fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Carlos Bernardes, John McEnroe, Wimbledon Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Carlos Bernardes, John McEnroe, Wimbledon Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Carlos Bernardes, John McEnroe, Wimbledon tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/outros_assuntos/bernardes_wimbledon_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/outros_assuntos/bernardes_wimbledon_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Bernardes defende arbitragem e rebate McEnroe
29/06/2014 às 10h55
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/outros_assuntos/bernardes_wimbledon_int.jpg" title="" />
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Londres (Inglaterra) - O árbitro brasileiro Carlos Bernardes rebateu as palavras do norte-americano John McEnroe, que chegou a sugerir a ausência de juízes nas partidas. Bernardes disse à Reuters que o ritmo do jogo atual faz a arbitragem mais necessária do que nunca, mesmo que haja os avanços tecnológicos como o do Hawkeye.

“Os jogadores estão acostumados a isso (fazer suas próprias chamadas) algumas vezes, mas nunca quando há tanto dinheiro envolvido. É um esporte diferente”, declarou o brasileiro, lembrando de todo o montante que envolvem as partidas, não só pela premiação dos jogadores, mas também por conta das apostas.

Aos 49 anos, Bernardes trabalha como árbitro nos últimos 20 anos. “Acho que é preciso um árbitro. Sabemos que alguns caras poderiam jogar sem, mas quantos deles não teriam problemas na hora de um match-point”, comentou o brasileiro.

Três vezes campeão em Wimbledon, McEnroe disse durante a transmissão da BBC, onde trabalha como comentarista, que “poderíamos tirar completamente os árbitros de cadeira e os juízes de linha”. Para ele, isso faria o tênis mais atraente, traria um elemento de autopoliciamento e mostraria que jogador gosta de trapacear.

Em sua resposta à proposta de McEnroe, o brasileiro afirmou que a ideia não teria como funcionar exceto talvez com os jogadores do topo do ranking, pois há muitos momentos de dúvida. “Ele (McEnroe) está pensando nos grandes torneios, mas o tênis não é só Wimbledon e Roland Garros”, afirmou.

Últimas notícias
Comentários