fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Petra Kvitova, Eugenie Bouchard, Wimbledon Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Petra Kvitova, Eugenie Bouchard, Wimbledon Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Petra Kvitova, Eugenie Bouchard, Wimbledon tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/bouchard/0704_wimbledon_close_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/bouchard/0704_wimbledon_close_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Kvitova tenta retomar brilho e Bouchard ameaça
04/07/2014 às 15h30
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/bouchard/0704_wimbledon_close_int.jpg" title="Bouchard vai entrar no top 10 pela primeira vez" />

Bouchard vai entrar no top 10 pela primeira vez

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - Pela primeira vez um Grand Slam terá duas finalistas nascidas na década de 1990, o que prova que a nova geração está cada vez mais se firmando. De um lado, a tcheca Petra Kvitova irá buscar seu segundo título em Wimbledon, tentando repetir a conquista de 2011. Do outro, a canadense Eugenie Bouchard debuta em decisões deste porte, mas tem a seu favor as ótimas campanhas que tem feitos neste nível de torneio.

Com seus 20 anos completados em fevereiro, Bouchard tem brilhado em 2014 quando o assunto é Slam. Nos três que aconteceram até então ela chegou pelo menos às semifinais, desempenho obtido no Australian Open e em Roland Garros. No All England Club ela conseguiu se superar e enfim vai disputar uma decisão.

Embora seja sua estreia em finais de Slam como profissional, a canadense já teve sucesso em Wimbledon como juvenil. Em 2011 ela sagrou-se campeã de duplas, ao lado da norte-americana Grace Min, e no ano seguinte levou para casa tanto o troféu de simples, batendo a ucraniana Elina Svitolina na final, como o de duplas, ao lado da norte-americana Taylor Townsend.

Com a campanha até então, Bouchard garantiu sua entrada no top 10 pela primeira vez. Atual 13 do mundo, se ficar com o vice ela assumirá o sétimo posto e será a sexta com uma conquista. A canadense vem em ascensão no ranking nesta temporada, começando 2014 apenas na 48ª colocação.

Quatro anos mais velha do que a canadense, Kvitova já é uma estrela consolidada no circuito, tendo além do título em Wimbledon duas taças de Fed Cup. Só que depois da conquista no All England Club ela não conseguiu mais voltar a final de um Grand Slam. Foram duas semifinais em 2012 (Australian Open e Roland Garros) e depois apenas duas quartas.

Em 2011, a canhota tcheca também faturou o WTA Finals. Nos dois últimos anos foram somente dois títulos em cada um, Montreal e New Haven, em 2012, e Dubai e Tóquio, em 2013. Na atual temporada, ela não disputou uma final sequer e tem como melhor desempenho até Wimbledon a semifinal em Madri.

A programação deste sábado em Wimbledon é aberta às 10h (horário de Brasília) com a final feminina de simples. Após a partida e a cerimônia de premiação dentro de quadra, será hora da final feminina de duplas com as italianas Roberta Vinci e Sara Errani tentando o único título de Grand Slam que lhes falta, diante jovem dupla formada pela francesa Kristina Mladenovic e da húngara Timea Babos. A rodada será encerrada com a final masculina de duplas, com os gêmeos norte-americanos Bob e Mike Bryan tentam o tetra em Wimbledon diante do também norte-americano Jack Sock com o canadense Vasek Pospisil.

Últimas notícias
Comentários