‘Stef’ e a agressividade bem dosada
Por José Nilton Dalcim
9 de agosto de 2018 às 20:37

Atualizado à 0h19

A nova geração ganhou mais uma do Big 4. Com seu estilo tão completo, Stefanos Tsitsipas aproveitou-se de um Novak Djokovic menos intenso e ainda defensivo demais para avançar de forma inédita às quartas de um Masters 1000. Foi a quinta vitória do grego de 19 anos sobre um top 10, mas a primeira em cima de um campeão de Grand Slam.

Tsitsipas entrou na temporada 2018 com apenas quatro vitórias em torneios de primeira linha e com um ranking bom para sua idade, o 91º. Sofreu para se adaptar à nova realidade. Passou o quali em Doha e fez quartas, porém amargou depois  cinco derrotas em torneios ATP, sendo obrigado a jogar um challenger na França para tentar recuperar a confiança.

Ao furar o quali e avançar uma rodada em Monte Carlo, as coisas começaram a mudar. Veio então a final em Barcelona, com vitórias de peso em cima de especialistas como Diego Schwartzman, Albert Ramos, Dominica Thiem e Pablo Carreño, e enfim Tsitsipas deixou o anonimato. Fez outra semi no saibro português, ganhou três jogos em Wimbledon e retornou à quadra dura com expectativa de retomar a ascensão.

Dito e feito. O grego tem aquele estilo tão gostoso de se ver que se encaixa em todos os pisos, sempre agressivo mas sem o exagero da pressa. Mostrou tudo isso contra Djokovic, a quem faltou intensidade e sobrou passividade. O defeito de Tsitsipas ainda é um certo descontrole emocional, como o destempero meio assustador dos murros que deu na própria testa ainda no começo da semi em Washington. Também já foi criticado por adversários por uma conduta considerada um tanto arrogante.

Com a atuação corajosa diante de Djokovic, Stef será pelo menos 25º do ranking e estará entre os cabeças do US Open. Reencontra o embaladíssimo Alexander Zverev nesta sexta-feira, para quem perdeu em Washington há menos de uma semana. O alemão fez duas exibições firmes e rápidas em Toronto, no caminho certo para poupar físico na busca pelo bicampeonato. Quem vencer, jogará as quartas diante de Grigor Dimitrov – jogo bem curioso do dia frente a Frances Tiafoe – ou de Kevin Anderson.

No outro lado da chave, a melhor notícia foi a atuação valente de Stan Wawrinka diante do número 1 do mundo. Quando se esperava que ele não tivesse físico para aguentar o volume de jogo de Rafael Nadal, o suíço entrou decidido a arriscar e conseguiu equilibrar os dois sets, com chance de ter levado o segundo não fosse um game afoito na hora de fechar.

Nadal usou muito bem o saque, defendeu-se com a maestria habitual mas usou uma postura de devoluções ofensivas que certamente é importante num piso mais veloz como o de Toronto. Isso aliás é chave diante de Marin Cilic, que costuma se atrapalhar quando vê a bola voltando com frequência.

O vencedor dará um largo passo para a final, já que o adversário sairá de Robin Haase e Karen Khachanov. Como Denis Shapovalov decepcionou pelo tênis afoito e pouco preciso, o russo garante a nova geração na parte de cima após – acreditem – vencer John Isner em dois tiebreaks!


Comentários
  1. Sergio Ribeiro

    O dobro de Winners. Mais Aces. QUATORZE breaks Ponts a favor, mais pontos na partida. O “ Cascudo” Cilc venceu ? A quadra rápida impediu que o maior competidor vencesse ? Rafa Nadal e’ um grande Campeão e Cilic um eterno Amarelão. Simples assim. Enquanto isso a “ Farsa” NextGen bota dois representantes nas Semis. Nossa previsão de um Finalista feita antes do início e’ viavel. Ao contrário do Croata , o jovem talentoso Grego após bater Novak Djokovic , tomou outro Danoninho e fez outra partida de tirar o fôlego contra o Alemão. Partidaço. Merece aguentar os canhões do descansado Sul-Africano ( Dimitrov não deu nem pra saída ) .Tudo pode acontecer sem aquele irritante jogo de cartas marcadas da Gira de Saibro. Abs !

    Responder
      1. Sérgio Ribeiro

        Dizem que foi meu conterrâneo Pessanha que falou primeiro no N 1 do Mundo Juniores em 2016 e vencedor de 5 Futures pela ITF. E’ também treinado por seu Papa ( olha o tempo todo para seu Box ) . E não e’ que sua Mamãe e’ uma Ex-Tenista Russa kkkkkk Assim como o marrento Sasha , também bateu Novak Djokovic. Os diretores dos Torneios tão gastando uma baba com Todinhos e Danoninhos a dar com o pau. São Contemporâneos e rivais que fogem do politicamente correto rs Abs!

        Responder
  2. Luiz Fernando

    Gostaria de vir aqui publicamente pedir desculpas ao Mário César pelos comentários q fiz criticando a performance de Nadal em Toronto e reconhecer minha insensatez, pois Rafa jogou demais nesse primeiro set, atropelando Cilic, como eu pude postar q ele não estava jogando bem? Acho q eu preciso abrir os olhos e prestar mais atenção no q vejo…

    Responder
    1. Mario César Rodrigues

      Boa noite,saudacões Nadalinas,será que quem torce contra Rafa aceita que ele é o cara hem digam na boa …Estão vendo a diferença de Rafa para os outros quem assitiu o jogo?hem ou só viu comentários.Rafa o maior tenista de todos os tempos o mais forte,o mais inteligente,obcecado.se fosse ele desistiria e iria para Cinci logo. na boa!

      Responder
        1. Sergio Ribeiro

          Abduzido e’ ótima rs .Quer dizer que utiliza a ufologia kkkkkk A chave do Espanhol em seu último SLAM depois de tanto tempo foi a mais difícil de sua carreira. O rapaz como sempre muito sensato kkkkkk Abs!

          Responder
          1. Sergio Ribeiro

            Ps, O SLAM em questão foi o USOPEN 2017 em que pegou vários TOP 10 até seu sonhado título fora do Saibro desde 2013 kkkkk Abs!

          2. Sérgio Ribeiro

            E continuamos com os cortes nos comentários. E sempre com a minha pessoa. Desde quando ” adolescente ” e ‘ ofensa ? Já virou algo pessoal e triste para um espaço que se diz democrático. Autênticos xingamentos acontecem nos coments do TênisBrasil todos os dias. Lamentável.

      1. Kelly

        Concordo totalmente com você, Bruno. Já está mais do que na hora de esquecer que, nas quartas do Us Open do ano passado, Del Potro ainda convalescendo de uma gripe, venceu o Federer e depois, já restabelecido, perdeu do Nadal na semi-final.

        Responder
      2. Eduardo

        Impressionante como tantas pessoas vêem o tênis de maneira limitada. Se Nadal ganhou o Usopen 2017 sem bater um top 30 é porque os top 10 ficaram pelo caminho, incluindo o RF que perdeu daquele que foi derrotado pelo Nadal na semi. Será tão difícil entender ???

        Responder
  3. lEvI sIlvA

    Acho curioso quando vejo comentários jocosos por Djokovic ser vencido por Stefanos Tsitsipas…! Tendo em vista o que vinha fazendo em quadra, não me estranha ter perdido. Sendo assim, acham que está no prejuízo. Vou por outra linha e creio que, Novak está mesmo é no lucro. Afinal, ganhou de Rafael Nadal em Wimbledon! O espanhol jogando mais, muito mais. Esperemos pra ver quando o sérvio voltar a jogar bem mesmo, né? rsrsrs

    Responder
  4. Rafael

    Zverev, o mesmo que detonou Ferrero por cobrar que ele fosse responsável, voltou às origens:

    “Não acredito que Tsitsipas tenha jogado bem hoje. Quem deveria estar sentado com vcs (na coletiva de imprensa) há uma hora e meia era eu”.

    MESMO que fosse verdade, a marrentice e a falta de respeito desse nojento é asquerosa.

    Essa é a diferença entre o multicampeão Djoko e o loiirinho. Mas sobre a arrogância do Zverev ninguém fala, e se fala, justificam que ainda é novo.

    Dizem as más línguas (a minha) que Zeverev vai se entupir de chandelle de papaya com cassis até o inicio do torneio de Cinci, e vai comer tudo trancado no banheiro para não ter de dividir.

    PS: Andrey, não Andrei, embora não seja nehum dos dois, na verdade. É Andrej com trema no e, affe.

