fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Andre Sa, US Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Andre Sa, US Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Andre Sa, US Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/bruno_soares/0130_ausopen_saca_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/bruno_soares/0130_ausopen_saca_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | US Open
Sa e Soares estao ansiosos por estreia nesta 4
31/08/2016 às 08h29
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/bruno_soares/0130_ausopen_saca_int.jpg" title="Bruno vai estrear nas duplas e nas duplas mistas" />

Bruno vai estrear nas duplas e nas duplas mistas

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Nova York (EUA) - A quarta-feira marcará a estreia dos brasileiros nas duplas. Abrirão suas respectivas campanhas no US Open todos os inscritos na chave de duplas: o mineiro Marcelo Melo com o croata Ivan Dodig, o mineiro Bruno Soares com o britânico Jamie Murray, o mineiro André Sá com o australiano Chris Guccione e a dupla do paulista Thomaz Bellucci com o gaúcho Marcelo Demoliner.

Bruno terá jornada dobrada em relação aos compatriotas, primeiro enfrentará os portugueses João Sousa e Gastão Elias. Mais tarde ele volta para jogar duplas mistas, em que tem dois títulos no US Open, ao lado de Shvedova, contra o paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi e a chinesa Yifan Xu. 

"Vou ter rodada de dupla logo de entrada. Mas estou preparado e estamos querendo jogar. Tivemos 10 dias de treinos aqui em Nova York. Estamos mais do que aclimatados e loucos para competir. Viemos aqui para isso," disse Bruno. "A primeira rodada é difícil, contra dois bons jogadores, mas vamos com tudo. A expectativa está alta e a confiança também. Vamos com tudo nessa campanha", complementou.

Aos 39 anos de idade, Sá e o parceiro australiano Chris Guccione enfrentam, no primeiro jogo da quadra 7, a dupla norte-americana formada por John McNally e Jeffrey Wolf, desconhecida pelo experiente mineiro, que prega cautela para o confronto de estreia. 

"Ainda não conheço nada sobre eles, mas devem ter jogado bem e merecido esse lugar na chave principal. É sempre complicado jogar contra esses tipos de rivais. As condições estão bem parecidas com as do ano passado. As quadras aqui são mais rápidas normalmente. Clima está bom e estamos nos ajustes finais já para a primeira rodada", descreveu André.

Últimas notícias
Comentários