Nadal faz mágica e garante Fedal
Por José Nilton Dalcim
15 de março de 2019 às 22:11

Se em algum momento do século 22 alguém precisar definir Rafael Nadal, pode mostrar o holograma do jogo desta noite em Indian Wells. O canhoto espanhol reuniu suas melhores qualidades para vencer um jogo improvável, em que nunca pareceu à vontade e passou a mostrar dificuldade de locomoção no começo do segundo set. Não economizou esforço, mudou a postura tática, usou sua cabeça tão forte e inigualável, buscou energia onde não havia e deixou o russo Karen Khachanov com cara de tacho.

O 39º Fedal da história, no entanto, corre risco de não acontecer. Haverá certamente horas de incerteza sobre a presença de Nadal, que voltou a sentir o problemático joelho direito. Será preciso desaquecer, baixar a adrenalina, fazer um tratamento noturno severo para ver se ele conseguirá ao menos bater bola antes do jogo, previsto por volta das 16h30 de Brasília. É muito pouco para uma recuperação completa, se é que isso será possível.

Como se sabe, a contusão no joelho causa uma série de limitações ao tenista: o saque – o movimento do canhoto começa com a perna direita -, as bolas baixas, a corrida para frente e consequente brecada, até mesmo o forehand mais exigente, já que a perna direita do canhoto precisa estar à frente para a transferência de peso ideal.

E, convenhamos, Roger Federer está jogando um tênis muito competitivo, o que exigirá ainda mais do espanhol. O suíço não precisou do seu melhor diante da fragilidade do polonês Hubart Hurkacz, ainda que tenha permitido break-points. Estará cheio de confiança depois do 100º título em Dubai e principalmente das cinco vitórias seguidas sobre Nadal, que não domina o adversário desde a semi do Australian Open de 2014.

Fatos curiosos: eles estão sem se cruzar há 17 meses, desde a final de Xangai, já que no ano passado sequer disputaram os mesmos torneios. E jamais houve um abandono, antes ou durante, em qualquer Fedal.

Relembrando de forma curta os números que tanto apimentam aquela que considero a maior rivalidade do tênis profissional:

Nadal tem:
23-15 desde o primeiro duelo, em Miami-2004
12-7 nos duelos de nível M1000
14-10 nas finais disputadas
67-50 em sets no Fedal
11-10 em tiebreaks entre eles
68-65 no total de semifinais já feitas de M1000
49-48 no total de finais já disputadas de M1000

Federer tem:
11-9 sobre a quadra dura contra Nadal
2-1 em duelos feitos em Indian Wells
5-0 nos últimos Fedal
4-0 nas últimas finais contra Rafa
31-0 nos games de serviço nos 3 últimos jogos
368-366 no total de vitórias de M1000

Empate:
4-4 em jogos feitos nos EUA (nunca no US Open)

Inédito:
Jamais houve WO ou abandono em meio ao jogo

Melo – Num dia a se comemorar, o Big 3 jogou seguidamente no estádio principal de Indian Wells, mas Novak Djokovic saiu derrotado. Ele e Fabio Fognini pararam diante de Marcelo Melo e do polonês Lukasz Kubot, numa jogo muito bem disputado e cheio de alternâncias. Depois da contusão e de tantas atuações abaixo do seu nível nesta temporada, o mineiro parece ter recuperado o tênis e a confiança. E na hora certa: Em sua 15ª final de nível Masters, vai atrás do 10º título.

Davis – A Confederação Brasileira surpreendeu de forma positiva, ao chamar de volta Jaime Oncins como capitão do time da Copa Davis. Atleta de conduta irrepreensível, vencedor em simples e duplas, histórico notável em Copa Davis, ele dá o ar de confiabilidade que o grupo necessita neste momento. Claro que seu trabalho não será fácil, principalmente pela falta de tenistas de ponta, mas somos amplos favoritos contra Barbados e assim deveremos tentar de novo o qualificatório de fevereiro.


Comentários
    1. José Nilton Dalcim

      Na boa. Essa sua postura de alguns de vocês de ficar constantemente diminuindo os feitos dos outros tenistas é lastimável. Vamos tentar contribuir com argumentos ou opiniões construtivas neste Blog.

