o nível quando precisa. E fora da quadra, é uma pessoa incrível, uma irmã adorável. Não poderia pedir mais". Venus garantiu que iriam comemorar juntas à noite.

Um jornalista quis saber se Venus considerava a cruzada das Williams como a maior história do esporte, mas ela se esquivou. "Não sei se chegamos a tanto. Mas estamos construindo nossos sonhos. É um privilégio".

Comentários