Instrução | Equipamento
Empresas apresentam novidades impulsionadas por Feira
Por Fabrizio Tivolli
29/10/2007 às 14h20

Embaladas pelo "Tennis Business", evento que reuniu as principais marcas de equipamentos tenísticos na atualidade, as empresas do ramo trouxeram várias novidades para o mercado, o que sem dúvida alguma é de grande valia a todos nós apaixonados pelo esporte. Pude comprovar na teoria e na prática algumas destas inovações e os benefícios que podem trazer ao nosso jogo. Vamos conhecer algumas delas:

A marca austríaca Head lançou mundialmente a mais nova geração de seu "carro-chefe", a novíssima Microgel Radical, que é apontada por muitos conhecedores como a melhor Radical já produzida pela Head, que contou,inclusive, com a ajuda de Larri Passos, técnico do Guga, no acerto de alguns detalhes para sua produção, tanto é que o próprio Guga tem usado esse modelo.

A raquete é mais uma na linha da Head, que passa a ter em sua composição o Microgel, que suporta até 4.000 vezes seu peso, impulsionando a bola e minimizando as vibrações nocivas ao braço do tenista. Na quadra, podemos sentir uma raquete sólida, indicada para tenistas de nível competitivo, que gera extremo controle (devo acrescentar que esta raquete possui milimetricamente mais peso no cabo do que suas antecessoras), porém não é uma raquete exageradamente pesada (295 gramas sem corda).

A americana Prince surpreendeu a todos com uma tecnologia também inovadora: Lançou dois modelos de raquetes que podem ser alterados de acordo com seu encordoamento. Os modelo O3 speed port Tour e Black êm com dois jogos diferentes de grommets (furações de plástico por onde passam as cordas no aro), que quando modificados, conseguem alterar a raquete para gerar mais potência ou controle, o que na medida do possível ajuda muito. O resultado é uma raquete altamente versátil.

O modelo Black, é uma raquete mais genérica, pois possui equilíbrio tanto de distribuição de peso quanto no próprio peso, enquanto o modelo Tour é indicado para tenistas de batidas agressivas e com swing longo.

No ramo das cordas, acaba de chegar ao Brasil a alemã Pacific, que chega com o status de ser atualmente é a marca oficial de cordas e acessórios da ATP. Em sua ampla linha, encontramos cordas que atendem a necessidade de todos públicos de tenistas. Posso destacar para tenistas que priorizam conforto, excelentes tripas sintéticas como a "PMX 16" e a "Futura TXT", que possuem muitos multifilamentos em sua composição, absorvendo a vibração das cordas. Para os tenistas que preferem durabilidade, destaco o co-polyester "Poly force", que não trasmite as vibrações de um simples poliéster e perde tensão com maior dificuldade. Enfim, a Pacific também traz ao Brasil todo o conforto da tripa natural, fabricadas na Alemanha, e ofereçem a melhor de qualidade ao tenista.

Nos calçados para tênis, o mercado está recheado de novidades, destacando o lançamento da Babolat, específico para superfície dura: o Omni 2. Este calçado está consideravelmente mais leve que seu antecessor e seu solado, feito em parceria com a fábrica de pneus Michelin, garante uma boa durabilidade. Este calçado também possui pontos de ventilação na lateral do pé, justamente pelo aquecimento excessivo nas quadras rápidas.

Nas próximas matérias, traremos novidades de outras marcas e o que podem oferecer dentro de quadra. Não deixem de testar os produtos, pois certamente irão fazer alguma diferença no rendimento. Posso garantir que, tecnologicamente falando, o mercado do tênis nunca esteve tão avançado!

Fabrizio Tivolli foi o encordoador oficial do Brasil Open; atuando também em torneios estaduais e brasileiros. Formado em encordoamento e análise técnica de raquetes por Lucién Nogues na convenção Babolat. É técnico e consultor de equipamentos tenísticos; encordoador e proprietário da Tivolli Sports; de Alphaville. Escrevendo sobre equipamentos também para a Federação Paulista. Encordoador oficial do Australian Open 2017.

fabrizio@tivollisports.com.br
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis