fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andy Murray, David Goffin, Copa Davis Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andy Murray, David Goffin, Copa Davis Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andy Murray, David Goffin, Copa Davis tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/murray/1129_davis_grita_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/murray/1129_davis_grita_int.jpg" />
Notícias | Copa Davis
Murray encerra jejum britânico de 78 anos na Davis
29/11/2015 às 13h03
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/murray/1129_davis_grita_int.jpg" title="Britânico superou resistência de Goffin em três sets" />

Britânico superou resistência de Goffin em três sets

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Ghent (Bélgica) - Andy Murray escreveu o seu nome na história do tênis, mais uma vez, neste domingo. O título da Copa Davis, que sempre pareceu improvável sem um número 2 confiável na equipe, foi comemorado com o número 2 do mundo participando de 11 das 12 vitórias na campanha britânica. A coroação veio diante de muita resistência do belga David Goffin e de 13 mil torcedores no saibro de Ghent, com parciais de 6/3, 7/5 e 6/3, em 2h54 de partida.

Mais uma vez, Murray é o responsável por encerrar um jejum britânico que vinha desde Fred Perry, na década de 1930. No US Open-2012, ele se tornou o primeiro tenista do país a conquistar um Grand Slam desde Perry, em 1936, também no US Open. O tabu em Wimbledon, encerrado em 2013, também vinha desde Perry. Na competição por equipe, o ícone britânico participou do tetra entre 1933-36.

Com o 10º título, a Grã Bretanha deixa a França para trás e aparece isolada na 3ª posição entre os maiores campeões. Estados Unidos (32) e Austrália (28) lideram. Na decisão, Murray marcou o primeiro ponto britânico na sexta-feira, em sets diretos contra Ruben Bemelmans, e virou o confronto no sábado, jogando duplas com o irmão, Jamie. Seu ótimo retrospecto na competição é de 34-7 (27-2 em simples). Veja mais alguns números e recordes.

Goffin começou o jogo buscando agredir o saque do rival e, apesar de ter mais dificuldade para confirmar seus games, se empenhou para equilibrar as ações. Ele salvou um break point no segundo game e teve a única chance na parcial em 2/2. Murray escapou com um ótimo segundo saque aberto e aproveitou o momento para imprimir um novo ritmo. O britânico abusou das devoluções no segundo serviço do belga no game seguinte e obteve a quebra de zero. Goffin ainda evitou a segunda quebra, salvando três set point, mas não conseguiu incomodar Murray no final.

O tenso e equilibrado segundo set viu 1h13 de um jogo de alto nível. Assim como na primeira parcial, Goffin só teve uma chance de quebra e não conseguiu colocar a devolução de um saque no meio em quadra. Murray chegou a vencer 18 pontos seguidos com o serviço e ampliou a vantagem com muita resistência em um ponto sensacional.

Mesmo com os dois atuando pelo terceiro dia seguido, o cansaço não foi maior que a determinação e a importância da partida. O belga escapou de 15-40 no game inicial e deu o último suspiro ao quebrar pela primeira vez, fazendo 2/0. Murray reagiu imediatamente, salvou mais um break point com um bom saque em 2/3 e levou a melhor nos pontos importantes, vencendo os últimos quatro games.

Últimas notícias
Comentários