Notícias | Dia a dia | US Open
Soares e Murray fazem a segunda final no US Open
08/09/2016 às 18h45

Soares e Murray tiveram grande atuação diante dos líderes do ranking mundial

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - O mineiro Bruno Soares e o escocês Jamie Murray terão uma segunda chance de conquistar o US Open. Eles retornam à final, embora desta vez atuando lado a lado, depois de espetacular vitória nesta sexta-feira sobre os líderes do ranking e atuais campeões, os franceses Nicolas Mahut e Pierre Hugues Herbert, com parciais de 7/5, 4/6 e 6/3. Eles aguardam os adversários do duelo espanhol de Feliciano e Marc López contra Guillermo Garcia-López e Pablo Carreño.

Bruno disputará assim sua terceira final de duplas masculinas de nível Grand Slam e a quarta geral no US Open. Atual campeão do Australian Open junto a Murray, ele foi vice em Flushing Meadows em 2013 com Alexander Peya e tem dois títulos de mistas, ao lado de Ekaterina Makarova e Sania Mirza. O escocês por seu lado faz a quarta final de duplas masculinas, tendo sido finalista em Wimbledon e US Open do ano passado ao lado do australiano John Peers.

O primeiro set foi muito equilibrado. Desde o início, os franceses jogaram no seu estilo habitual de muita força em todos os golpes e procurando intimidar os voleadores. Mas as chances estiveram sempre mais para a dupla do brasileiro, que teve dois break-points no quinto game mas desperdiçou com um pouco de afoito. Pouco depois, Hughes pediu atendimento para o joelho direito, mas não mostrou limitação de movimentos. Porém, foi em cima dele que Soares e Murray obtiveram a quebra no 11º game, com devoluções baixas seguidas de voleios perfeitos. Bruno sacou com firmeza e liquidou o placar.

O equilíbrio se manteve ao longo de quase todo o segundo set, com soberania dos sacadores. Bruno deu um susto ao fazer duas duplas faltas no oitavo game, mas a falha veio logo depois, quando Murray não sacou bem e ainda fez a dupla falta no set-point. O terceiro set começou com um susto, mas Murray evitou a quebra com voleio excelente. No quinto game, a devolução enfim voltou a funcionar, obrigando Hugues a volear para cima o que facilitou a interceptação.

Com a campanha excelente no US Open, Soares recupera o quinto lugar do ranking individual de duplas, logo atrás do próprio Murray, que está 125 pontos à frente. Mesmo que levem o título, ainda ficarão atrás do mineiro Marcelo Melo, que ocupa o terceiro lugar atrás justamente de Mahut e Hugues. Já no ranking de parcerias de 2016, ultrapassam os irmãos Bob e Mike Bryan, assumindo o segundo posto, cerca de 1.000 pontos atrás do dueto francês. Em caso de título, a distância cairá para 125 pontos.

Um feito interessante à disposição de Bruno e Murray é que eles poderão ser a primeira parceria além dos irmãos Bryan a ganhar dois Slam numa mesma temporada desde 2010. Caso Feliciano e Marc López vençam, também terão essa oportunidade, já que são os atuais campeões de Roland Garros. Por enquanto, o brasileiro e escocês vão dividir US$ 310 mil e, em caso de título, US$ 625 mil.

Comentários