TenisBrasil - Tenis.Com Chiquinho
Roland Garros chega ao momentos decisivos
Por Chiquinho Leite Moreira
junho 4, 2018 às 6:56 pm

A lamentar apenas a desistência de Serena Williams. Seria um verdadeiro blockbuster  (como gostam de chamar os norte-americanos) o seu duelo com Maria Sharapova. Mas, ainda assim, Roland Garros chega a semana decisiva com a participação de grandes astros. Muito a agradecer a tradição dos Grand Slams de manter jogos em melhor de cinco sets para o masculino. Caso contrário, poderíamos estar lamentando a eliminação do cabeça de chave número 2, Alexander Zverev.

Chegam às quartas de final do French Open cinco jogadores no grupo dos top ten: Rafael Nadal, (1), Zverev (3), Marin Cilic (4), Juan Martin del Potro (6) e Dominic Thiem (8). Sem contar ainda com o ex-campeão e ex-líder do ranking Novak Djokovic. Aliás, o tenista sérvio vem justamente se reencontrando com seu melhor jogo justamente em Paris. É claro que ainda está distante dos seus bons tempos de número 1, mas vai ter um bom encontro nas quartas de final. Seu adversário é o surpreendente italiano Marco Cecchinato. Ele tem o ranking mais baixo dos jogadores que ainda estão na competição. Ocupa a 72a. colocação na lista da ATP. Um destaque também merece o argentino Diego Schawrtzman, que com a tradicional garra argentina segue em Paris.

O feminino também vai viver dias interessantes. A rodada desta terça-feira terá Sloane Stephens, de 25 anos e número dez do ranking, contra Daria Kasatkina. Em outro duelo Yulia Putitseva pode fazer história e transformar-se na primeira tenista do Cazaquistão a alcançar as semifinais de Roland Garros. Mas para isso terá de derrotar Madison Keys. O torneio ainda promete muitas emoções.

 


Comentários
  1. Efraim Oliveira

    Tomara que o feminino esquente, porque as oitavas a maioria dos duelos terminaram em passeio. Já no masculino teve jogos mais acirrados.

    Responder
  2. Luiz Reis

    Bom dia Chiquinho. Gosto muito de assistir os seus comentários na BandSports quando tem um jogo equilibrado ou quando os tenistas não são do Big For. Agora em jogo do Nadal a coisa degringola, o Sr. vira apenas torcedor. Elogio a todo momento, as vezes chega a ignorar o adversário, parece existir somente o RN. Chega a enjoar e dá vontade d tirar o som. Em tempo, acho o Sareta ótimo. Receba isto fim uma crítica construtiva. Abraços.

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>