Tag Archives: Copa Davis

Zverev e Coric têm posições distintas sobre nova Davis
Por Mario Sérgio Cruz
agosto 20, 2018 às 7:04 pm

As mudanças recém-aprovadas na fórmula de disputa da Copa Davis, que já passam a valer em 2019, dividem opiniões da comunidade do tênis desde a votação realizada na última quarta-feira. Afinal, trata-se de uma competição com 118 anos história e se autoproclama como “a maior competição internacional anual por equipes do mundo” e seu formato atual já está consolidado desde a criação do Grupo Mundial em 1981.

Com o novo regulamento, a Davis de 2019 terá uma fase classificatória em fevereiro e depois só volta a atenção do público entre os dias 18 de 24 de novembro, quando será realizada -em sede única- uma competição com 18 equipes em seis grupos de três, com jogos em melhor de três sets. Classificam-se os líderes de cada chave e mais os dois melhores segundos colocados para as quartas de final e seguem até a definição do campeão.

Em geral, os jogadores têm se posicionado contra a radical formulação do regulamento, mas há vozes destoantes. Expoentes da nova geração do circuito, Alexander Zverev e Borna Coric tem posições distintas sobre o novo modelo de disputa. Enquanto o alemão é contrário, pensando principalmente no fato de o já longo calendário ganhar uma semana a mais de competições, o croata não chega a dar uma opinião plenamente favorável, mas se diz aberto às mudanças.

Para Zverev, disputa da Davis em novembro torna a temporada ainda mais longa (Foto: Paul Zimmer/ITF)

Para Zverev, disputa da Davis em novembro torna a temporada ainda mais longa (Foto: Paul Zimmer/ITF)

“Eu não apoio isso. No final do ano, se estivéssemos eu uma final da Davis, eu jogaria com certeza. Mas se eu tiver que jogar uma fase de grupos no final do ano, depois de Londres [onde disputa o ATP Finals, na semana anterior], eu não vou querer estar lá, para ser honesto, eu vou para as Ilhas Maldivas”, disse Zverev, ao ser perguntado sobre o assunto em entrevista coletiva durante o Masters 1000 de Cincinnati.

“Nossa temporada já dura dez meses e meio. Não precisamos deixá-la ainda maior”, afirma o alemão de 21 anos e número 3 do mundo. “Eu conversei com outros jogadores top, conversei com o Roger [Federer], um pouco, e todos nós concordamos que precisamos de uma temporada mais curta e ter mais tempo de preparação para que nossos corpos estejam prontos para aguentar um novo ano”.

“Pensando a longo prazo, do jeito que minha carreira está indo, eu devo me classificar para o ATP Finals mais vezes. No ano passado, eu tive dez dias de folga e só três semanas de treinos antes de a temporada começar de novo. Não é o suficiente”, complementa Zverev, que tem quatro vitórias e quatro derrotas em jogos de simples pela Copa Davis na carreira. Este ano, ajudou a equipe alemã a vencer a Austrália em fevereiro e estava na equipe que caiu diante da Espanha nas quartas de final em abril.

Coric diz que é preciso de tempo para julgar se as mudanças são boas ou não  (Foto: Corinne Dubreuil/ITF)

Coric diz que é preciso de tempo para julgar se as mudanças são boas ou não (Foto: Corinne Dubreuil/ITF)

Por sua vez, Borna Coric utilizou as redes sociais para se manifestar. O croata de 21 anos e número 20 do mundo acredita que é preciso dar tempo para que a comunidade do tênis assimile a mudança antes de julgar se as modificações na fórmula de disputa são boas ou ruins e se mostra disposto a continuar defendendo seu país na competição.

“Alguns podem argumentar que a mudança é muito radical, mas por outro lado, o tênis é constantemente criticado pela falta de inovação. As coisas mudaram e cabe a nós decidir se aceitamos e vamos tentar ignorar”, escreveu Coric, em seu perfil no Twitter.

“Como atleta, eu penso nisso como um novo desafio e uma nova oportunidade de representar meu país ao redor do mundo e trazer alegria para os croatas”, explica o jovem jogador que tem sete vitórias e sete derrotas na competição. “Apenas o tempo poderá dizer se é uma boa ou má decisão, mas depende de nós dar uma chance para começar algo incrível. Quem sabe, daqui alguns anos, a semana da Copa Davis seja uma das melhores da temporada”.

Coric deverá ser um dos convocados para a equipe croata que disputa a semifinal deste ano contra os Estados Unidos em Zadar, entre os dias 14 e 16 de setembro. “É claro que sentirei falta dos confrontos em casa e do entusiasmo que esses jogos trazem. Fico em feliz porque em setembro, nós jogaremos diante dos melhores fãs do mundo e temos a oportunidade de chegar à final e trazer o troféu para casa”.

Outro nome da nova geração a se posicionar foi Felix Auger-Aliassime, canadense que completou 18 anos este mês e que ainda não teve a oportunidade de disputar uma Copa Davis por seu país. O jovem jogador, que nesta segunda-feira alcança o melhor ranking da carreira ao aparecer no 116º lugar, lamentou a mudança no regulamento.

https://twitter.com/felixtennis/status/1030235234430844934

“Um dos meus maiores sonhos quando criança era o de um dia jogar uma final da Copa Davis na frente da minha torcida”, disse Auger Aliassime, em seu perfil no Twitter. “Infelizmente, eu nunca vou ter a chance de experimentar a Copa Davis como eu cresci assistindo. Eu ainda esperava que tradição e história vencessem o dinheiro”.