fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Richard Gasquet, Kei Nishikori, Andy Murray, Roland Garros, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Richard Gasquet, Kei Nishikori, Andy Murray, Roland Garros, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Richard Gasquet, Kei Nishikori, Andy Murray, Roland Garros, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/gasquet/0529_rg_caindo_feliz_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/gasquet/0529_rg_caindo_feliz_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Gasquet destaca a importancia da torcida em Paris
30/05/2016 às 12h12
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2016/gasquet/0529_rg_caindo_feliz_int.jpg" title="Gasquet nunca tinha ido tão longe em Roland Garros" />

Gasquet nunca tinha ido tão longe em Roland Garros

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - Pela primeira vez na carreira, o francês Richard Gasquet conseguiu alcançar as quartas de final em Roland Garros, falhando nas outras 12 vezes que disputou o torneio. Único atleta da casa ainda vivo na chave, ele destacou a importância da torcida em sua campanha histórica no saibro parisiense.

Gasquet garantiu a inédita vaga nas quartas ao bater o japonês Kei Nishikori por 3 sets a 1. "É demais vencer o número 6 do mundo na quadra central em Paris. Estava bastante motivado para enfrentar um grande rival com a torcida toda me apoiando. Por isso queria vencer muito este jogo", comentou o francês. 

"Foi como um jogo de Copa Davis, a torcida fez uma grande diferença. Aposto que será assim na terça-feira, quando precisarei jogar muito para superar Andy", declarou o local, que agora terá pela frente o britânico Andy Murray, atual número 2 do mundo, que venceu Gasquet em sete dos dez embates anteriores entre eles, dois deles em Paris.

"Já nos enfrentamos várias vezes e ele sempre me venceu nos Grand Slam. Tenho que jogar ofensivamente, pois caso contrário será muito difícil para mim", disse o atleta da casa, que destacou a importância de sair na frente de Nishikori. "Vencer o primeiro set foi importante para todo o resto", pontuou. 

Ele também lembrou o trabalho que teve para enfim chegar às quartas em Roland Garros, destacando a derrota sofrida para o suíço Stan Wawrinka em 2013. "Foi duro, ainda mais contra Wawrinka alguns anos atrás. Acho que estava liderando por 2 sets a 0", rememorou Gasquet.

Últimas notícias
Comentários