Notícias | Dia a dia | US Open
Final do US Open tem diminuição de telespectadores
19/09/2016 às 10h43

Nova York (EUA) - A mudança da TV aberta (CBS) para a TV fechada (ESPN) fez a final do US Open ver uma boa diminuição do público que acompanha tênis pela televisão norte-americana. A decisão de 2015, entre o sérvio Novak Djokovic e o suíço Roger Federer teve foi vista por 600 mil pessoas a mais do que a deste ano.

O duelo entre Djokovic e o suíço Stan Wawrinka foi acompanhado por um público de 1,7 milhão de espectadores na ESPN. Já a partida que definiu o campeão da temporada passada, que passou na CBS, foi assistida por 2,3 milhões de pessoas. 

No feminino a queda foi menos brusca, embora também tenha acontecido. Em 2016, o título da alemã Angelique Kerber, diante da tcheca Karolina Pliskova, foi vista por 1,5 milhão de telespectadores. A final do ano passado, entre as italianas Flavia Pennetta e Roberta Vinci teve público de 1,6 milhão.

A maior das diferenças no feminino aconteceu entre 2015 e 2014, amargando uma queda enorme. O último título de Serena Williams em Flushing Meadows, batendo a dinamarquesa Caroline Wozniacki, foi vista por 4,3 milhões de pessoas, mas do que o dobro do que a decisão seguinte.

Comentários