fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Mikhail Youzhny, Tim Smyczek, Australian Open, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Mikhail Youzhny, Tim Smyczek, Australian Open, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Mikhail Youzhny, Tim Smyczek, Australian Open, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nadal/0119_ausopen_fore_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nadal/0119_ausopen_fore_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Australian Open
Nadal comemora a atuação, mas evita euforia
19/01/2015 às 08h50
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2015/nadal/0119_ausopen_fore_int.jpg" title="Nadal admitiu conhecer pouco do americano Smyczek" />

Nadal admitiu conhecer pouco do americano Smyczek

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Melbourne (Austrália) - Diante de um adversário muito experiente, que já o havia derrotado quatro vezes, o espanhol Rafael Nadal fez uma excelente estreia no Australian Open e dominou todos os fundamentos contra o russo Mikhail Youzhny. A soberania surpreendeu até o cabeça 3. "Para ser sincero, foi mais rápido do que eu esperava, uma vitória confortável. Foi um bom começo, muito importante isso. Habitualmente antes do primeiro jogo de um torneio você tem algumas dúvidas, ainda mais do jeito que cheguei aqui. Acabou sendo uma vitória confortável, que me dá confiança.Toda partida é importante para mim hoje".

Segundo o espanhol, a evolução só poderá vir com uma boa sequência de partidas. "Quando você está voltando de uma parada longa, ainda mais por contusão, sabe que não vai estar 100% e então tem de aceitar todos os desafios que surgirem, sabendo que deixou de treinar e competir a cada semana, a cada mês. Tem que aceitar que vai estar um pouco mais lento, um pouco sem ritmo. Treinei muito, me preparei muito bem, mas no fundo o que você precisa é de jogos. Daí a importância da vitória de hoje".

O espanhol admitiu conhecer muito pouco do seu próximo adversário, o norte-americano Tim Smyczek, um tenista que esteve no top 80 há dois anos e hoje ocupa o 112º posto. "tenho de respeitar todo mundo. Neste momento,  qualquer um para mim é perigoso. Tenho de ser positivo como fui nesta estreia, procurar melhorar a cada dia".

Apesar da boa atuação, Nadal continua a descartar qualquer favoritismo para chegar nas rodadas decisivas. "Não mudou o que eu disse dias atrás. É muito difícil falar hoje em chance de qualquer coisa. Não é o momento adequado para fazer projeções. O ideal é dar o valor correto a cada vit".ória".

Questionado sobre quais aspectos de sua atuação contra Youhzny ele mais apreciou, Nadal destacou a devolução e o próprio saque. "Cometi poucos erros no serviço. É verdade que, quando jogo de forma mais defensiva, consigo alongar mais a bola e jogar de forma confiante. O bom é que terei chance de jogar melhor na próxima partida. Vencer é tudo no esporte".

O número 3 do ranking garante não estar sentindo problemas nas costas, como aconteceu boa parte da última temporada. "Tive momentos difíceis aqui, no Rio, em Paris. E acho que não foi mais porque não joguei mais (risos). Neste momento, estou bem. As costas não estão me limitando. Estamos cuidando para que isso não aconteça".

Vestido de camisa rosa, Rafa também apresentou um calção um pouco mais curto do que a maioria do circuito utiliza hoje em dia. "Gosto deles assim, mais curto, me sinto mais confortável.

Últimas notícias
Comentários