fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Natália Mayara Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Natália Mayara Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Natália Mayara tênis" />
Notícias | Top Spin
Natalia Mayara discursa na sede da ONU Veja
29/04/2016 às 19h14
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Genebra (Suíça) - A tenista paralímpica Natália Mayara discursou na manhã desta sexta-feira na sede da ONU, em Genebra. A jovem jogadora de 22 anos irá disputar o tênis em cadeira de rodas nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro entre 7 e 18 de setembro.

Natália, que é natural de Pernambuco e se mudou ainda na infância para Brasília, falou ao plenário sobre o quanto o esporte foi importante para seu crescimento pessoal e profissional, além de fazê-la se sentir capaz de superar qualquer obstáculo.

A atleta ainda espera que a experiência inédita com os Jogos Paralímpicos no Brasil possa fazer com que o grande público possa mudar o ponto de vista e ter maior aceitação aos portadores de necessidades especiais.

 

Confira a íntegra do discurso de Natália Mayara.

Eu tinha apenas 12 anos quando tive meu primeiro contato com esportes. Hoje, dez anos mais tarde, posso estar orgulhosamente aqui para dizer a vocês o quanto ele mudou a minha vida.

Devo tudo que tenho hoje ao esporte. Não só em termos financeiros, mas pessoalmente. Por causa do tênis em cadeira de rodas, eu pude viajar pelo mundo e outras tantas conquistas.

Mas o meu crescimento vai muito além. Minha relação com o esporte evitou que eu discriminasse a mim mesma. Evitou que eu me sentisse envergonhada por causa da minha deficiência. O esporte me mostrou dia após dia o que eu era capaz e que minha deficiência não me impediria de fazer nada. Eu era como qualquer outra pessoa.

E é por meio do esporte que eu hoje posso mudar a percepção das pessoas sobre os deficientes. Este é o ponto mais importante para mim.

E hoje, com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos a serem realizados no Rio de Janeiro, pela primeira vez na América do Sul, nós temos a oportunidade de levar essa mensagem ainda mais adiante. Não estaremos mais em Londres ou Pequim. Os Jogos Paralímpicos serão aqui, ao nosso lado, no Brasil. Teremos a chance de mostrar ao nosso povo a importância do Movimento Paralímpico.

Tomara que brasileiros, sul-americanos e pessoas de todo o mundo possam mudar o seu ponto de vista. Eles não vão mais achar que você não é capaz de algo. Eles vão perceber que não somos diferentes de ninguém.

Muito obrigada

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis