Notícias | Dia a dia | US Open
Soares brilha de novo no US Open e ganha 5º Slam
10/09/2016 às 14h36

Soares e Murray são primeiros a ganhar dois Slam num mesmo ano desde 2013

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - O mineiro Bruno Soares acertou mesmo no parceiro. Ao se juntar ao canhoto escocês Jamie Murray desde janeiro, conquistou neste sábado seu segundo título de duplas masculinas e o quinto geral da carreira em nível Grand Slam ao faturar enfim o US Open na especialidade. Eles venceram com certa tranquilidade os espanhóis Guillermo Garcia-López e Pablo Carreño, por 6/2 e 6/3.

Bruno agora é o único brasileiro a ter dois títulos de Grand Slam de duplas msculinas em todos os tempos e o primeiro a ganhar no US Open. O mineiro tem três troféus em Flushing Meadows, juntando-se as mistas de 2012 e 2014, além de uma final em 2013 ao lado de Alexander Peya, e o título de mistas no Australian Open de 2016. No feminino, Maria Esther Bueno venceu 12 Slam de duplas, sendo quatro em Forest Hills.

Murray disputou sua quarta final de Grand Slam, tendo sido vice em Wimbledon e US Open do ano passado e conquistado a Austrália em janeiro. Tornou-se o primeiro britânico a ganhar duplas no US Open desde Roger Taylor, em 1972.

Feito importante, Soares e Murray são a primeira parceria a ganhar mais de um Slam na mesma temporada que não fossem os irmãos Bob e Mike Bryan desde 2010. De forma geral, isso não acontecia desde os três dos Bryan em 2013.

O título valeu também o prêmio a ser repartido entre os dois campeões de US$ 625 mil e com isso Bruno atinge o total de US$ 3,68 milhôes na carreira, marca apenas superada por Gustavo Kuerten e Thomaz Bellucci. Foi o terceiro título da temporada para os dois - que venceram também em Brisbane -, sendo 23 na carreira para Bruno e 16 para o escocês.

Diante de adversários inesperados, que gostam de atuar muito mais no fundo de quadra, Soares e Murray só tiveram problema no comecinho da partida, quando o escocês perdeu o primeiro game de serviço diante de poderosas devoluções. A recuperação foi imediata e daí em diante o saque bem colocado e excelente jogo de rede fizeram toda a diferença.

Os espanhóis ainda tiveram break-points no dois primeiros games de saque do segundo set, porém em ambos a parceria do mineiro mostrou o entrosamento, com os dois se mexendo muito bem para fechar os espaços junto à rede.  

Com os 2.000 pontos conquistados, a parceria assume o segundo lugar no ranking da temporada, com 6.800 pontos, e fica bem próxima dos franceses Pierre Herberg/Nicolas Mahut, que tem 7.075. No ranking individual, Murray sobe para quarto e o mineiro recupera o quinto, ambos atrás de Marcelo Melo, que é o terceiro.

Comentários