Notícias | Dia a dia | US Open
Djokovic: 'Ele foi corajoso e mereceu levar o título'
às 22h39

Djokovic venceu o primeiro set, mas acabou levando a virada

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Apesar de toda a frustração normal para quem acaba derrotado em uma final de Grand Slam, o sérvio Novak Djokovic mostrou toda sua esportividade e deu total crédito ao suíço Stan Wawrinka, que o derrotou na final deste domingo de virada, com placar final de 6/7 (1-7), 6/4, 7/5 e 6/3, em 3h55 de confronto.

"Ele foi mais corajoso hoje e mereceu levar o título", disse o sérvio durante a entrevista dentro de quadra. Ao ser questionado sobre o que falou para Stan na rede após o jogo ele descontraiu. "Não posso te dizer, foi uma conversa de amigo. Na verdade eu dei os parabéns a ele e seu time. Eles mereceram hoje", afirmou. 

Djokovic também destacou que a partida foi uma batalha não apenas física mas também de nervos. "Foi um pouco de tudo, você joga por quase quatro horas e ambos sentimos a demanda física que tivemos, mas ele estava em grande forma e soube o que fazer. Alguns pontos definem quem vence e ele foi melhor neles", observou o sérvio.

"Neste nível, depois de seis meses você já não está na sua melhor forma física quando chega aqui", acrescentou Djokovic, que não esqueceu de agradecer o apoio que recebeu da torcida em sua campanha e na final. "Agradeço a todos o que estão aqui, vocês são fantásticos", declarou o líder do ranking, que lembrou não estar tão confiante antes do torneio. 

"Foram semanas fantásticas e algum tempo antes estava difícil para mim, fisicamente falando. Se me dissessem que ia jogar a final aqui já acharia demais", comentou Djokovic, que chegou no US Open cercado de dívidas, principalmente sobre a condição de seu cotovelo direito.

Comentários