fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Guilherme Clezar, Rogerio Silva, US Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Guilherme Clezar, Rogerio Silva, US Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Guilherme Clezar, Rogerio Silva, US Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0829_usopen_slice_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0829_usopen_slice_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | US Open
Clezar lamenta virada Rogerinho destaca bom jogo
30/08/2016 às 09h52
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/rogerinho/0829_usopen_slice_int.jpg" title="Rogerinho não resistiu ao campeão do US Open de 2014" />

Rogerinho não resistiu ao campeão do US Open de 2014

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Nova York (EUA) - Logo no primeiro dia de US Open, o Brasil viu seus três representantes na chave masculina de simples darem adeus ao torneio. Além do número 1 do país, o paulista Thomaz Bellucci, também foram eliminados da competição o gaúcho Guilherme Clezar, que disputava pela primeira vez uma chave principal de Grand Slam, e o paulista Rogério Silva.

Clezar até que começou bem em seu debute em um dos quatro principais torneios do circuito, venceu o primeiro set contra o suíço Marco Chiudinelli, mas não conseguiu seguir no mesmo ritmo e acabou permitindo a reação do adversário, que marcou parciais de 2/6, 7/6 (8-6), 6/2 e 6/4, após 2h58 de partida. 

"Infelizmente não rendi o esperado hoje, mas ficam as boas atuações no quali, o meu primeiro em uma chave principal de um Grand Slam e a certeza de seguir evoluindo para poder voltar mais vezes", afirmou Clezar, que volta ao Brasil para se preparar para os challengers de quadra dura dos Estados Unidos e México. Ele joga os torneios de Columbus, Tiburon, Stockton e Monterrey.

Já Rogerinho conseguiu fazer uma boa apresentação diante do croata Marin Cilic, mas sucumbiu ao melhor nível do oponente, que já levantou a taça em Nova York dois anos atrás. O paulista vendeu caro a derrota, mas acabou superado em sets diretos, com 6/4, 7/5 e 6/1, depois de 1h58 de confronto. 

"Comecei muito bem no jogo, com um break no primeiro game. Depois, ele (Cilic) passou a sacar e devolver muito bem e isso acabou fazendo a diferença. No segundo set não comecei tão bem, consegui me recuperar, mas acabou escapando o set. Apesar da derrota, acho que fiz um bom jogo contra um top 10 e isso me dá mais confiança para seguir trabalhando", analisou Rogerinho, que terá como próximo torneio o challenger de Barranquilla, na Colômbia, a partir de 6 de setembro.

Últimas notícias
Comentários