fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic , Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic , Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Rafael Nadal, Novak Djokovic , tênis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/nadal/0607_rg_cumprimenta_djokovic_int.jpg" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/nadal/0607_rg_cumprimenta_djokovic_int.jpg" />
Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal: 'Ele venceu as últimas quatro, mas não aqui'
06/06/2014 às 16h47
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
2013/nadal/0607_rg_cumprimenta_djokovic_int.jpg" title="Nadal bateu Djokovic em Paris nos últimos 2 anos" />

Nadal bateu Djokovic em Paris nos últimos 2 anos

Foto: Arquivo
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Paris (França) – Após a contundente vitória sobre Andy Murray nas semifinais de Roland Garros, Rafael Nadal marcou encontro com Novak Djokovic na final do Grand Slam francês. Será o 42º jogo entre os dois primeiros colocados do ranking, o que faz do confronto o mais repetido em toda a Era Aberta do tênis.

Apesar da apertada vantagem de Nadal que venceu 22 e perdeu 19 partidas, o espanhol não sabe o que é vencer desde a final do US Open, em setembro último. De lá para cá foram quatro vitórias de Djokovic. O sérvio venceu as finais do ATP 500 de Pequim e do ATP Finals em Londres no ano passado, além dos Masters 1000 de Miami e Roma já em 2014. 

“Ele me venceu nas últimas quatro vezes, mas nunca aqui. Provavelmente ele virá para o jogo mentalmente um pouco melhor do que eu por causa dessas vitórias. Mas, ao mesmo tempo, sinto que estou melhorando e jogando bem novamente, de modo que é um sentimento positivo para mim”, disse Nadal que venceu o sérvio nas últimas duas edições de Roland Garros. Há dois anos, bateu o rival em quatro sets para erguer seu sétimo troféu. Já no ano passado, venceu apenas no quinto em jogo válido pelas semifinais.

Dono de oito títulos em Paris, Nadal afirma ainda que não se sente menos pressionado ou menos motivado que rival, que busca sua primeira conquista em Roland Garros, único Grand Slam que ainda não possui. “Novak já tem vários resultados positivos aqui e não é nada novo para ele estar na final. Ele tem a motivação para vencer Roland Garros pela primeira vez. Mas, ao mesmo tempo, tem a pressão por esse primeiro título. Assim como eu tenho para ganhar pela nona vez. Então, não vejo uma grande diferença. Vou para a quadra com a mesma motivação que ele.”

O espanhol ainda avaliou de maneira positiva o seu desempenho durante a temporada, apesar de não repetir resultados de anos anteriores quando costumava dominar todo a série de eventos sobre o piso. Este ano, Nadal foi eliminado nas quartas de final em Monte Carlo e Barcelona, perdeu para Djokovic na final de Roma e conquistou apenas o Masters de Madri. O número 1 do mundo, entretanto, ressaltou que tem evoluído na hora certa.

“Provavelmente, em comparação com os últimos oito anos, este é um pouco mais negativo, mas para mim, ainda é uma temporada muito boa no saibro. O importante é que eu joguei em alto nível hoje. E terminei o jogo bem na quarta-feira. Creio que hoje fiz o meu melhor jogo na temporada de saibro”.

Últimas notícias
Comentários