Notícias | Dia a dia | Australian Open
Federer tem quarta chance de chegar ao 18º Slam
28/01/2017 às 09h37

Federer pode superar marca de US$ 100 mi na carreira com o título

Foto: Arquivo
José Nilton Dalcim

Mais uma vez, Roger Federer está diante da chance de ampliar ainda mais sua incrível coleção de troféus de Grand Slam e atingir assim o 18º. Ele tentou três vezes desde 2012 e perdeu todas para Novak Djokovic.

Atrás em todos os números no duelo direto contra o espanhol Rafael Nadal, o suíço conseguiu acabar com a sequência de cinco derrotas seguidas na decisão da Basileia, em outubro de 2015, ainda assim em três sets. Os dois não se enfrentaram em 2016, algo que não acontecia desde o início dos duelos, em 2004.

A campanha de Federer neste Australian Open incluiu dois duelos em cinco sets e vitória sobre três top 10. Passou até agora 13h40 em quadra, cinco a menos que o rival.

O suíço disputará neste domingo sua 100ª partida na Austrália. Somente ele e Jimmy Connors já atingiram marca centenária em um Slam, já que o norte-americano fez 102 em Wimbledon e 115 no US Open.

Veja as grandes façanhas que aguardam Federer na final deste domingo:

- Busca o 18º Grand Slam e o primeiro desde Wimbledon de 2012. Perdeu as três últimas finais que disputou, todas para Novak Djokovic.
- Aos 35 anos e 174 dias, pode ser o segundo mais velho a ganhar um Slam na Era Profissional desde Ken Rosewall, em 1972.
- Pode se tornar primeiro homem na história a ter pelo menos cinco troféus em três diferentes Grand Slam. Sua coleção tem hoje 4 Austrália, 7 Wimbledon e 5 US Open, além de um Roland Garros
- Se vencer, marcará a maior distância entre o último e o mais recente título na Austrália, já que foi campeão em 2010.
- Disputa 28ª final de Slam, recorde absoluto, sete acima de Nadal e Novak Djokovic
- Busca 61º título sobre quadras duras e o primeiro desde Basileia de 2015
- Tenta chegar ao 89º título da carreira e ficar assim apenas três atrás de Lendl, o segundo da lista. Connors lidera com 109.
- Se vencer volta ao top 10; se perder subirá de 17º para 14º

Comentários