    Responder
      1. Rafael

        Ele disse, Luiz, na coletiva pós jogo. Quando eu escrevi “Mesmo que fosse verdade”, referia-me ao fato de ele ter ou não jogado melhor que Stefanos – o que ele acreditava ter feito até cair de nível, o que eu não tinha como aferir naquele momento pq não tinha visto o jogo.

        Trocando em miúdos, o que o respeito mandaria dizer, mesmo que ele Zverev tivesse jogado 10x melhor, estivesse ganhando de 6×0 e 5×0 no 2o. e depois tomasse a virada: “Parabéns a ele que aproveitou o momento. Quanto a mim, só me resta treinar.”

        Mas não, ficou marrento (de novo) e “tirou todo o crédito do grego”, como disse o punto de break.

        Responder
        1. Sergio Ribeiro

          Nojento , meu Caro Rafael ? O outro Garoto mandou “ fui bem mais inteligente que Zverev “ . Um com 21 outro com 19. Novak aos 29 declarou na lata : “ Federer não depende somente se si para vencer um SLAM” . Mesmo que achasse isso deveria respeitar o Multi- Campeão não achas ? ABS !

          Responder
    1. Sergio Ribeiro

      Gozando com o P*u dos outros, Caro Paulo kkkkk Não esquece mesmo o fato do Alemão ter batido o Sérvio na FINAL do MASTERS 1000 de Roma rsrsrs Abs!

      Responder
  5. Oswaldo E. Aranha

    Palavras chulas, é o que vejo em algumas manifestações do blog, quando se trata do Djokovic, também vejo alguma críticas bem fundamentadas, mas buscar apelidos pejorativos e termos como entubar, retratam o baixo nível de que assim se manifesta. louvemos ou critiquemos, mas façamos em um nível compatível com a civilidade.

    Responder
  6. Luiz Fernando

    Grande partida entre Zverev e o grego, mas o alemão teve a vitória nas mãos e deixou escapar. Até o 52 no segundo set, o Tsitsifast, como ele assinou na câmera, estava sendo dominado, mas a partir daí o jogo mudou, ficando equilibrado, com o grego demonstrando, além de capacidade e habilidade, sangue frio e boa cabeça. A bem da verdade, Zverev perdeu um caminhão de breaks, mas isso faz parte do jogo, representando inclusive méritos do adversário em salva-los. Esses dois proporcionarão grandes jogos no futuro, e me arrisco a dizer que ambos disputarão o posto de número um do mundo, talvez já nos próximos anos. Em Toronto, sinceramente acho as chances de título do grego menores, começando pela partida de amanhã, contra Anderson, que vive sua melhor fase na carreira, com 2 finais nos 4 últimos GS.

    Responder
  7. Evaldo Aparecido Moreira

    Olha o grego derrubando o todynho, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, embora tenha ficado um pouco atrás, durante boa parte do jogo, mas mostrou boa cabeça, quieto, fazendo acontecer as jogadas, e o cara foi melhorando, ao passo, que o alemão foi caindo.
    Pode ser impressão minha e/ou não se alguém percebeu, Zverev, mostra ser meio que arrogante dentro de quadra, não se i o jeito, ou se é marra demais, mimado, sei lá o quê….., mas enfim, isso não é da minha conta, amanhã enfrenta o Anderson, resta saber as condições fisicas de Stefanos.
    O garoto, se mantiver assim, vai longe hein Dalcim?

    Responder
  8. Rafael

    Stefanos derrota Zverev.

    O Pessanha estava certo.

    Thiem, Djoko e Zverev em sequência. O rapaz está em uma semana para não esquecer, e tomara que não esqueça mesmo.

    Responder
  9. Mario César Rodrigues

    Bem,o Zverev para mim é o que sempre digo bom bom demais mais só.Passou de bom é fanatismo precisa algo mais talvez ele não tenha culpa pois não tem.O Grego falei que iria ganhar mesmo com aquela bola dentro do Zverev no ultimo game ele não venceria apático ..por outro lado o Grego cansado deixava curtinha estava ficando sem pernas mas precisa de muito mais ainda.Falei que Zverev perdia.Outra coisa é este Alemão que vai ser número 1 ao final do ano?a maioria comenta por placares livescore,ou placar na tela do Celular. ou em pequenos lances 3 a 4 minutos no melhores momentos.então tiram e comentam o placar erradamente!

