fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Alexander Zverev, Mischa Zverev, ATP 250 de MuniqueCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Alexander Zverev, Mischa Zverev, ATP 250 de MuniqueCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Alexander Zverev, Mischa Zverev, ATP 250 de Muniquetênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0504_munique_trofeu_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0504_munique_trofeu_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia
Soares/Peya encerra jejum com título em Munique
04/05/2015 às 07h28
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0504_munique_trofeu_int.jpg" title="Dupla conquista título após quase 9 meses" />

Dupla conquista título após quase 9 meses

Foto: ATP
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Munique (Alemanha) - A dupla formada pelo mineiro Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya encerrou um jejum que já durava quase nove meses e voltou a conquistar um título nesta segunda-feira. A parceria confirmou a condição de cabeça de chave 1 com grande atuação nos momentos decisivos da final do ATP 250 de Munique, diante dos irmão Mischa e Alexander Zverev, e triunfou de virada, com parciais de 4/6, 6/1 e 10-5.

Soares e Peya não disputavam uma decisão desde agosto, quando foram campeões no Masters 1000 do Canadá. Nesta temporada, as semifinais dos ATPs 500 de Barcelona e do Rio de Janeiro, além do ATP 250 de Auckland, haviam sido os melhores resultados.

Este é o 11º título da parceria, que agora tem 50% de aproveitamento em finais. Individualmente, Soares também venceu metade das finais que disputou e soma 19 troféus de campeão. Peya tem 13 títulos em 31 decisões.

Depois de dois games com break points disputados no domingo, quando a chuva adiou a decisão, o jogo reiniciou no serviço da dupla favorita. Logo de cara, Soares/Peya precisou salvar mais três oportunidades de quebra. A parceria austro-mineira tinha dificuldades para devolver o saque dos alemães, deixando a bola fácil para ser definida no voleio ou sequer colocando a devolução em quadra. Sem ceder chances, os Zverev quebraram no oitavo game e fecharam a parcial em 37 minutos.

O momento mudou no início do segundo set. A dupla cabeça 1 salvou dois break points no saque de Peya mostrando reflexo na rede e em seguida finalmente conseguiram uma quebra, no saque de Mischa. Sem enfrentar mais break points, Soares e Peya voltaram a superar o serviço do irmão mais velho da dupla convidada no sexto game e rapidamente fizeram 6/1.

O match-tiebreak começou melhor para os alemães, que abriram 3-0 com dois mini break no saque do mineiro. Porém, a dupla se recuperou rapidamente. Mischa perdeu seus dois serviços e, em um dos maiores ralis, Soares definiu com uma paralela de backhand para empatar depois oito pontos. Uma grande devolução de Peya colocou os cabeças 1 à frente pela primeira vem, com o placar de 5-4, e eles não desperdiçaram a vantagem, prevalecendo sobre os irmãos, que disputaram a primeira final juntos.

Últimas notícias
Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis
ProSpin
Wilson
Raquete Mania
Paulistana