fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Fernando Verdasco, Gilles Muller, Australian Open, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Fernando Verdasco, Gilles Muller, Australian Open, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Fernando Verdasco, Gilles Muller, Australian Open, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/djokovic/0124_ausopen_beijinho_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/djokovic/0124_ausopen_beijinho_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Djokovic afirma que vencer 1º set foi fundamental
24/01/2015 às 13h23
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/djokovic/0124_ausopen_beijinho_int.jpg" title="Djokovic dedicou a vitória à sua mãe aniversariante" />

Djokovic dedicou a vitória à sua mãe aniversariante

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - Embora tenha despachado o espanhol Fernando Verdasco em sets diretos, o sérvio Novak Djokovic não teve moleza contra o canhoto de Madri e nas três parciais que jogou contra ele precisou suar a camisa para levar a melhor. O número 1 do mundo reconheceu a dificuldade do duelo e destacou a importância de sair na frente, triunfando na parcial inicial.

“Vencer o tiebreak do primeiro set foi um momento importante, pois o jogo estava muito equilibrado”, observou o líder da ATP, que comemorou um bom dia no serviço. “Acho que saquei bem, o que me deu a chance de vencer vários pontos sem grande trabalho. O que talvez pudesse melhorar, principalmente no primeiro set, era na capitalização das oportunidades, principalmente break-points”, avaliou.

“Estou feliz com meu saque, consegui variar bastante, mudei o ritmo e os ângulos. Mesmo assim ele teve algumas oportunidades nos meus games de serviço”, acrescentou o sérvio, que agora terá pela frente duelo inédito com o luxemburguês Gilles Muller, que mais cedo superara o norte-americano John Isner em três sets e dois tiebreaks.

Apesar de nunca ter medido forças com o luxemburguês de 31 anos, Djokovic mostrou bastante conhecimento sobre o próximo rival. “Ele está no circuito há muitos anos, foi um grande juvenil e tem aquele seu saque de canhoto. Por isso acho que o jogo de hoje pode me ajudar”, afirmou o sérvio, que destacou a campanha de Muller em Sydney. “Agora, está na quarta rodada aqui e vem de uma vitória em sets diretos sobre Isner, o que nunca é fácil”.

O triunfo deste sábado foi duplamente comemorado por Djokovic, que pode dedicar o resultado positivo à mãe que comemora o aniversário neste dia. Na empolgação, o sérvio puxou um coro com a torcida cantando ‘Parabéns a você’ para a aniversariante. “Dediquei essa vitória à minha mãe. Agradeço ao público que cantou ‘parabéns’ junto comigo, foi bem legal”, disse o número 1 do mundo.

Assim como boa parte dos grandes nomes que estiveram em quadra neste sábado, o sérvio também não escapou de comentar a derrota do suíço Roger Federer diante do italiano Andreas Seppi, ainda na terceira rodada. “Seppi fez uma partida incrível e mereceu vencer, provavelmente foi o jogo da sua vida. Neste esporte, é algo que pode acontecer. Roger costuma vencer esses jogos, mas desta vez não deu e o crédito é todo de Seppi”, finalizou.

Últimas notícias
Comentários