fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
David Goffin, Kyle Edmund, Copa Davis Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
David Goffin, Kyle Edmund, Copa Davis Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
David Goffin, Kyle Edmund, Copa Davis tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/edmund_treino_smith_conversa_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/edmund_treino_smith_conversa_int.jpg" />
Notícias | Copa Davis
Estrear na final é um 'problema bom', diz Edmund
26/11/2015 às 15h32
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/edmund_treino_smith_conversa_int.jpg" title="Estreantes logo na final nunca venceram na Davis" />

Estreantes logo na final nunca venceram na Davis

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Ghent (Bélgica) - Escolhido pelo capitão Leon Smith para ser o número 2 da Grã Bretanha na decisão da Copa Davis, Kyle Edmund foi incumbido de iniciar o confronto sem nunca ter jogado na competição. Apesar da pouca experiência, o jogador de 20 anos não se mostra preocupado para esta sexta-feira, mas diz que vai se acostumar com a situação apenas durante a partida.

“É o meu primeiro jogo pelo meu país na Copa Davis”, disse o número 100 do mundo após o sorteio desta quinta-feira. “Vai ser o jogo com maior torcida que já fiz, provavelmente a situação mais importante. É uma experiência nova, vou ter que aprender conforme o jogo acontece. Mas é um problema bom e estou empolgado”. Cinco jogadores estrearam na Davis na decisão, sem nenhuma vitória. Os casos mais recentes foram de Feliciano López (2003), Paul-Henri Mathieu (2002) e Pete Sampras (1991).

Edmund abre a decisão no saibro de Ghent contra o número 1 dos mandantes, David Goffin, 16º da ATP. O encontro é inédito. O britânico disputou muitos futures na superfície no início da transição para o profissional, mas neste ano deu preferência aos challengers e qualificatórios de ATP no piso duro. Porém, como preparação para a Davis, veio à América do Sul disputar dois torneios nas últimas semanas, faturando o challenger de Buenos Aires.

No juvenil, Edmund chegou à 8ª posição, foi semifinalista do US Open-2011 e de Wimbledon-2012 e duas vezes quadrifinalista em Roland Garros. Curiosamente, uma dessas campanhas terminou diante de um rival que também está na decisão, o belga Kimmer Coppejans, campeão juvenil de Roland Garros-2012.

Goffin destaca experiência - Depois da primeira temporada disputando apenas os torneios de primeira linha, Goffin quer explorar sua experiência contra Edmund. “Eu não o conheço muito, mas ele é jovem, muito talentoso, ganhou um torneio no saibro há umas duas semanas. Pode ser um jogo complicado. Vou usar a minha experiência, porque nunca é fácil começar uma final e ele vai fazer o primeiro jogo dele na Copa Davis”.

O número 1 dos mandantes admitiu que não esperava alcançar a final da competição. Antes de derrotar a Argentina na semifinal, a Bélgica passou pelas equipes desfalcadas da Suíça – sem Roger Federer e Stan Wawrinka – e do Canadá – Milos Raonic e Vasek Pospisil estavam sem condições de jogo. “As lesões fazem parte do esporte. Nós aproveitamos a chance de estar na final e vamos tentar ganhar, com certeza”, afirmou Goffin.

Saiba mais

• Bemelmans fala em fator surpresa contra Murray.

Últimas notícias
Comentários