fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Angelique Kerber, Garbine Muguruza, Agnieszka Radwanska, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Angelique Kerber, Garbine Muguruza, Agnieszka Radwanska, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Serena Williams, Angelique Kerber, Garbine Muguruza, Agnieszka Radwanska, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/wta_cenarios_numero1_usopen_800_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/wta_cenarios_numero1_usopen_800_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | US Open
Quatro jogadoras disputam o número 1 no US Open
23/08/2016 às 15h37
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/outros_assuntos/wta_cenarios_numero1_usopen_800_int.jpg" title="Confira as possibilidades que cada jogadora tem para ser número 1, lembrando que os números de Radwanska são condicionados à campanha de New Haven" />

Confira as possibilidades que cada jogadora tem para ser número 1, lembrando que os números de Radwanska são condicionados à campanha de New Haven

Foto: WTA
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Nova York (EUA) - A disputa pelo primeiro lugar no ranking feminino promete ser movimentada durante o US Open. Além das principais postulantes Serena Williams e Angelique Kerber, também há possibilidade de Garbiñe Muguruza e Agnieszka Radwanska alcançarem a liderança.

A atual número 1 Serena precisa ao menos repetir a semifinal de 2015, caso contrário será ultrapassada depois de 186 semanas. Chegando à penúltima rodada, a americana precisa torcer para que Kerber não esteja nas quartas, Muguruza não seja finalista e nem Radwanska seja campeã.

Caso Serena seja vice-campeã, a liderança seria mantida se nenhuma das concorrentes forem campeãs, sendo que Radwanska precisaria antes vencer o WTA de New Haven que acontece nesta semana. A conquista do 23º título de Grand Slam para a caçula das Williams assegura a permanência na primeira posição.

Kerber é quem está com a situação mais favorável, já que terá chances mesmo que perca na estreia. O título em Nova York ou vice-campeonato para qualquer adversária exceto Serena também garantem o inédito primeiro lugar à alemã. Se for à semi, a canhota de 28 anos torce para que a americana não chegue à final e as demais concorrentes não sejam campeãs.

Mais jovem entre as postulantes, Garbiñe Muguruza precisa ao menos chegar à final. A espanhola de 22 anos chegará ao topo do ranking com título desde que Kerber não seja finalista, ou com o vice-campeonato torcendo para que a alemã perca até às oitavas, a americana até às quartas e para que Radwanska não vença o torneio.

Já Radwanska tem suas chances condicionadas à campanha em New Haven. Um título em Connecticut aumenta o leque de possibilidades da polonesa de 27 anos. Caso ela acumule onze vitórias seguidas em dois torneios, o número 1 só não será dela se Kerber for finalista. Se não, a polonesa precisa conquistar seu primeiro Grand Slam e torcer para a americana não ser finalista e a alemã cair até as quartas.

Últimas notícias
Comentários