    Responder
  10. Marcelo Reis

    Acabei de ver o jogo do Zverev x Tsitsipas. Muito bom, especialmente os dois últimos sets! Mas quando o jogo estava 4 a 4 no 3º set, com 30 a 30 no placar, o juiz de linha errou uma bola que não se pode errar, foi muito dentro(irc!!!). Aí deu match point pro Grego quando seria 40 a 30 Zverev! De toda forma, acho legal o Tsitsipas ter ganhado do Alemão. Agora segue 1 a 1 no H2H desses dois #NextGen.

    Responder
  11. Nattan Lobatto

    Eita, Dalcim… Torço para o Djoko, mas que belo tênis apresentou esse grego?!?! Foi assustador hj contra Zverev..
    Vai longe. A conferir…

    Responder
  12. André Barcellos

    Caramba, o grego fez Sasha confessar…
    Perdeu a chance de fechar no segundo e jogou mal os dois últimos pontos em seu saque, subindo atrás de um saque não tão difícil e amarelando geral no MP contra com a dupla falta.
    No geral, achei que Zverev jogou sem a agressividade necessária, indo pouco para o risco, ao contrário do grego.
    Os dois pegam pesado, mas Tsitsipas está num momento iluminado e indo para as linhas

    Responder
  13. Efraim Oliveira

    Resumindo a situação do Dimitrov no jogo contra o Anderson…. “Que tiro foi esse”

    Os finalistas do Finals estão tendo um ano pra esquecer.

    Responder
  14. Rafael

    Na pasta de frases para Federer, um colega entra para postar que Djokovic não puxou o saco de Federer como o colega gostaria.

    É, Chet… vc tem razão

    #FearTheWalkingDead

    Responder
    1. Bruno

      Caro colega
      Vc que se julga tão inteligente,releia o texto.
      E passou pela moderação do dono blog,a não ser que vc queira bloquear também os comentários que não lhes convém.
      Típico da torcida do destruidor de raquetes.Muito recalque.
      Volta Soninha.

      Responder
    2. Chetnik

      Kkkk. Eu sempre falei cara. É questão médica, um troço assustador. Não tem muito o que falar, só lamentar a vida sem graça que essas pessoas devem ter.

      Responder
  15. Rafael

    Ontem Wawrinka de um um suadouro em Nadal, mostrando que ainda tem caldo naquela laranja. Bom.

    Agora que já dei os créditos a Stefanos em outro post, posso falar: A atitude de Djokocic no jogo me deixou tão indignado que saí do sportv no celular ligado ao lado do computador onde trabalhava e foquei só no trabalho. Ele é um multicampeão, beleza, mas tem que ter mais respeito com quem para pra prestar atenção no que está fazendo. Se vai jogar pra ganhar ritmo, avisa antes: “Nem se importem em acompanhar, só vou treinar uns golpes”.

    Para constar, nunca vi Nadal fazer isso. Nesse quesito, não tem como não concordar que Nadal, até em jogo-treino, bolinha de gude ou bocha é o maior competidor que já existiu.

    Djoko agora parece apostar nos grandes torneios. Nadal dá tudo até no par ou ímpar.

    Responder
  16. Renatinho

    Dalcim, acho que uma coisa é certa. O ” Sasha” é o maior candidato a títulos de slans da next gen, mas importante ficar de olho em alguns nomes que vem crescendo. Dos que estão crescendo destaco o grego Stefanos TsiTsipas que na próxima atualização do ranking vai se tornar o melhor tenista sub 20 no ranking mundial e terceiro melhor sub 22 do mundo. Isso tudo com apenas 19 anos e alguns meses. Dalciim, é possível afirmar que o grego é também um candidato a ganhar slans futuramente ?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, com certeza. Ele tem um estilo versátil, mas acho que seu jogo se adapta melhor às quadras sintéticas. Então US Open e Australian Open seriam para mim suas maiores chances.

      Responder
  17. Luiz Fernando

    Brincadeiras e provocações a parte, valorizar expoentes do esporte é sempre benéfico, pois esses caras fazem bem não apenas ao q praticam, mas a entidade “Esporte”. Assim, falar do aniversário de Federer e Laver é bem legal, tomara q outros espaços q abordem outras modalidades façam o mesmo.

