Arquivo mensais:julho 2018

A volta por cima de Djokovic
Por Chiquinho Leite Moreira
julho 17, 2018 às 3:00 pm

Demorou – 25 meses -, mas Novak Djokovic conseguiu dar a volta por cima. Reviveu seus melhores momentos, com grande emoção, e celebrou o seu 13. troféu de Grand Slam, ao vencer Kevin Anderson na final de Wimbledon. Só que nem tudo foi tão fácil como o placar da partida contra o sul africano possa ter sugerido. O caminho foi longo e tortuoso.

As primeiras curvas que Djokovic teve de enfrentar surgiram quando tentou voltar desesperadamente ao circuito. Vindo de lesão e cirurgia, o tenista sérvio não se conformava com uma verdade da natureza: a de não conseguir exibir o mesmo nível de performance. Sem entender esta situação entrou em parafuso. Ficou desnorteado, brigou com sua equipe e em quadra andava desanimado, irritado e nervoso.

Para sua própria surpresa, Novak Djokovic viu o seu tênis voltar gradativamente e atingir um bom nível em Wimbledon. Ele mesmo reconheceu na entrevista do campeão que não esperava que isso pudesse acontecer no All England Club. E, por isso, como bem definiu o José Nilton Dalcin, o sérvio voltou a sorrir.

Fica a lição da necessidade de se respeitar os limites. Não há milagres, mas sim muita dedicação e boas orientações para dar a volta por cima e reviver os bons tempos.

 

 

Surpresa: 181 do mundo vai a final de Wimbledon
Por Chiquinho Leite Moreira
julho 12, 2018 às 9:18 pm

Quando que já vimos isso na história? Uma tenista na posição de 181 do ranking mundial chegar a final do Torneio de Wimbledon. Mesmo assim, não há surpresas na campanha de Serena Williams. Apenas que sua trajetória recoloca em discussão a proteção de ranking para jogadoras que tenham passado pela maternidade. Existe para quem sofre lesão, mas não para casos como a da americana de Vika Azarenka ou mesmo Vera Zvonareva.

Cabe ainda um nova pergunta. Será que campanhas como as de Serena em Wimbledon seriam um fenômeno comum? Ou a norte-americana é sim uma super jogadora e trata-se apenas de um caso isolado? Difícil encontrar uma resposta, mas vimos bons resultados recentes tanto de Azarenka como de Zvonareva.

A simples colocação de Serena entre as 32 cabeças de chave de Wimbledon já causaram diversas reclamações. Mas vejo que isso vem apenas do imediatismo da situação. A eslovaca Dominika Cibulkova perdeu sua condições de pré-classificada no All England Club e esperneou. Mas ela recentemente casou-se e será que num futuro breve não mudaria de opinião?

Na verdade não existe ainda regras para esta situação de maternidade. Mesmo assim, Katrina Adams, a presidente da USTA – a Associação Norte-Americana de Tênis – organizadora do US Open já acenou com a possibilidade de repetir o gesto de Wimbledon.

Com privilégios ou não, Serena Williams parte para o 24. troféu de Grand Slam, sendo o 8. nas quadras do All England Lawn Tennis & Croquet Club. Igualaria o recorde da australiana Margareth Court, com uma vantagem ao meu ver: a norte-americana levantou os títulos já dentro da Era Aberta.

FAKE NEWS – Neste clima de manchetes irônicas, como acima, quem acreditaria em outra como essa: Federer desperdiça match point e é eliminado de Wimbledon.