fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Kevin Anderson, Tomas Berdych, Bernard Tomic, Australian OpenCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Kevin Anderson, Tomas Berdych, Bernard Tomic, Australian OpenCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Kevin Anderson, Tomas Berdych, Bernard Tomic, Australian Opentênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nadal/0125_ausopen_rebate_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nadal/0125_ausopen_rebate_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Nadal derruba sacador e pega Berdych nas quartas
25/01/2015 às 04h26
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nadal/0125_ausopen_rebate_int.jpg" title="Nadal tem ampla vantagem no histórico com Berdych" />

Nadal tem ampla vantagem no histórico com Berdych

Foto: Jason Lockett / Tennis Australia
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - Aos poucos, Rafael Nadal vai deixando para trás a desconfiança por seu início de temporada e jogando um tênis cada vez melhor. Neste domingo, o canhoto espanhol precisou de 2h08 para derrubar o sul-africano Kevin Anderson, 15º do ranking mundial, por 7/5, 6/1 e 6/4 e e avançar às quartas de final do Australian Open.

O próximo a desafiar Nadal será o tcheco Tomas Berdych, que passou com 6/2, 7/6 (8-6) e 6/2 pelo australiano Bernard Tomic. O espanhol tem ampla vantagem de 18 a 3 no retrospecto contra o número 7 do mundo, além de ostentar um longa invencibilidade desde 2006, ano em que perdeu três vezes para o tcheco.

A boa atuação de Nadal em sua quarta partida em Melbourne é expressa pelos números. Além de não sofrer nenhuma quebra, o espanhol conseguiu vencer quatro games no saque do adversário. Nadal ainda conquistou 16 pontos em 18 subidas à rede, liderou a contagem de winners, por 33 a 21, e cometeu menos erros não-forçados, 25 contra 26 de Anderson. O sul-africano só levou a melhor nos aces, 8 a 3.

Atuando diante de um exímio sacador, Nadal vinha com enorme dificuldade para pontuar no serviço de seu adversário. Até o décimo game, o espanhol havia feito apenas um ponto na devolução, mas vinha confirmando apesar da pressão exercida pelo sul-africano.

Com o placar empatado por 5/5, Nadal se livrou de quatro break points, chegando a um total de seis no set, e depois contou com seguidos erros do grandalhão sul-africano para conquistar a quebra e vencer a primeira parcial.

Anderson acusou o golpe e permitiu que Nadal assumisse amplo domínio na partida. Rapidamente, o espanhol abriu a vantagem de 4/0 e fechou o set em 30 minutos. Já na terceira parcial, Nadal conseguiu uma quebra no terceiro game e não foi mais ameaçado até confrimar a vitória.

Últimas notícias
Comentários