    Responder
  18. Sandra

    Dalcim, você saberia explicar porque o Djokoviic se enrola quando joga com essa garotada?? Foi assim com o Kyrgios, com Zverev e agora com o grego. Alias você acha que Nadal está jogando tão bem assim?. Vc não acha que pelo jogou o grego ele também perderia???

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Você apontou três tenistas da nova geração que são agressivos, Sandra. Acho que esse é o ponto. Dificilmente alguém vai vencer Djoko ou Nadal apostando na consistência.

      Responder
  19. Marcos

    o TSITRIPAS não deu chances pro mascarado. O jeitão dele bater lembra o Guga mesmo , sem falar que na hora de matar o ponto também bate sem medo.

    Responder
  20. Renato

    Nadal não foi nem sombra daquele jogador agressivo que foi em Wimbledon. Creio que deve subir o nível, caso contrário não deve ser o campeão.

    Alguém viu o espanhol comemorando depois de quebrar Stan? O cara deu um pulo na quadra e três socos no ar. Acho exagerado e desrespeitoso com o adversário esse tipo de comemoração. Soa bem provocativa.

    Responder
  21. fabrício goiano

    Bom dia Dalcim e demais participantes!

    Como você explica as atuações do Nole após a conquista na Inglaterra? As duas primeiras em Toronto foram horríveis! Parecia sem vontade de jogar. Preguiça? (Engraçado…Postura totalmente diferente nas partidas de duplas com o Anderson! ) Irritou-se com o clima de Toronto ou com o horário de suas partidas? Seria falta de motivação? Parece-me que ele tenta se empenhar somente contra adversários renomados. Qual a sua opinião mestre? Estaria Nole motivado a jogar somente os G.S? Ou o problema está sendo controlar a sua conduta, por vezes, arrogantes em quadra? Achando que irá vencer sem se esforçar% ? Desta maneira fica complicado para qualquer atleta adquirir rimo e confiança, não acha?Com esse tipo de postura em quadra não seria natural pensar que o sérvio irá pendurar a raquete mais cedo do que pensamos?

    Qual a sua opinião Dalcim? Obrigado e parabéns pelo excelente post!!!!

    Um abraço à todos.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Bom, foram apenas três jogos depois de Wimbledon. Ele pareceu evidentemente ‘enferrujado’. Me surpreendeu sua postura ainda muito defensiva na volta ao piso duro e numa quadra veloz. Não vejo desinteresse. Talvez não tenha obtido a adaptação desejada ou não queira exagerar no empenho antes do US Open, já que ainda há Cincinnati na próxima semana. O foco dele pode estar em Nova York, mas é evidente que terá de elevar o nível até lá. Abs!

      Responder
  22. Luiz Fernando

    Assisti o jg do Rafa até a interrupção pela chuva e soube do resultado agora cedo. Sinceramente não gostei do q vi, pois enquanto todo mundo enfiou 61 no suíço o espanhol teve praticamente q vencer em 2 tiebreaks, o que, frente ao momento do adversário, não pode ser bom indício. Já o adversário de hj venceu bem um jogador bem mais aguerrido. Claro q Nadal pode vencer qualquer um e em qualquer piso, mas sua performance até o momento não entusiasma e vejo uma vitória do croata como bem possível.

    Responder
    1. Thiago Silva

      O serviço do Nadal tá muito instável, dava pra contar nos dedos os primeiros serviços que entravam, acredito que aquele relógio tenha influência nisso.

      Responder
    2. Mario Cesar Rodrigues

      Não entusiasma vc que finge que torce para Rafa,ou quer se dar bem com os caras que não torcem para o Rafa.Falta personalidade.Pode perder do Cilic Claro que pode..normal.o negócio é ganhar ritmo para USOPEN!se torce nada para Rafa quem torce sabe como Rafa joga a necessidade dele de jogos e mais jogos para chegar bem até o fim mas o ritmo é importante pouco importa se vai ganhar o torneio ou perder até hoje mesmo.falta sensatez para tu cara!

      Responder
  23. RicardoCWB

    “I just played not that great, especially from the baseline. I didn’t return well. So all in all, it wasn’t that great of a match,” Djokovic said. “You have those days, and better earlier than later in this series.”

    “better earlier than later in this series”. hahaha

    Sempre tive a impressão que o Djokovic chega ao Us Open Series mais pra lá do que pra cá.