      Responder
      1. Nando

        Mestre, infelizmente esse pessoal é assim e não irão mudar (isso pq vc já repreendeu outras vezes hein)…imagino q o nível dos comentários irá melhorar qnd os Bigs se aposentarem (acho q é a única “saída”) pois gostam do tenista, e não do esporte.
        Isso aí por exemplo, é fanática por djokovic (e anti-Federer) e não pelo tênis…só comenta coisas como essa.
        Eu custo a acreditar q as pessoas q frequentam o blog são adultos mesmo, pois falam como adolescentes fanáticos.
        O q resta é “esperar” q , quem sabe, tenham um “lapso de crescimento mental” e ajudem a melhorar os comentários.
        Paz para o nosso tempo.

        Responder
        1. Lola

          Isso aí é fanática, diz o.imvecil fanatico pelo federer.
          Eu leio comentarios totalmente depreciativos ao Djokovic e o dono do blog faz vistas grossas, mas falou falou dos queridinhos dele, ele se.infla em defesa.
          Vtf

          Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Pessoas que chamam um vencedor de 15 Slam de lixo nem merecem resposta. Nem sei porque vocês dão corda a esse tipo de provocação. É tudo o que alguém pode querer com uma manifestação tão absurda. Sou contra a censura. Só lamento o espaço ser tão mal aproveitado.

          Responder
  1. Márcio Cerqueira

    Dalcim , viu as declarações do Safin sobre dizer q todos os tenistas de hoje são iguais e n mudam nada no jogo ! Oq acha ? Só elogiou o Federer , da qual acrescentou falando q era o maior de todos tempos ! E qual é a porcentagem amanhã na final pra cada um ?

    Responder
  2. Sérgio Ribeiro

    Indo para os 33 , já passou da hora do Espanhol fazer a Cirurgia. Pode estar comprometendo a gira do Saibro já que nas duras a coisa tá muito feia . Nunca vi um SuperEstimado gostar tanto do Top 10 rs . Fora da sua Praia ( Saibro ) jogou hoje mais de 200 pontos contra Raonic e somente cometeu 9 ENFS. De nada adiantou o tal h2h favorável ao Canadense. Já é o novo TOP 5 e disputa com o Craque Suíço amanhã o TOP 4 , para alegria do Pessanha rs. Este tenta mais um Hepta tentando igualar Cincinatti. Incrível. O Austríaco tem chances amanhã ? Claro que sim , mas não acredito. Abs!

    Responder
  3. Eduardo

    Dalcim, existe um ranking de W.O onde podemos pesquisar? Rs…

    Acho que o Nadal está em Primeiro né? O Federer só lembro na final do ATP Finals que foi por uma causa maior, se recuperar pra ganhar a Copa Davis na semana seguinte. Lembra alguma outra?

    Responder
  4. Arthur

    Uma pena não termos mais um Fedal, Dalcim.
    Acho que, independentemente da condição física, o Federer ganharia do Nadal, porque vem jogando melhor no deserto californiano.
    Seria interessante, também, para jogar mais uma pá de cal numa das únicas coisas que os nadalistas mais fervorosos ainda se agarram para desmerecer o Federer: o H2H do espanhol contra o suíço.
    Com um hipotético 23 x 16, sendo as últimas seis vitórias consecutivas, acho que já daria para colocar essa questão de lado de uma vez por todas.

    Um abraço.

    Responder
  5. Mauricio Justus

    Dalcim se vc fosse o Federer jogaria Miami? Teve jogos curtos essa semana em IW e ainda contou com um WO!

    Existe um desgaste físico acentuado que nos leigos não vemos em um torneio de 5 jogos com média de duração de partidas de 1 hora ? A preparação, ritual de desgaste, ritual de comida e espera dos jogos nos vestiários eleva o desgaste para muito mais que essa 1 hora de jogo?

    Abraço!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Você esquece que o tenista também treina todo santo dia. Mas eu acho que Federer deve sim jogar Miami, o desgaste deste Indian Wells foi bem pequeno.

      Responder
      1. Eduardo

        Com certeza deve jogar. Além de ter tido uma ótima semana, não vai perder a chance de consolidar bem a 2 posição no ranking da temporada e chegar tranquilo pra temporada de saibro.

