fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Grigor Dimitrov, Lukas Lacko, Marcos Baghdatis, Australian Open, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Grigor Dimitrov, Lukas Lacko, Marcos Baghdatis, Australian Open, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Grigor Dimitrov, Lukas Lacko, Marcos Baghdatis, Australian Open, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/dimitrov/0119_ausopen_back_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/dimitrov/0119_ausopen_back_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
'Estou pronto para vencer um Slam', diz Dimitrov
21/01/2015 às 10h54
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/dimitrov/0119_ausopen_back_int.jpg" title="Dimitrov terá bom teste diante do experiente Baghdatis" />

Dimitrov terá bom teste diante do experiente Baghdatis

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - O búlgaro Grigor Dimitrov já perdeu seu primeiro set no Australian Open, avançou apenas à terceira rodada mas afirma que está confiante o bastante para acreditar até mesmo no título. O cabeça 10 demorou para controlar o eslovaco Lukas Lacko e agora vai encarar o finalista de 2006 Marcos Baghdatis, que surpreendeu o belga David Goffin por 6/1, 6/4, 4/6 e 6/0.

Perguntado se já sonha com seu primeiro título de Grand Slam, Dimitrov não titubeou: "Sim, acho que estou pronto, mas isso é algo que eu preciso mostrar ao longo de cada partida, demonstrando ainda maior consistência. Posso ganhar um Slam, mas antes de chegar à final ou às rodadas decisivas você precisa superar uma série de jogadores que estão no topo da carreira e jogando seu melhor tênis. Na verdade, o circuito está cada vez mais difícil, há mais caras experientes que estão em ótima forma. Eu lutei muito para chegar aqui, estou lá para tentar ganhar de todos eles".

Sobre a partida exigente contra Lacko, em que chegou a perder um set, Dimitrov não viu novidades. "Conheço Lacko muito bem, já havíamos jogado antes. Ele pode ser um cara muito perigoso, bate muito chapado nas bolas e se movimenta muito bem pela quadra. Fez um belo segundo set, mas acho que a partir daí eu passei a dominar o jogo e me senti totalmente no controle".

Namorado da musa Maria Sharapova, o búlgaro fez elogios à virada que a russa conseguiu no começo do dia. "Acho que partidas como essa, que parecia perdida, define exatamente quem ela é. Vem lutando ano após ano, superando todos os obstáculos em seu caminho. É, de longe, a maior batalhadora que já jogou tênis".

Últimas notícias
Comentários