    Parece que só vai por obrigação e, já que tá lá, ele aproveita para treinar um pouco para o Us Open. rs

    Se ganhar, ganhou e se perder, dane-se.

    Quem torce pro sérvio já sabia pelos dois primeiros jogos que ele não iria longe e, sinceramente, acho que ele já chegou na fase de priorizar os torneios mais importantes.

    A boa notícia, pelo menos, é que essa derrota não muda absolutamente nada em sua preparação para o próximo Major, e espero que ele volte a ligar o modo assassino novamente. rs

    Quanto ao grego, venceu com méritos, mas, na minha humilde opinião, se tivesse enfrentado o Touro, a essa hora já estaria embarcando para Cincinnati.

    Ainda vejo o Zverev como o único capaz de encarar o big 3 em condição de (quase) igualdade.

    Responder
  24. Fernando Souza

    Dalcim,

    Na verdade foi a 5ª vitória do Stefanos sobre um top 10.
    Ano passado ele ganhou do Goffin.
    Nesse ano ganhou 2 do Thiem, uma do Anderson e do Djoko agora.
    O garoto tem futuro!

    Responder
  25. Luis

    Dalcim tênis bonito do grego muito talento cabeça legal,tomara continue subindo ranking,lembra meio o Federer rs,Dalcim vendo duplas curiosidade um tenista sacando já acertou companheiro que fica perto da rede?kkk

    Responder
  26. Mario César Rodrigues

    Dá gosto ver o Rafa jogar pqp!não interessa se vai ganhar do Cilic ou perder o negócio é que vai estar nos cascos no USOPEN que é o que realmente interessa.Shapopalov é o que falo consistência não tem.agora a bola da vez é o Grego ok vai jogar contra Zverev e vou torcer pelo Grego e vai ganhar já ganhei no bolão hoje Palmeiras!

    Responder
  27. Tadeu

    Mestre,

    Achei um jogo pobre do Djokovic. Mesmo.
    Além dos erros não forçados, um 1o serviço com menos de 60% de aproveitamento e sem aprofundar as bolas, sem agressividade. Parece apostar sempre na regularidade na trocação, mas nem sempre isso irá prevalecer – ainda mais quando o físico e a flexibilidade não são mais os mesmos. E jogou pouco nas duas primeiras rodadas também. Concorda?

    Tsitsipas foi o oposto. Corajoso, sempre agressivo, até nos momentos de maior pressão. Jogou solto e mereceu a vitória.

    Abraço

    Responder
  28. Sacha Pontes

    Esse pode ser número 1. Straight forehand e backhand de uma mão ambos desgastando menos o físico, como já mostrou o Federer com seus resultados em jogos mais longos. Já é uma vantagem inicial. Ele usa muito bem o giro do tronco diminuindo a velocidade bem cedo e a raquete “estilingando” bastante. Vamos ver..

    Responder
  29. Kelly

    Por favor, Dalcim, tire-me uma dúvida: na disputa de um ponto, se o tenista errar o primeiro saque, quantos segundos ele terá pra sacar o segundo? Pergunto, porque observei o cronômetro apagado entre o primeiro e segundo saque.

    Obrigada.

    Responder
  30. Renato

    Por enquadro Stan vai surpreendendo e equilibrando o jogo contra o espanhol. Mas se o suíço tiver o saque quebrado ou perder o 1set, tenho quase certeza que vai desabar.

    A chuva as vezes é uma m…!!! O circuito precisa de mais torneios indoor.

    Responder
  31. Chetnik

    Nunca tinha visto esse Grego jogar, só tava ouvindo o “hype”. Realmente, o piá parece ter um grande potencial. Venceu com autoridade. Fez tudo bem. Da parte do Djokovic, só vi o saque eficiente. Além da falta de agressividade nas trocas de bola, faltou atacar mais o segundo saque. Perdeu muitas chances no segundo saque.

    A derrota em si acho pouco importante, o foco é o USO, e tem que chegar inteiro lá. Claro que tem fazer um torneio melhor em Cincinnati, senão também chega sem moral e confiança no USO.

    O que eu vejo de mais negativo é o ranking. Esses MS eram uma chance boa de chegar melhor rankeado no USO e pegar uma chave mais fácil.