        Responder
  6. Aurélio Passos

    Interessante nova estratégia de Nadal fora do saibro, desde 2018: vai indo vai indo, aí quando acha que não dá mais, dà WO pro oponente. Assim, não adciona uma derrota no currículo, apenas soma as vitórias antes do WO, ao mesmo tempo que espalha a lenda de que “Nadal em forma é imbatível”. Quando não é isso, abandona a partida, mostrando pra todos que só perdeu por estar machucado.

    Na entrevista de hoje, ele disse que fica triste porque sempre sente que està em DESVANTAGEM para os oponentes na parte física…. justo ele, que usialmente liquida os caras no físico…. Nem um Del Potro, nem o Wawrinka e outros que passaram por CIRURGIAS nunca falaram isso.

    Responder
  7. Diego Almeida

    Uma pena para o esporte a lesão de Nadal, foi a rivalidade entre os dois que tornou esse esporte cada vez mais popular. Torço para o Federer, mas amo o esporte, dessa forma queria muito ter visto mais um embate épico entre as duas lendas vivas do tênis. Dalcim, vc acha que a contusão é séria a ponto de deixar o Touro de Miura longe de seu prepara físico ideal para RG?

    Responder
  8. André Barcellos

    Caracas. Thiem não tá errando nada. E tá jogando muito, muito agressivo e solto.
    Não sei se o Federer tá com jogo neste momento pra batê-lo.
    Mas ele sempre dá um jeito de dificultar para os pancadeiros.

    Responder
  9. André Barcellos

    Agora vem a questão: não teria sido melhor o espanhol abandonar a partida ontem, pra não privar a torcida de ver jogo hoje e o russo de avançar?
    Pela intensidade da dor deveria ter entendido isso.
    Já vi isso acontecer com outros tenistas. Deixam claro que poderiam ganhar mas, para o bem do espetáculo, desistem e permitem ao adversário que avance.

    Responder
      1. André Barcellos

        Cara, realmente vi isso acontecer.
        E lembro até do Dacio comentando a respeito.
        Mas devo ter assistido, mais de 1000 jogos e não vou lembrar quais.

        Responder
  10. Fernando Pauli

    Dalcim, por favor não elogie o Federer antes da final, já que todos os seus posts onde você elogia um determinado jogador, na partida seguinte ele perde. Foi assim com Kyrgios, Monfils e Nadal. Melhor elogia no próximo post o Thiem, que provavelmente será o adversário de Federer na Final. Abs!

    Responder
      1. Fernando Pauli

        Olá Dalcim. Realmente relendo o meu post, não fui feliz no comentário. Como diz o meu pai ” fala o que quer escuta o que não quer “. Apenas achei muita coincidência de você tecer comentários a respeito deles e eles terem perdido na sequência, aí pensei vou pedir pro Dalcim elogiar o Thiem, vai que de certo de novo, pois sei que o jogo entre Federer e Thien pelo título não será nada fácil. Realmente me desculpe se te ofendi, participo lendo seus posts há um bom tempo e concordo contigo em praticamente tudo, inclusive nesses três anteriores. Que culpa vc tem de ser o Kyrgios o que é e de Monfils e Nadal se contundirem, nenhuma né? Ah não sou fã de futebol, se me perguntarem para qual time eu torço, digo que sou santista, mas só fui ver o Santos duas vezes por insistência do meu filho mais novo que é, acredite, palmeirense doente. Abs!

        Responder
  11. Rodrigo S. Cruz

    Bom,

    Se fosse o Federer a desistir, a gente já sabe qual seria ladainha ouvida por meses aqui, né:

    ” fujão, fujão”.

    Mas como foi o Nadal, a ladainha será:

    ” Federer ganha mais um Master 1000zinho”.

    kkkkk

    Responder
    1. Sônia

      Rodrigo, lembra? Federer após a lesão nas costas na partida contra o Wawrinka, no dia do jogo contra o sérvio, dignamente foi até a quadra dar uma satisfação para o público. Monfils, neste torneio de IW, dignamente fez o mesmo. Saberia informar se houve tal “satisfação ao público” hoje? Beijos.

