fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Masters 1000 de Roma Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Masters 1000 de Roma Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Masters 1000 de Roma tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/djokovic/0516_roma_saque_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/djokovic/0516_roma_saque_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Djokovic segue imbatível e fatura o 24º Masters
17/05/2015 às 13h17
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/djokovic/0516_roma_saque_int.jpg" title="Sérvio conquistou o tetra em Roma após 1h15" />

Sérvio conquistou o tetra em Roma após 1h15

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Roma (Itália) - O sérvio Novak Djokovic impediu que o suíço Roger Federer conquistasse um título inédito com uma grande atuação na final do Masters 1000 de Roma, neste domingo. O número 1 do mundo aproveitou as poucas chances que teve para marcar 6/4 e 6/3, ampliar sua sequência invicta para 22 jogos e levantar o 24º troféu de Masters.

Este é o 53º título de Djokovic na carreira e o quinto na temporada. Nos maiores torneios, a sua série de vitórias já chega a 37. Ele fechou 2014 conquistando o Masters de Paris e o ATP Finals de Londres. Nesta temporada, venceu o Australian Open e os Masters de Indian Wells, Miami, Monte Carlo e, agora, Roma (não disputou Madri).

Apenas em 2015, Djokovic já bateu os outros nove jogadores que nesta semana aparecem no top 10. O tetracampeonato em Roma (2008, 2011 e 2014) rende US$ 628 mil e faz o número 1 superar a marca de US$ 78 milhões em premiação na carreira.

O líder e o vice-líder do ranking mundial entraram em quadra empatados com 23 títulos de Masters. Os sacadores prevaleceram por mais de 30 minutos em um primeiro set com poucas trocas de bola. Federer enfrentou um 0-30 no quarto game e escapou com bons serviços. A agressividade dos dois lados aliada a variações como deixadinhas ou, por parte do suíço, saque e voleio não permitiu chances de quebras até o nono game.

No momento de definição do set, Djokovic salvou o primeiro break point em um rali, aproveitando a passividade de Federer para manter o saque em 5/4. Em seguida, foi a vez de Federer iniciar o game com duas “madeiradas” e se ver sob pressão. Depois de dois game points, o sérvio conseguiu um winner de devolução na cruzada para criar sua primeira chance e não desperdiçou.

O primeiro serviço abandonou Federer na segunda parcial e Djokovic, mais uma vez, não deixou a chance passar. Em dois games, o suíço venceu apenas um dos nove pontos que jogou com o segundo saque, enfrentou quatro break points e o sérvio aproveitou um para rapidamente abrir 4/1. Com games confirmados sem sustos, o sérvio manteve a vantagem para conquistar o tetra após 1h15.

Com o quarto vice em Roma, Federer segue sem o título no saibro italiano. O maior vencedor de Grand Slam não tem este troféu e o de Monte Carlo em sua coleção. Ele segue com 85 títulos na carreira e 23 de Masters, quatro atrás do espanhol Rafael Nadal, maior vencedor na categoria.

Últimas notícias
Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis
ProSpin
Wilson
Raquete Mania
Paulistana