Davis: sorteio ingrato
Por Chiquinho Leite Moreira
abril 11, 2017 às 6:15 pm

Poxa será que o Brasil merecia um sorteio tão ingrato como este? O time brasileiro entra pelo 12. ano seguido no playoff do Grupo Mundial – passou duas vezes -, mas agora as chances são remotas. Atravessar o mundo, logo depois do alto verão nova-iorquino do US Open e enfrentar baixas temperaturas, diante de jogadores perigosos e, muito provavelmente, em quadra sintética e coberta é mesmo um temido destino.

O Japão conta com quatro jogadores entre os cem primeiros do ranking. Key Nishikori é o melhor deles. Mas não jogou na primeira rodada do Grupo Mundial deste ano, quando seu país foi derrotado pelos franceses. Conhecido pela mídia nipônica como “japonês made in USA” ele provavelmente terá bons motivos para fazer uma média com sua torcida e diminuir as críticas da imprensa local. O problema é que ele, depois do Miami Open, marcou cirurgia no joelho esquerdo e, talvez, não se recupere a tempo.

Outro jogador perigoso é Yoshihito Nishjioka, número 63 da ATP. É um tenista que vem fazendo sucesso extraordinário do tour profissional. Outros bem colocados são Taro Daniel, 96, e Yuchi Sugita, 93.

Tenho dois grandes amigos na imprensa japonesa: a simpática Naomi Yamaguchi e Kaoru Takeda. Aliás, Takeda fala muito bem o português, com sotaque de quem viveu em Portugal por um período. Ambos não hesitam em afirmar que seria muito interessante Nishikori defender seu país, jogando a Davis em casa, por uma série de motivos até mesmo os diversos patrocínios que recebe. Mas tudo vai depender de sua condição fisica por conta de cirurgia. Enfim, é possível  que o Japão esteja com sua força máxima. E mesmo sem Nishikori segue sendo um adversário perigoso.

Para o Brasil será um sacrifício enorme. Sem contar as enormes despesas para a Confederação Brasileira de Tênis. Nossos principais tenistas estarão jogando em Nova York. Mas, com exceção dos duplistas, dificilmente os outros estarão na segunda semana do US Open. Portanto, devem embarcar mesmo de Cumbica. Hotelaria e comida no Japão custam muito caro. Fica a dica para quem sonha em ir a próxima Olimpíada.

Para não dizer que tudo está perdido, a Copa Davis será às vésperas da temporada asiática, com torneios em Tóquio e na China. Mas não é assim na sequência. O consolo que nos resta é que Bruno Soares é um fanático por sushi.. Pelo menos alguém fez festa…. desculpe a ironia..


Comentários
  1. Thiago

    Chiquinho não achei tão ruim assim , acho que vc esqueceu que o Nishioka se machucou muito serio e nem deve mais jogar esse ano, claro que o Nishikori é quase 2 pontos certos pra eles, mais o Taro Daniel e Sugita são bem ganháveis Bellucci é muito melhor que os 2 e o Monteiro ou Rogerinho podem ganhar esse outro ponto. resultado normal seria Brasil 3 x 2 eu acredito. pior seria Canadá ou Croácia fora de casa.

    Responder
  2. Luciano Canassa Serafim

    Boa tarde Chiquinho, já perguntei uma vez , vou tentar ter uma resposta agora, não tem mais o Ace bandsports?
    Outra pergunta, Rafael Nadal voltou a treinar depois de 3 dias de descanso , após a final de Miami, você não acha q ele está exagerando?
    Vai completar 31 anos e Maio, se quiser jogar por mais alguns anos está na hora de tirar um pouco pé, não acha? abç

    Responder
  3. Rui Viotti Filho

    Nishioka operou o joelho e vai voltar só em 2018. Como Nishikori também sofrerá cirurgia(passando a ser uma incógnita), o Brasil poderá ter boas chances. Mas precisaremos da nossa força máxima, com Bellucci, Monteiro, Bruno e Melo nas melhores condições.

    Responder
  4. Vagner

    Desculpe-me, Chiquinho, mas a semana pós US Open ainda será verão no Japão. Eu vou te dizer, dependo da região, o calor não deve em nada ao que sentimos aqui no Brasil.
    Abraços!

    Responder
    1. Chiquinho Leite Moreira

      Disse isso pois o Takeda sempre saia de New York super agasalhado dizendo que enfrentaria um frio imenso no Japão

      Responder
  5. João ando

    LuciAno.o dalcim ja respondeu o programa foi descontinuado. Acho difícil o Chiquinho responder.o jogo com o Japão sem kei tb e duro ainda mais em piso rápido. Tem o Daniel ,sugita, uchiyama e um experiente que esqueci o nome.as simples tem que ser o Dutra Silva e o monteiro

    Responder
  6. GG

    Nao acho que seja ingrato Chiquinho. Nao temos time para estarmos na elite da davis. Bellucci eh uma eterna promessa, mas perde a maioria dos jogos “ganhaveis” . E o Monteiro aparentemente chegou no nivel dele, entre 50 e 100 do mundo. De forte, temos somente as duplas.
    abs.

    Responder
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Comentário

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>