      Responder
  12. Fernando Pauli

    Olha! O kacha prego do K9, não teve competência para ganhar um set do Nadal com uma perna. Se tivesse vencido o segundo set Nadal teria desistido, pois não iria prejudicar o seu joelho jogando mais um set de provavelmente uma hora. Nadal só ficou em quadra em respeito ao público, e quando viu que o K9 não estava aproveitando a situação decidiu empurrar o set até o fim. Tanto é que acaba de desistir de jogar contra Federer. Correto sua decisão já que se estivesse normal a chance de Federer chegar a sexta seguida era grande, com a situação meia boca a chance do Federer seria de 100%. Nadal não iria querer esse recorde de derrotas seguidas frente ao Federer, ficando uma atrás de sua pior sequência que é de sete para Djoko.

    Responder
  13. Reinaldo

    Dalcim, nunca em nenhum confronto tivemos tantos Grand slams em quadra. Voce sabe dizer se também é jogo com o maior número de títulos em quadra? Contagem regressiva para assistir esse clássico. Torcida para o Federer mas também gosto do Nadal. Gosto do clássico e do bom tênis que os dois sempre jogam. Espero que seja uma partida de 3 sets. Abraços.

    Responder
  14. Rodrigo Keke

    Fiquei encantado com o jogo e atitude da nova sensação da WTA, Bianca Andreescu. Já tinha visto ela nas rodadas anteriores, e já tinha despertado a minha atenção, especialmente contra a Muguruza. Mas a forma como ela encarou a consistência física e técnica da Svitolina foi impressionante. E encarou isso com um delicioso repertório de potência, variação e criatividade. Forehand possante e que funciona bem na cruzada, na paralela, inside-in e inside out, sem falar na facilidade pra alternar entre drive com muito spin e porradas mais retas. Falei nas paralelas? De cinema, tanto de forehand quanto de backhand. E o apreço pela rede? Se move pra frente com gosto e mostrou gostar de comparecer na rede pra matar pontos com bons voleios nos dois lados. Além disso se movimenta bem (mas pode e deve melhorar bastante ainda) pra defender. E como cereja no bolo, não se encabula pra usar slices espertos pra defender ou variar. Esse detalhe em específico a ajudou demais a suportar a carga da ucraniana nos games finais do terceiro set, quando estava no limiar de sucumbir as câimbras. Em suma, fiquei apaixonado pela menina, que agora ganhou minha torcida no circuito (elegi a Kasatkina no ano passado, mas ela está num momento ruim. Na torcida por sua recuperação, pois ela é uma artista com a raquete na mão, como disse o seu agora ex-técnico).

    Dalcim, uma pergunta: Qual foi a última vez que uma revelação da WTA te impressionou de verdade no pacote tenístico? Sabemos que o circuito feminino anda muito unidimensional nos últimos anos. Na verdade, desde que a inesquecível Henin se aposentou que não temos mais uma virtuose desse calibre, concorda?

    Abraço e que tenhamos Fedal logo mais!

    Responder
    1. Rodrigo Keke

      Que droga, não teremos mais Fedal. Bom, era até esperado, né? Rafa precisa poupar seus joelhos problemáticos, e jogar contra Roger é uma senhora exigência. Perigava estourar de vez e aí adeus temporada de saibro…

      Responder
  15. Jonatas Bruno

    Parece que o Nadal vai pro jogo de logo mais, já que segundo declarou está acostumado a jogar com lesões. Caso se confirme, resta saber em que estado, ainda assim é admirável o quanto batalha para sair de adversidades das mais diversas.
    Apesar de ter a tendência de torcer contra, costumeiramente me traz expectativas de vê-lo atuar,não só pelo espirito de combate, mas também porque serve como experiência mental para cada adversário que venha a enfrentar. É um símbolo de teste psicológico e de resistência, com cada jogo barreiras a superar. Esperava ver o Kacha furar este bloqueio, mas o Nadal acabou fazendo além! Não há o que constatar, venceu porque soube vencer!

    No pré-jogo,bastou o Federer jogar a meia-boca. Por outro lado,fiquei com boa impressão do Hurkacz, pois ao menos tentou se manter no jogo até o fim, alem do bom saque e jogo de rede.

    E que bela campanha do Marcelo Melo e o Kubot.
    Vale lembrar que ao longo do percurso passaram por: Tsitsipas,Kyrgios,Fognini e Djokovic.
    Francamente é bom para o moral,guardadas as devidas proporções. Grandes possibilidades de levantarem o troféu logo mais. Vale a torcida.

