Notícias > Dia a dia
A-  A+
Bellucci aproveita chances e passa por Ferrero
23/05/2012 às 13h05

Nice (França) - Depois de furar o qualificatório e vencer a primeira na chave principal do ATP 250 de Nice, o paulista Thomaz Bellucci parece ter engrenado no torneio. Nesta quarta-feira, ele teve um duelo complicado contra o experiente ex-número 1 do mundo, o espanhol Juan Carlos Ferrero, mas conseguiu superá-lo em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/3, em 1h40 de parida.

Agora, pelas quartas de final no saibro francês, o canhoto de Tietê irá medir forças com o francês Gilles Simon. Cabeça de chave número 2, o atleta da casa confirmou o favoritismo e eliminou o jovem búlgaro Grigor Dimitrov também por 2 sets a 0, com duplo 6/3. Bellucci já encarou o local em duas oportunidades e levou a pior em ambas.

Em situação desconfortável no ranking depois da queda sofrida às vésperas de Madri, onde passou longe de defender os 360 pontos conquistados com a semifinal do ano passado, Bellucci optou por jogar em Nice e conquistar alguns pontos. Como não havia se inscrito no prazo, ele teve que disputar o qualificatório e a estratégia parece estar dando certo.

Ao alcançar as quartas de final, o paulista já garante 45 pontos, que somados aos 12 conquistados no classificatório, lhe renderão uma subida de pelo menos três colocações no ranking. Atual 70 do mundo, Bellucci não só briga para voltar a ocupar posições melhores na lista da ATP, mas também para conseguir uma vaga nos Jogos Olímpicos de Londres.

No embate com Ferrero, o paulista aproveitou melhor as oportunidades que teve no jogo. Enquanto o espanhol concretizou apenas um dos oito break-points que teve a seu favor, Bellucci teve desempenho um pouco melhor e anotou três quebras em dez oportunidades. A primeira delas veio no quarto game, quando abriu 3/1 sobre o ex-número 1 do mundo.

Logo em seguida o canhoto de Tietê sofreu, mas conseguiu confirmar o saque. Só que Ferrero tratou de devolver a quebra, sua única do jogo, no sétimo game, apertando a situação para Bellucci, que mesmo assim não se abateu e fechou a primeira parcial quando o rival sacava pressionado em 4/5. O segundo set foi mais tranquilo para o paulista, que logo de cara abriu 3/0 e depois apenas administrou a vantagem.

comentariosCOMENTÁRIOS