Instrução | Equipamento
Calçados para tênis: mais essenciais do que imaginamos
Por Fabrizio Tivolli
26/11/2007 às 14h20
instrucao/fotos_destaques/tenis_prince_int_instr.jpg

Nós, tenistas, sempre nos preocupamos, e muito, com a área dos equipamentos, com nossas raquetes e encordoamentos, o que de forma alguma está errado. Porém, nosso desempenho e conforto não depende só de nossa principal ferramenta, que é a raquete.

Em minhas costumeiras visitas a diversos clubes e academias, comumente noto inúmeros tenistas (não necessariamente iniciantes), com calçados inapropriados para a prática do tênis. Muitos de vocês podem estar se perguntando se realmente existe alguma diferença em se usar ou não o calçado apropriado e se nos causa algum benefício. Se estiverem pensando nisso, tenham certeza de que é essencial usar o calçado apropriado, como veremos a seguir.

Vamos partir do princípio de que a movimentação de um tenista em quadra é, sem dúvida alguma, singular quando comparada a outros esportes: um tenista faz mais de 85% de seus movimentos, em média, na diagonal e lateral , o que faz a estrutura de um calçado para tênis ser completamente diferente do que a de um calçado para corrida ou caminhada, em que só existe o movimento para frente. Um calçado específico para tênis é feito justamente para segurar nosso corpo, pois, como sabemos, nesta modalidade temos saídas e paradas muito bruscas, o que interfere diretamente no tornozelo, joelho, etc. Um bom calçado para tênis normalmente possui barras de anti-torsão, o que também é de grande valia.

Outro fator importantíssimo é o AMORTECIMENTO, que está totalmente ligado a uma das partes mais castigadas de um tenista, que são os joelhos, e outras partes não menos importantes como a coluna. Quando comparado o amortecimento de um calçado para corrida com um destinado ao tênis, a tendência é acharmos que o de corrida tem muito mais amortecimento. Contudo, nós, tenistas, passamos grande parte do jogo com os calcanhares fora do piso, ficamos na "ponta dos pés" para maior agilidade.Isso sobrecarrega a parte da frente dos pés, o que faz com que os bons calçados para tênis tenham mais amortecimento e tecnologia na parte da frente do que na parte de trás.

O solado de um calçado para tênis também é repleto de particularidades. Sempre comparo com calçados para corrida ou caminhada, pois cá entre nós, são sempre esses os primeiros a serem lembrados em nossos armários quando vamos iniciar algum esporte, não é?

Um calçado para tênis possui solado muito mais alto e bastante reforçado nas partes estratégicas para garantir maior durabilidade, o que justifica que, em sua maioria, sejam mais pesados do que os calçados comuns.

O desenho do solado também é feito de maneira diferenciada. Existem calçados específicos para diferentes superfícies para o tenista que busca o máximo de aproveitamento do calçado na superfície usada. No caso de um calçado para saibro, por exemplo, ele é feito de maneira que garanta uma boa aderência na hora do deslize, a fim de parar na hora certa. Isto explica também o fato de não ser ideal usar o calçado de saibro em quadras rápidas, pois ele perde mais facilmente as ranhuras, ficando inutilizado para o saibro.

Também existem calçados para todos os tipos de piso. O ideal é cada tenista saber qual sua prioridade na hora de escolher. É muito importante que cada tenista priorize o que deseja (durabilidade, conforto, desempenho, etc), pois certamente terá o benefício almejado.

Portanto, vamos também dar muita atenção e importância aos nossos calçados, porque as raquetes, cordas, tensões e bolas adequadas de nada servem se não chegarmos em segurança para bater na bola!

Fabrizio Tivolli foi o encordoador oficial do Brasil Open; atuando também em torneios estaduais e brasileiros. Formado em encordoamento e análise técnica de raquetes por Lucién Nogues na convenção Babolat. É técnico e consultor de equipamentos tenísticos; encordoador e proprietário da Tivolli Sports; de Alphaville. Escrevendo sobre equipamentos também para a Federação Paulista. Encordoador oficial do Australian Open 2017.

fabrizio@tivollisports.com.br
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis