Instrução | Saúde
"No pain, no gain." Será assim mesmo?
Por Dr. Caio Pazziani
28/06/2011 às 14h20
instrucao/outros_assuntos/coluna_no pain no gain_safin.jpg

Esta famosa frase "Sem dor, não há ganho" teve seu inicio com um rabino no Século 2 quando disse que "De acordo com a dor é o ganho". Será que tem de ser assim mesmo? O período de treinamento preparatório de um atleta para um Grand Slam é árduo e até mesmo lesivo. Porém é onde o treinador procura achar o ponto maximo do atleta, para enfrentar a competição.

E no nosso dia-dia, amigo tenista, será que têm de ser assim mesmo? A dor é o meio de comunicação do nosso corpo com a nossa mente.  A dor é um processo lesivo que o nosso corpo sofreu em determinada tarefa e qualquer atividade que seja realizada com dor pode ter resultados ainda piores ao longo do tempo.

É de fundamental importância o treino preventivo, até mesmo para nós tenistas amadores, que têm o tênis como hobby, paixão ou mesmo como um esporte amador. Um exemplo de treino preventivo são os treinos de habilidades (treinamento funcional) que proporciona uma manutenção do seu equilíbrio para não sobrecarregar determinada área corpórea, dividindo melhor o peso corporal a cada passada (cada movimento executado).

O fato é que se realizarmos um treinamento preventivo e até mesmo o fortalecimento muscular e o treino aeróbico (mais conhecidas como musculação e a corridinha, respectivamente), o nosso índice de lesões pode ser diminuído a níveis bem baixos.

E por que não trazermos isso para nós? Elaborar um programa de musculação, um programa aeróbico de treinamento, com um profissional capacitado e com a experiência no tênis, pois sabemos que nosso esporte requer uma especificidade elevada. Fica aqui a dica: uma atividade supervisionada pode trazer ótimos resultados, tanto em performance, como também, na prevenção das lesões.

Infelizmente, não há esporte sem lesão. Mas tudo é recompensado quando se eleva o troféu ou conquistamos aquela vitória tão desejada, prazer relatado por todos os atletas, lesionados ou não, como sendo o mais emocionante momento da sua vida esportista.

Por isso vale à pena continuar a competir, até o último game, mas não acredite no "no pain, no gain", acredite que sem treino não há ganho. E use a dor como um aviso.

Dr. Caio Pazziani - Fisioterapeuta especializado em atendimento de tenistas com formação em Biomecânica e atuação Internacional em torneios da ITF.
Maiores informações (11) 96365.8137
Twitter - @cpazziani
Fan Facebook Page - Equipe de Fisioterapia Esportiva Caio Pazziani

c.pazziani@hotmail.com
Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis