fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Aisam-Ul-Haq Qureshi, Copa Davis, Paquistão, Nova Zelândia, Copa Davis" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Aisam-Ul-Haq Qureshi, Copa Davis, Paquistão, Nova Zelândia, Copa Davis" lang="pt-BR" xml:lang="pt-BR" /> fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d
Aisam-Ul-Haq Qureshi, Copa Davis, Paquistão, Nova Zelândia, tênis" />
Notícias | Copa Davis
Buraco na quadra tira Paquistão de duelo na Davis
05/04/2013 às 14h25
Publicidade
Publicidade
fiogf49gjkf0d
fiogf49gjkf0d

Yangon (Myanmar) - Um buraco na quadra de grama custou ao Paquistão a derrota contra a Nova Zelândia pelo Grupo II da Ásia/Oceania na Copa Davis. Sem poder jogar em casa, por conta de problemas de segurança, os paquistaneses foram escolheram mandar a série em Myanmar, na grama do Pun Hlaing Golf and Country Club.

O piso já havia sido contestados pelos neozelandeses durante a semana, mas mesmo assim os jogos foram confirmados. No primeiro embate desta sexta-feira, o paquistanês Ageel Khan levou a melhor sobre Artem Sitak, com parciais de 7/5, 3/6, 6/2 e 7/5. O neozelandês derrotado saiu reclamando de um buraco na quadra, que teria o atrapalhado na partida.

"A quadra tem sido um desastre desde o começo", disparou o capitão da Nova Zelândia Alistair Hunt, que também bradou contra o buraco no piso. "Tinha algo em torno de 2 cm de profundidade e quase 30 cm de tamanho. Com certeza afetou Artem, pois estava na linha de base e fez com que ele mudasse o movimento dos pés no saque", acrescentou.

"Nunca vi algo parecido em 25 anos de Copa Davis. Era perigoso e alguém poderia se machucar ali. Não fomos os únicos a reclamar e a decisão foi completamente correta", pontuou o capitão neozelandês, comentando o definido pelo juiz da ITF, que durante o confronto entre Aisam-ul-Haq Qureshi e Daniel Turner interrompeu a partida e decretou a Nova Zelândia vencedora.

Comentários