fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic, Roland Garros Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic, Roland Garros Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic, Roland Garros tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/nadal/0608_rg_vibra_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/nadal/0608_rg_vibra_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal conquista nono título e mantém número 1
08/06/2014 às 13h50
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2014/nadal/0608_rg_vibra_int.jpg" title="Nadal é o único a vencer Roland Garros 5 vezes seguidas" />

Nadal é o único a vencer Roland Garros 5 vezes seguidas

Foto: Divulgação
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) - Roland Garros continua sendo dominado pelo espanhol Rafael Nadal, que neste domingo conquistou seu nono título, o quinto seguido no Grand Slam francês. Na final contra o sérvio Novak Djokovic, o canhoto de Mallorca não teve o melhor dos começos, mas foi aos poucos se encontrando em quadra e acabou triunfando em virada com placar final de 3/6, 7/5, 6/2 e 6/4.

Depois de perder os últimos quatro duelos com Djokovic, o espanhol finalmente encerrou a sequência negativa, que durava desde o US Open do ano passado. Com a derrota na decisão no saibro parisiense, o sérvio não só perdeu a oportunidade de enfim “fechar” o Grand Slam, mas também a chance de reassumir a liderança do ranking, que viria com um triunfo sobre Nadal neste domingo.

Nadal se tornou o primeiro homem na história do tênis a vencer em Paris cinco vezes seguidas e também é o recordista de conquistas em um só Slam. Com as nove em Roland Garros, ele amplia a vantagem sobre os segundos colocados, com sete troféus. Entre eles figuram o suíço Roger Federer e o norte-americano Pete Sampras, ambos em Wimbledon.

A partida começou bastante equilibrada e sem grandes sustos nos saques de ambos os oponentes. Eles confirmaram os serviços até o oitavo game, quando Nadal não jogou bem, cometeu três erros não forçados com o forehand e acabou quebrado. Em seguida, o espanhol chegou a ter dois break-points para seguir vivo, mas não os concretizou e viu o sérvio fechar.

Depois de um primeiro set sem muita precisão, Nadal tratou de acertar a mão no segundo. Ele acabou errando mais, teve 13 erros não forçados, cinco a mais do que antes, mas em contrapartida somou 18 bolas vencedoras, 13 a mais do que na parcial anterior. Mesmo assim não foi fácil para o canhoto de Mallorca empatar a partida.

Ele obteve uma quebra no sexto game, mas em seguida permitiu que Djokovic devolvesse. No oitavo, o espanhol chegou a ter novamente um break-point a seu favor, mas não o concretizou e só conseguiu passar à frente na reta final. O número 1 do mundo bateu o serviço do sérvio quando este sacava pressionado em 5/6 para igualar o marcador.

No terceiro set, o espanhol contou com um erro bobo de Djokovic no segundo game para obter seu primeiro break-point. O sérvio errou um voleio fácil junto à rede, perdeu também o ponto seguinte e foi quebrado por Nadal, que em seguida confirmou e abriu 3/0. O tenista de Belgrado ainda teve duas oportunidades pare devolver a quebra, uma no quinto e outra no sétimo, mas perdeu ambas e também acabou perdendo o saque novamente, no oitavo.

Ao passar à frente no placar, Nadal se mostrou mais confortável em quadra, ao passo que o sérvio deu sinais de cansaço e até um pouco de nervosismo. O canhoto de Mallorca ficou perto da vitória ao fazer 4/2 e saque, mas teve a quebra devolvida em seguida e chegou a ficar em 4/4. Só que nos momentos finais, Djokovic sentiu a pressão de sacar em 4/5, e foi novamente quebrado, com direito a dupla falta no match-point.

Últimas notícias
Comentários