    Dalcim, que momento para o tênis canadense, que espetáculo! Faço jus de sua opinião.
    Coincidentemente a Andreeescu chega a final em circunstâncias semelhantes a Osaka no ano passado e no mesmo torneio. Será?
    Vale lembrar que ambas não eram cotadas ou lembradas para brigar pelo título. Claro,a Kerber possui um “confortável” favoritismo, mas se der uma brechinha… Mais uma jovem promissora a acompanhar com maior atenção!

    Responder
  16. Eduardo

    Boa tarde Dalcim,

    Achei estranho ninguém comentar sobre o set point ( provável match point, pois o Nadal iria desistir se perdesse), do 1 saque pra fora que o Nadal deu e SÓ o Lahyani deu bola boa. Aí o russo mostrou a marca da bola fora e NÃO desafiou ( televisão mostrou bola fora), E impressionante o que os tenistas “ respeitam” esse lahyani Sendo que ele erra também, como já errou outras vezes quando corrige o árbitro de linha….

    Responder
  17. André Barcellos

    Acho que Nadal não entra em quadra.
    Se for verdade o que ele estava sentindo ontem seria uma tremenda irresponsabillidade.
    Por outro lado, se houve superestimação de qualquer incômodo que ele pode ter sentido, ele tirou proveito para deixar o Kachanov desconcentrado (sabemos que isso ocorre em muitos casos) com sua lesão.
    Não estou dizendo que perderia, mas jogaria um provável terceiro set, o que seria fatal para a recuperação contra o Federer.
    De lambuja, ele está numa situação “confortável” para explicar qualquer resultado.
    Só espero que Federer não entre por um minuto sequer nessa confusão e abuse dos slices e deixadas, nos momentos oportunos.]
    Aliás, sem lesão, foi há dois anos, aí mesmo em IW, que vi o Federer fazer um dos melhores jogos contra o Nadal. Simplesmente demoliu o espanhol com devoluções batidas, bolas na linha e saques indefensáveis. E o espanhol estava inteiro e rumando de volta ao número 1.

    Responder
  18. Bruno

    Grande Dalcim,

    Ano passado, Nadal , na minha opinião, tinha encontrado a fórmula correta para adequar suas condições físicas, ao calendário.
    Jogar o Australia Open , pular Acapulco, IW e Miami e entrar ” NOVO ” na temporada de saibro .
    Ganhou quase tudo no saibro, com extrema soberania.
    Esse ano quis arriscar e acho que pode pagar um preço alto.
    Com certeza, ele não vai jogar Miami, mas Acapulco e Indian Wells, pode ter atrapalhado seus planos no Saibro e comprometido a temporada.

    Grande Abraço

    Bruno Medrado

    Responder
  19. Vinicius

    Dalcim, na sua opinião o que levou o nadal a conseguir essa vantagem de 23 a 15 no retrospecto contra o federer? Você não acha que o retrospecto entre os dois deveria ser mais equilibrado?

    Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Basta fazer contas. Existe equilíbrio nas outras superfícies (11-9 na dura e 2-1 na grama para o Federer) e grande desequilíbrio sobre o saibro. Questão matemática.

          Responder
  20. Anti anti-jogo

    Coincidências são raras….

    Pode estar recuperado e tudo o mais, mas o fato é que o David Goffin depois da bolada no olho não foi mais o mesmo…. mal comparando, tipo o Felipe Massa após receber mola no capacete….

    Responder
  21. Anti anti-jogo

    Hahaha…. Robolito Kid faz mágica? Tá bom…

    Incrível: Melo e Kubot venceram as quatro partidas em Indian Wells no super tie-break. Bem raro isso.

