fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Grigor Dimitrov, Wimbledon, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Grigor Dimitrov, Wimbledon, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Novak Djokovic, Roger Federer, Grigor Dimitrov, Wimbledon, tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/djokovic/0630_wimbledon_saca_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/djokovic/0630_wimbledon_saca_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Djokovic tenta mudar série negativa em decisões
04/07/2014 às 16h06
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/djokovic/0630_wimbledon_saca_int.jpg" title="Djokovic perdeu suas últimas 3 finais de Slam" />

Djokovic perdeu suas últimas 3 finais de Slam

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - Classificado para sua terceira final nas quatro últimas participações em Wimbledon, o sérvio Novak Djokovic se diz ansioso para a disputa do próximo domingo diante do suíço Roger Federer. Apesar de seus seis títulos de Grand Slam no currículo, Djokovic entrará em quadra para a decisão em Londres enfrentando um pequeno tabu: o sérvio foi derrotado em suas últimas três aparições em finais de Slam.

“Considerando que eu perdi minhas últimas três finais de Grand Slam, estou realmente ansioso por isso. Será um grande jogo e quero estar na minha melhor forma para a partida mais importante de nosso esporte”, disse o sérvio que perdeu para Rafael Nadal há um mês, em Roland Garros, e também no US Open do ano passado, além de cair para Andy Murray na última edição do Grand Slam britânico.

Federer e Djokovic possuem um retrospecto bastante equilibrado. O suíço tem uma ligeira vantagem, de 18 a 16, e venceu a única final de Slam entre os dois tenistas, no US Open de 2007. Em Wimbledon, eles se enfrentaram apenas uma vez com vitória suíça nas semifinais há dois anos. Djokovic prega respeito a Federer, especialmente por seu histórico vitorioso em Wimbledon, mas espera poder superá-lo em uma final de Wimbledon, algo que apenas Rafael Nadal conseguiu fazer, em 2008.

“Nós já jogamos aqui uma vez na semifinal e ele venceu por 3 sets a 1. Então, será uma boa chance para eu poder vencê-lo em sua superfície favorita, em sua quadra favorita. Foi aqui onde ele teve mais sucesso e conquistou mais títulos. Ele está muito bem no torneio, muito dominante em suas partidas e, com certeza, merece tanto vencer quanto eu“.

Djokovic também fez questão de tecer elogios ao jovem búlgaro Grigor Dimitrov, que aos 23 anos, disputou sua primeira semifinal de Grand Slam. “Eu joguei a semifinal contra uma futura estrela. Ele já é um jogador top depois de bater Murray e merece respeito por isso. Para sua primeira semi, ele lutou bastante e o jogo foi muito difícil”, disse o sérvio após a vitória em quatro sets.

“Ele tem é muito habilidoso e tem golpes de qualidade, especialmente o forehand e está jogando bem, tanto quando é agressivo como para defender, algo que ele tem melhorado em nos últimos seis meses ou mais. É uma boa vitória para mim, eu estou contente de ser parte de um grande jogo“.

Últimas notícias
Comentários