fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andreas Seppi, Roger Federer, Nick Kyrgios, Malek Jaziri, Australian OpenCopa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andreas Seppi, Roger Federer, Nick Kyrgios, Malek Jaziri, Australian OpenCopa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Andreas Seppi, Roger Federer, Nick Kyrgios, Malek Jaziri, Australian Opentênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/estrangeiros_outros/seppi_melbourne_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/estrangeiros_outros/seppi_melbourne_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Em tarde inspirada, Andreas Seppi derruba Federer
23/01/2015 às 04h36
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/estrangeiros_outros/seppi_melbourne_back_int.jpg" title="Seppi havia perdido 10 vezes para o suíço" />

Seppi havia perdido 10 vezes para o suíço

Foto: Site Oficial
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - A sexta-feira será inesquecível para Andreas Seppi. Aos 30 anos, o expriente italiano alcançou a maior vitória de sua carreira. Na Rod Laver Arena, Seppi derrubou Roger Federer, para quem havia perdido em todos os dez confrontos anteriores, e avançou às oitavas de final do Australian Open ao marcar 6/4, 7/6 (7-5), 4/6 e 7/6 (7-5) em 2h57 de disputa.

Seppi, que jamais esteve acima do 18º lugar no ranking e hoje ocupa a modesta 46ª posição, agora espera o confronto entre a promessa local Nick Kyrgios e o tunisiano Malek Jaziri. O italiano venceu Jaziri em duas ocasiões e foi derrotado por Kyrgios no único encontro anterior.

A partida começou com os dois tenistas confirmando com relativa facilidade durante os oito primeiros games, sendo que Federer fechara a porta com um ótimo saque em um break point no terceiro game.

Já com o placar empatado por 4/4, o suíço teve um game com dificuldades de colocar o primeiro serviço e Seppi aproveitou a chance apostando em sua solidez do fundo de quadra. No game seguinte Federer teve três chances de quebra que lhe dariam o empate, mas acabou desperdiçando todas elas em erros não-forçados.

O início de um novo set não significou o fim dos problemas para o suíço que logo se viu em desvantagem no terceiro game, mas conseguiu devolver a quebra em seguida. O roteiro, então, parecia idêntico ao do primeiro set, com Seppi quebrando no 4/4, após um equivocado golpe de vista do suíço. A sorte sorriu para Federer no game seguinte quando contou com um desvio na fita para devolver a quebra.

Melhor no início do tiebreak, Federer chegou a abrir 5-3 e saque e caminhava para empatar a partida. Seppi, então conseguiu uma boa devolução e forçou o erro do suíço. Na sequência, confirmou seus dois pontos de saque e aplicou uma passada para vencer o segundo set.

Pressionado, Federer elevou o nível durante a terceira parcial. O número 2 do mundo teve chances de quebra já no primeiro game, concretizando a vantagem dois games mais tarde. No saque, o suíço também foi mais consistente e cedeu apenas quatro pontos ao rival italiano.

A perda de um set não foi suficiente para que Seppi encurtasse o braço. O italiano persistiu equilibrando as ações diante do tetracampeão em Melbourne. Seppi forçou Federer a sacar para permanecer na partida em duas ocasiões antes da definição no tiebreak. No desempate, o suíço começou melhor e chegou a liderar por 5-4 e dois saques depois de um belíssimo winner com o backhand. Mas Federer não aproveitou a chance e ainda levou mais uma passada no ponto final.

Federer liderou com folga a contagem de aces, 15 a 4, mas também cedeu nove pontos de graça em duplas-faltas (uma delas no tiebreak decisivo). O suíço teve pequena vantagem nos winners, 57 a 50, mas cometeu 55 erros não-forçados contra 40 de Seppi. O número 2 do mundo também não foi feliz nas subidas à rede, vencendo 29 pontos de 50 tentativas.

Últimas notícias
Comentários