    Responder
  22. Juninho Fonseca

    Dalcim…..”A regra eh clara”…….se tem Fedal tem promoção!!!….kkkkk…..bola uma aí p nós….meu palpite….. Federer 6/3 6/4 em 1:15 de partida!!!…..marca ai hein Dalcim!!!!
    Vamos ROGEEEEEEEEEER!!!!!!!!
    Seguimos adiante “Em busca de Jimmy”!!..kkkkk….
    Abraço

    Responder
  23. Pieter

    Dalcim, agora, depois desse “problema” no joelho de Nadal, você também acredita que o favoritismo virou para o suíço a despeito das lentas quadras de IW?
    Você já viu a Andreescu jogar? Se sim, o que achou do jogo dela? Eu fiquei deveras impressionado com sua agressividade e maturidade mental. Pareceu-me claramente diferenciado das demais garotas de sua idade…

    Responder
  24. Eduardo

    Oi Dalcim, acho que dificilmente haverá a semi entre Nadal e Federer, mas mesmo que ocorresse, e ainda que fosse com Nadal estando 100%, acho que o Federer ganharia. Minha impressão é de que o Nadal passou, nos últimos anos, a jogar de forma diferente nas quadras duras, tentando ser mais ofensivo. Não cheguei a tentar avaliar isso com números, mas acho que a quantidade de pontos que ele passou a jogar na rede corroborariam isso. O fato é que vem funcionando bem contra os adversários mais jovens e menos gabaritados, mas contra Djokovic e Federer tem sido um retumbante fracasso, bastando ver a quantidade de vezes e sets diretos que ele perdeu pros 02 principais rivais nos últimos anos neste piso. Parece mesmo que esse jogo renovado do Nadal encaixou muito melhor com a forma de jogar de Federer e Djokovic. Para vencer, acredito que ele teria que voltar ao seu jogo de muitos anos atrás, mas isso o seu físico claramente já não lhe permite. Por isso que, na minha opinião, Nadal não ganha nunca mais do Federer e nem do Djokovic em uma quadra dura. Sem estar 100% então … O que acha ?

    Responder
  25. Sônia

    Como o comentarista disse… “a star is born”, sensacional Dalcim, sensacional. Svitolina ficou só devolvendo a bolinha (na minha opinião foi medrosa), enquanto a Andreescu soltava o braço. Destaco 3 lances decisivos da Andreescu no game final… uma cruzada de forehand e dois drops, show, show, que garota talentosa. O técnico da Svitolina disse que a canadense estava exausta (realmente estava, teve até dores na perna), que a Svitolina deveria ser mais agressiva, mas mesmo assim, mesmo com dores, a canadense teve “mental” para fechar a partida clap clap clap. Vou torcer para a Bencic na outra semifinal e se ela vencer, será um jogo entre “irmãs” rsrs… incrível a semelhança (Ok, Bencic é mais alta e mais magra, mas que parecem irmãs, parece rsrs). Beijos.

    Responder
  26. Klleber

    Meu Deus. O maior nadalista de todos os tempos. Nilton. Federer nao cai mais na palhaçada de nadal fingindo contusao. Exaltar uma partida dessas. A nem. Se fosse FEDERER jogou pro gasto e deu muita sorte né? Discunfia.

    Responder
  27. Renato

    Na última Vitória do espanhol sobre o suíço, Rafa ainda tinha cabelos. Kkkkk
    Aliás mesmo depois de fazer implante capilar, o espanhol continua com aquela patética mania de chacoalhar o cabelo quando tira a faixa da cabeça após os jogos. Kkkkk Chacoalhar o ninho de pomba logo logo cai um ovo.

    Responder
  28. Renato

    Um privilégio assistir mais um jogo DO MAIOR CLÁSSICO DA HISTÓRIA DO ESPORTE.
    Espero que o bugre careca esteja 100%, caso contrário, vai ser massacrado.
    Em condições normais, 60% x 40% para o GOAT

    Responder
  29. Marcos

    Foi estranho ano passado não se enfrentarem mesmo… estiveram sim presentes nos majors exceto RG sem Federer, mas sempre pelo menos 1 ficou no meio do caminho.
    Infelizmente não dá pra esperar tanto do jogo amanhã, se é que Rafa vai entrar em quadra. Mas espero estar errado.

