Instrução | Aprendendo e ensinando
Aprenda com os jogadores profissionais
Por Henrique Terroni Filho
18/05/2015 às 13h33
instrucao/instrucao/racket_rafa_check.jpg

Você que está agora lendo esta matéria provavelmente joga tênis com frequência, talvez participe de rankings e torneios no seu clube ou academia, está fazendo ou já fez aulas e procura sempre melhorar seu desempenho na quadra. E com certeza acompanha os jogadores profissionais nos grandes torneios ao redor do mundo. E é este o ponto que quero chamar sua atenção: o aprendizado que podemos tirar ao ver um grande jogador em ação.

Não, não pense que observando e tentando fazer igual você terá o forehand, backhand, saque dos jogadores profissionais. Estes são fundamentos, digamos, “concretos” conseguidos pela iniciação cedo e treinados até à exaustão objetivando o profissionalismo. Mas com perseverança e atitude, você pode desenvolver aspectos usados pelos grandes jogadores que não o transformarão em um profissional, mas poderão mudar visivelmente seu desempenho. Refiro-me aos fundamentos “abstratos”.

Um dos mais importantes é o foco! É a capacidade do tenista, amador ou profissional, manter a atenção unicamente no jogo. Não é um processo simples, consegue-se através de treinamento mental, assim como treinamos um forehand ou o saque. Observe os jogadores profissionais. Mesmo tendo plateias de milhares de pessoas, a atenção está toda voltada ao jogo e raramente há um olhar além dos limites da quadra. Observe que nas trocas de lados, no momento breve do descanso, muitos cobrem a cabeça com a toalha ou o olhar fica fixo no nada. Entre um ponto e outro simulam um ajuste nas cordas da raquete, mas na verdade estão buscando não perder o foco, a manutenção da concentração ideal.

Certa vez, assisti a um jogo de um aluno que tinha bom desempenho nas aulas. Queixava-se que, em que pese ser muitas vezes superior tecnicamente aos adversários, perdia sistematicamente. Observei que durante a partida, conversava e brincava com amigos no alambrado, olhava os jogos em outras quadras, não acompanhava a contagem, enfim, não tinha nenhum foco no jogo. Desnecessário dizer que perdeu. Na aula seguinte, conversamos sobre isso. Hoje ele reconhece a importância da concentração e os resultados começaram a aparecer.

A maior característica do tênis é a rapidez. Em um esporte em que uma pequena bola troca de lado em alta velocidade, tudo é rápido. A tomada de decisões, as deslocações, a preparação do golpe, devem ser executadas em uma fração de segundo. Para tanto, a atenção, a concentração, o foco, devem estar todo voltados para o desenvolvimento do jogo. Caso contrário, todo o investimento no treinamento dos fundamentos “concretos”, forehand, backhand, saque, estará prejudicado e o jogo não evoluirá.

Faça uma reflexão sobre sua partida. É comum debitarmos os insucessos ao forehand, backhand, saque ou a qualquer fundamento. Mas talvez o problema esteja na concentração deficiente, na quase ausência de foco. A correção disso só depende de você. De uma mudança de atitude. E que você não precise ouvir o que digo aos meus alunos... “levou o corpo para o jogo, mas esqueceu de levar a cabeça!”

Henrique Terroni Filho; 1ª classe da Federação Paulista; participou de competições oficiais nacionais e internacionais até meados de 1970. Professor de tênis para adultos e crianças há 25 anos. Autor do Programa "Tênis: terapia para crianças"; em conjunto com psicólogos. Consultor para clubes e academias nas áreas administrativa; financeira e técnica. Formação em Administração de Empresas; pós-graduação em Administração Financeira e Marketing; curso em Psicologia do Esporte.

hterroni@ig.com.br
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis