fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Nicolas Mahut, Fabio Fognini, Simone Bolelli, Pierre Hugues-Herbert, Australian OpenCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Nicolas Mahut, Fabio Fognini, Simone Bolelli, Pierre Hugues-Herbert, Australian OpenCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Nicolas Mahut, Fabio Fognini, Simone Bolelli, Pierre Hugues-Herbert, Australian Opentênis" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Mahut admite dois toques e joga culpa no juiz
01/02/2015 às 12h41
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - A final de duplas do Australian Open teve um lance controverso logo no começo do segundo set. Em uma bola junto à rede, o francês Nicolas Mahut tentou um voleio difícil e acabou batendo pelo menos duas vezes na bola. Ao ver a cena, os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini foram imediatamente reclamar para a arbitragem, que não marcou nada e deixou o lance seguir em favor dos franceses. Mahut e Pierre Hugues-Herbert evitaram o break-point no momento, mas não evitaram a derrota na decisão.

Depois do embate, o próprio Mahut confessou que acertou a bola mais de uma vez com sua raquete. “Talvez tenha batido quatro vezes, não sei mesmo. Às vezes acontece quando o jogo está muito. Eu apenas tentei passar a bola para o outro lado. O juiz tem que ver isso, mas no fim não mudou nada”, declarou o francês, tirando de si a responsabilidade e a colocando no árbitro de cadeira.

“Não falei nada, pois ele sabia que tinha tocado duas vezes. É duro você reconhecer isso, já que o ponto era importante, ia ser break-point no primeiro game do segundo set”, declarou Fognini. “O juiz cometeu um erro inacreditável, ele percebeu depois, mas aí já era tarde”, disparou Bolelli.

Para consolo da dupla italiana, o ponto acabou não fazendo falta e eles acabaram campeões do Australian Open. Além disso, os dois também receberam um pedido de desculpas da direção do torneio e do árbitro de cadeira, que reconheceu ter feito uma chamada errada. “Mesmo que ele tenha cometido o erro, reconheceu depois do jogo. É a primeira vez que isso acontece na minha vida. Estou feliz por isso”, finalizou Fognini, famoso por suas repetidas discussões com a arbitragem.

Comentários