    Responder
  30. Ricardo - DF

    Que o espanhol sentiu alguma coisa, sentiu. Mas, pelo que correu depois, pareceu que exagerou na fita. Tá certo que o Khachanov é uma ameba. O espanhol com alguma dificuldade de movimentação e o russo dando balão para fora, ou jogando repetidamente a bola em cima do espanhol, cruzes! Parecia não saber o que fazer diante de um adversário aparentemente estropiado.
    Agora, se ele sentiu realmente algo sério, para quê continuar ? Para enfrentar um Federer com uma perna e meia ? Correndo o risco de agravar uma lesão ? Ou veremos o espanhol desistir e dar a final de presente para o agora amigo suíço ?
    Sábado de espectativa…

    Responder
    1. Aurélio Passos

      Com certeza exagerou explicitamente. Tudo et m Nadal é planejado para,que o público, mesmo inconscientemente, preste atenção nele muito mais que no asversàrio: desde de deixar o adversàrio esperando na rede para o sorteio inicial, os tiques todos, a demora entre serviços, o grunhido exagerado, as comemorações efusivas até em pontos comuns, a camiseta sem manga (voltou ao início de carreira!) pra mostrar o braço inxadinho…. e, claro, essa característica de drama que fez ontem, a lenda do guerreiro samurai…. E descobriram logo cedo que isso vende.
      Khachanov engoliu com anzol e isca, desconcentrou-se e…. baubau… mais uma vítima da catimba do espanhol… o mesm9 que é caoaz de ir em Oaris indoor sno passado sabendo que não jogaria, só para bagunçar o sorteio.
      Prefiro que não ocoorra a partida. Vai que o espanhol vence e là virão as notícias sobre “vencer machucado, herói, guerreiro, blà blà blá.”.

      Responder
      1. Gilvan

        Tambem acho que o Nadal exagera na milonga como forma de desconcentrar o adversario.
        Lembrando que ha 2 semanas o Nadal estava choramingando depois da derrota pro Kyrgios porque o australiano estava adotando a mesma postura em quadra…

        Responder
  31. Wilson Rocha

    Nadal vs Federer 23 a 15
    Por superfície:
    Saibro 15 partidas- 13 a 2
    Sintético 20 partidas – 9 a 11
    Grama 3 partidas- 1 a 2

    Mestre Delfim,
    Federer leva vantagem em dois pisos e olha que no piso predileto dele só aconteceram três encontros, enquanto que no de Nadal foram 15. Esse placar (23 a 15) é muitas vezes supervalorizado a favor de Nadal.

    Responder
        1. Joao Carlos

          o piso do us open nao é diferente do piso do final`s de londres dalcin? – quis dizer que na contagem do cidadao ele mistura os pisos de quadra dura nesse 9×11.

          Responder
          1. José Nilton Dalcim

            Tudo é quadra dura, João Carlos. Todas as quadras duras têm base asfáltica e recebem uma resina sintética como última camada, que aliás define a velocidade do piso. Lá fora, só existe o termo hard court, sequer sintético eles usam. Claro que US Open e Finals se diferem pelo teto.

  32. Gilvan

    Acho que o Nadal nem entra em quadra. Assim como a Serena fugiu da Sharapova no AUSOpen do ano passado, para nao passar vergonha, o mesmo deve acontecer amanha.

    Responder
    1. Alessandro Sartori

      A Serena ganha da Sharapova até se entrar em quadra com uma das pernas engessada, infelizmente, Sharapova venceu aos 17 anos lá no longiquo 2004 a final de Wimbledon e o Wta Finals e só, depois foram 18 derrotas seguidas e trocentos anos de jejum contra a norte-americana…

      Responder
      1. Gilvan

        Exatamente, Alessandro, e quando ela seria batida… correu. Faz parte, já que no caso das duas a coisa parece ser bastante pessoal, envolvendo questões extra quadra.

        Responder
  33. Sônia

    Dalcim, eu estou deslumbrada com essa menina canadense, isso que eu chamo de revelação. Inteligente, boa visão de jogo, potência nos golpes, variação, consistente na base, não treme diante das tops e principalmente… é topetuda rsrs. Começou o jogo meio fria, mas agora equilibrou o jogo. Beijos.

    Responder
  34. Nando

    Mestre, esse Hurkacz é bom jogador…vamos ver se mantém o embalo né?
    Sobre Khachanov, perdeu chances hein…teve quebra no 1° set, errou no sp q teve no 2°…”pouca telha”, mesmo limitado no 2° set, fez bons lances e venceu. Isso só mostra o qnt os Bigs são mto diferenciados (não gosto do estilo de jogo de nadal e djokovic, mas reconheço suas conquistas) , cada um com seu “talento” né? Pra ganhar desses caras, tem contar com outros fatores e não só com o seu próprio jogo. E os caras estão “velhos” hein…
    Sobre o jogo de amanhã, espero q Federer faça um bom jogo…entre focado, ligado e não se deixe levar pelas condições do adversário.
    Q jogue solto e deixe a responsa pro outro lado, já q lá estará o N2 e o q lidera o h2h (algo q os nadalistas acham importantíssimo, mais até do q outros números do esporte).
    Sobre a outra semi, acha q dá o q, mestre?

