fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Brasil Open Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Brasil Open Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Bruno Soares, Alexander Peya, Brasil Open tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0115_auckland_cumprimenta_peya_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0115_auckland_cumprimenta_peya_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Soares espera grande apoio do público em SP
22/01/2015 às 16h17
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/bruno_soares/0115_auckland_cumprimenta_peya_int.jpg" title="Soares e Peya tentarão segundo título em SP" />

Soares e Peya tentarão segundo título em SP

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

São Paulo (SP) - O mineiro Bruno Soares espera contar mais uma vez com o apoio do público paulista durante a 15ª edição do Brasil Open, que será disputada de 9 a 15 de fevereiro, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Em busca do quarto título no torneio, o duplista elogiou o entusiasmo da torcida nos anos anteriores.

"Eu gosto muito do público paulista. No Brasil Open, eles sempre dão uma força muito grande para os tenistas brasileiros. Os dois títulos em São Paulo (2012 e 2013) foram muito marcantes para mim. Jogar para 10 mil pessoas na final foi algo muito importante para a minha carreira", disse Soares. O outro título do mineiro no Brasil Open foi em 2011, quando o evento era sediado na Costa do Sauípe (BA).

Os três troféus de Soares no Brasil Open foram vencidos com parceiros diferentes: o conterrâneo Marcelo Melo em 2011, o norte-americano Eric Butorac no ano seguinte, e o austríaco Alexander Peya em 2012. Soares disputará o torneio com Peya pela terceira temporada consecutiva. "Ele já se sente bem mais em casa jogando no Brasil", garantiu o mineiro.

Em 2014, Soares e Peya foram eliminados na primeira rodada, algo que motiva o mineiro ainda mais para a edição deste ano. "Toda vez que a gente não vai bem em um torneio que gosta de jogar, como o Brasil Open para mim, a vontade é maior para voltar e fazer um bom resultado", afirmou o bicampeão de duplas mistas do US Open.

Soares também destacou que os torneios sul-americanos no saibro servirão como preparação para o confronto da Copa Davis entre Brasil e Argentina, que será disputado no começo de março na mesma superfície: "Vai ajudar muito a ter uma adaptação melhor para Buenos Aires, para podermos encarar esse desafio, que é jogar a Davis fora de casa contra essa nação, que sabemos que é muito difícil".

Além de ajudar o Brasil a superar a Argentina, Soares tem como meta continuar entre os melhores duplistas da atualidade. "Os objetivos são engrenar bem no ano, conseguir resultados expressivos e firmar mais um ano a nossa parceria (com Peya) como uma das melhores", concluiu.

Soares e Peya estão em Melbourne, disputando o Australian Open. Cabeças de chave 5, eles derrotaram a parceria formada pelo sérvio Viktor Troicki e o russo Mikhail Youhzny, por 6/1 e 6/4 na estreia.

Últimas notícias
Comentários