fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Ruben Bemelmans, Andy Murray, Copa Davis Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Ruben Bemelmans, Andy Murray, Copa Davis Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Ruben Bemelmans, Andy Murray, Copa Davis tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/bemelmans_treino_slice_1124_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/bemelmans_treino_slice_1124_int.jpg" />
Notícias | Copa Davis
Bemelmans fala em 'fator surpresa' com Murray
26/11/2015 às 13h41
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/copa_davis/bemelmans_treino_slice_1124_int.jpg" title="Atual 108º, belga nunca bateu um top 20" />

Atual 108º, belga nunca bateu um top 20

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Ghent (Bélgica) - Uma das surpresas do sorteio da final da Copa Davis, o belga Ruben Bemelmans terá o maior desafio da carreira nesta sexta-feira. O número 108 do mundo faz o segundo jogo do dia contra a Grã Bretanha e encara Andy Murray, vice-líder do ranking e que carrega retrospecto de 25-2 em jogos de simples na competição.

“Andy é muito sólido, é o número 2 do mundo, vai ser muito duro. Mas não vou discutir tática aqui. Acho que temos um plano claro e cabe a mim executá-lo da melhor maneira possível”, garantiu o belga nesta quinta-feira. O primeiro jogo do confronto no saibro de Ghent será entre David Goffin e o estreante Kyle Edmund - veja a programação.

Bemelmans nunca derrotou um top 20 e tem retrospecto de quatro derrotas em quatro jogos contra top 10. A mais recente foi na terceira rodada do US Open, quando sofreu 6/3, 7/6 (7-5) e 6/4 do suíço Stan Wawrinka. Acostumado a jogar no piso sintético, ele tem apenas duas vitórias sobre top 100 no saibro, incluindo challengers.

Na Davis, o histórico do jogador de 27 anos também não é muito animador. Ele soma três vitórias e sete derrotas em partidas de simples. Desde os playoffs de 2013 – seu único triunfo quando o confronto ainda não estava definido –, vem de três derrotas e tem contribuído mais nas duplas. Bemelmans venceu quatro dos últimos cinco jogos que fez no segundo dia dos duelos, mas, inicialmente, não está escalado para a decisão.

O belga tem como melhor ranking a 84ª posição, que alcançou há dois meses, e diz que o fato de não ser muito conhecido no circuito pode ser um ponto favorável.

“Esse vai ser o primeiro confronto que tenho com ele, seja em jogo ou treino, então vai ser novo para ele também. Provavelmente eu o conheço melhor, sei como ele joga, do que ele me conhece. Talvez seja uma pequena vantagem. Vou estar muito bem preparado para amanhã”, afirmou.

Últimas notícias
Comentários