    Responder
  35. Akexandre

    Dalcim, boa noite!
    Mesmo se o Nadal entrar em quadra amanhã, você acha que tem alguma possibilidade dele ganhar do Federer? É possível surpreender o Federer com alguma carta na manga?
    Abraços
    Alexandre

    Responder
    1. Klleber

      Sera possivel que é so eu que vejo a malandragem de nadal? Nunca perdeu um jogo se fingindo de contundido. Mas acho que nem o FEDERER cai nessa mais kkkkk.

      Responder
      1. Gustavo M.

        Dalcim,

        Não é demais lembrar que, pra muitos (como eu), Thiem surgiu justamente em Indian Wells 2014, onde fez boa campanha e depois venceria o campeão de monte-carlo e ausopen Stan Wawrinka em Madri. Apesar de um restante de 2014 e sobretudo 2015 apagados, ali, penso eu, o austríaco se mostrou pro mundo como um tenista que prometia

        Abraço!!

        Responder
  36. LOMEULIMA

    Infelizmente o duelo dos maiores vencedores do tênis não deve ocorrer. Joelho é fundamental para o espanhol conseguir executar seus golpes e usar o que tem de melhor no circuito, seu condicionamento físico invejável. Federer vai vencer seu 101º título, o que convenhamos, ficará em ótimas mãos.
    Lamentável essa contusão, acredito que todos torciam muito para essa “final” antecipada. Vida que segue. Parabéns ao suíço pela campanha e pelo título que conquistará no domingo. Torcer para uma rápida recuperação de Nadal, o que não deve ocorrer em menos de 15 dias. Tenho problema no joelho esquerdo, o que me deixa por vezes afastado do futebol amador . Palpite para domingo: FEDERER 2X0 D. THIEM 6X4 ; 7X5.

    Responder
      1. Alessandro Sartori

        Acho que o Dalcim digitou 25 pro Nadal porque pegou esse numero no tennisexplorer.com(muito bom por sinal), e lá eles computaram um jogo exibição em Dubai e um jogo daquele torneio de fim de ano IPTL, ambos com vitória do espanhol…

        Responder
  37. Marcelo Alencar

    Dalcim, boa noite.

    Creio que o “placar geral” entre os dois está 23×15 a favor do Nadal (e não 25×13), correto?

    Grande abraço, te acompanho sempre.

    Responder
  38. Rubem Corveto

    Pequeno erro material: o placar até agora é Nadal 23×15 .
    Mas tomara que Nadal esteja em boas condições, como já aconteceu outras vezes que ele parecia sem condições, mas no dia seguinte o Touro miura renascia.
    Os dois vem jogando muito bem nesse 2019, mas acho que Federer vai manter a invencibilidade e buscar o título 101.
    Para aqueles apressadinhos que já estavam vendo Djokovic campeão de Slams e “melhor de todos os tempos”, vamos aguardar os próximos torneios 1000.

    Responder
  39. Mario César Rodrigues

    Caro Dalcim,pelos motivos citados po rvc sobre o canhoto,eu realmente acho que Rafa não deve entrar nem é por causa devitória ou derrrota,esim,precaução.alongar acarreira,e outra coisa sobre hoje se Rafa tivesse perdido o segundo set ele desistiria tenho este pensamento e vc?Mas Rafa deve ir para casa descansar M Carlo e a giria Européia de saibro é importante para Rafa bom fim de semana!

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Tive a mesma impressão. Difícil encarar um terceiro set. Ele já havia dito na semana que estava avaliando jogar Miami. Agora, acho que não irá mesmo. Boa noite!

      Responder
  40. Cássio

    Dalcim, outro número divertido é que no Fedal, até hoje, nenhum dos dois venceu 6 seguidas (ou estou enganado?). Sería a chance de Federer nesse aspecto.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *