Xangai a espera de um clássico salvador
Por Chiquinho Leite Moreira
outubro 9, 2017 às 1:30 pm
Duelo FeDal é a única garantia de uma boa final

Duelo Federer vs Nadal é a única garantia de final emocionante 

O Masters 1000 de Xangai poderá ter melhor sorte do que o US Open e vislumbra um clássico na final, com a potencial decisão entre o número 1, Rafael Nadal, contra o número 2, Roger Federer. Se isso vier mesmo a acontecer será o 38. encontro entre estes megastars do tênis mundial, com vantagem até agora do espanhol de 23 a 14.

É claro que ainda há muito pela frente e o torneio chinês conta com outros excelentes jogadores. Mas a questão é até que ponto as novas estrelas podem garantir jogos dignos de uma final. Basta lembrar o que aconteceu no estádio Arthur Ashe na decisão do US Open 2017 e, mais recentemente, em Pequim.

Nadal, com 31 anos, e Federer, com 36 ainda são garantia de emoção. Ambos têm caminhos longos e difíceis pela frente em Xangai. O espanhol poderá cruzar com Dimitrov, Cilic, Anderson ou Kyrgios, enquanto o suíço com Goffin, Baustista, Alexander Zverev ou Thiem. Mas, não há dúvidas, que a decisão dos sonhos ainda está nas mãos destes dois já veteranos. E até quando o tênis irá depender deles? Especialmente agora em que outros grandes nomes estão afastados das competições. Enfim, Xangai e outros eventos desta temporada, incluindo o Finals revelam algo em comum: o mesmo sonho os dois megastars nas decisões.


Comentários
  1. RUBEM CORVETO DE AZEREDO

    Tristeza este fim da melhor época do Tênis, onde Os Big 4 se revezaram e dominaram o Ranking. A decepção de Andy Murray neste ano, provavelmente ficando fora da Finals,

    Responder
  2. DOUGLAS FERNANDES LACERDA

    Bom dia. Eu curto o tênis independentemente desse tal bigfour ou coisa parecida que a mídia inventa. Para mim, são vários jogadores de altíssimo nível, a maioria jovens, que podem fazer qualquer torneio ser megadisputado. Óbvio que um clássico entre Nadal e Federer, pela história, representa muito. Mas em termos de nível hoje, uma final entre Dimitrov e Zverev, por exemplo, já seria uma baita final. Gosto muito dos seguintes jogadores: Thiem, Zverev, Goffin, Dimitrov, Rublev, Donaldson… são craques de bola… Fognini, Kyrgios, etc.

    Responder
  3. Altaisio Paim

    Boa tarde, Chiquinho! Abraços.
    Espero e desejo muito que o Federer vença esse torneio para continuar “brigar” pela liderança do ranking.
    Allez Roger!

    Responder
  4. Abel Ferreira

    Bom dia Chiquinho.
    Concordo inteiramente com você . Com exceção do Zverev que já ganhou 2 Masters 1000, em pisos diferentes, os outros todos quando jogam com o Big 3, tremem muuuuiiito. Vide Kyrios domingo. Estão muito longe ainda infelizmente. Já com o Murray é diferente. Eu acho ele abaixo dos 3. Só tem 3 Slams, e 14 Masters e 1 Finals,

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>