    Responder
  32. Sandra

    Não me leve a mal Dalcim , essa garotada nunca vai ter a cabeça do big four , tenho minhas dúvidas se o grego passa do Zeverev, esse sim tel uma cabeça incrível, o que vc acha??

    Responder
    1. Mike

      Sandra, foi como eu disse em um post passado, Del potro foi a ultima remessa do ultimo mental de qualidade junto com o big 4, essa nova geração como um todo joga muito bem tênis, mas está muito distante mentalmente da anterior, por isso nenhum deles ganharam ainda um grand slam.

      Responder
  33. Renato

    Achei muito bacana a postura de Novak sorrindo e abraçando o garoto, como se estivesse dizendo: “Parabéns, cara! Tu acabou de vencer uma lenda e está no caminho certo para o sucesso ”

    Sobre o jogo, vi apenas uma parte. Prefiro dar méritos para o grego do que desmerecer o sérvio. Grande jogo do rapaz!

    Agora Nadal é o favorito absoluto para vencer o torneio. Acho que apenas Zverev tem condições de vence -lo se jogar bem. Mas quem sabe Tsitsipas não apronta uma?

    Responder
  34. André Luiz

    Djokovic tá jogando sem agressividade e ainda por cima está sem potência, principalmente em seu forehand aonde ele basicamente está empurrando a bola, e isso em minha opinião está acontecendo desde quando ele retornou ao circuito, me parece que isso deve ser reflexo do problema que ele teve em seu cotovelo que a operação não curou.
    Em minha opinião se ele quiser voltar a ser o número 1 de novo como ele já deu declaração nesse sentido, ele vai ter que resolver essa questão.

    Responder
  35. Luiz Fernando

    Nosso caríssimo grego já havia jogado bem em Barça, e perder p Rafa no saibro é algo mais do q esperado, depois se virou como pode na grama e agora obtém um resultado incrível hoje, vencendo um gigante do esporte, especialista na quadra dura, que devia estar bem confiante após vencer W. Parece q o Pessanha é mais preciso avaliando o potencial de jogadores do q acertando número se sets, breaks etc dos jogos do Federer kkk. Não assisti o jg do Shapovalov, mas achei q venceria, me decepcionou.

    Responder
  36. Thiago Silva

    Achei uma pena a derrota do Tiafoe, principalmente por ter saído com break no terceiro set, tem o jogo mais vistoso da NextGen.
    Tstitsipas engoliu o Djokovic, controlou o jogo do começo ao fim e ainda perdeu um punhado de break points no segundo set, que poderia ter decidido o jogo mais cedo, até porque ele só foi oferecer break point pro Djokovic em um game no terceiro set.
    E agora há pouco terminou o jogo da agressividade mal dosada com o tenista que também tem um jogo bonito, mas é muito afobado.

    Responder
    1. Lucas BS

      cara, o que vc entende por vistoso? o jogo dele é comum, uma direita feia e ruim, jogo vistoso tem tsitisipas, shapovalov, kyrgios, ou seja, os dois primeiros esquerda bonita de uma mão, o último variação, improviso, o tiafoe é fraco e sem graça.

      Responder
      1. Thiago Silva

        Nem vou levar em consideração essas asneiras que você escreveu porque muito provavelmente você não acompanha a carreira dele e deve ter visto um ou dois jogos pra falar tanta bobagem.

        Responder
    2. neuton

      Vistoso?
      Meu amigo, o jovem tem uma direita esquisita, com uma empunhadura ultra radical e que vai causar problemas físicos precocemente nesse atleta. O backhand é só OK.
      É um bom jogador, só isso. Lógico que temos de dar valor por ele ser um bom jogador e ser um top 100 (o que não é fácil). Mas, se comprar com outros jovens ele está bem abaixo.

      Responder
    3. Kelly

      Também gosto demais de assistir as partidas do Tiafoe! Principalmente, a profundidade de suas bolas e como procura ângulos difíceis pra conseguir os pontos. Além disso, ele se arrisca na rede e acerta belos voleios, possui um bom saque e tem bastante resistência. Aos 20 anos, pode evoluir muito, ainda! Concordo com você, quando diz que o jogo dele é vistoso, porque chama a minha atenção e é agradável de ver.

      Responder
  37. Evaldo Aparecido Moreira

    Boa noite,
    O grego mostrou hoje uma capacidade notável, dosando agressividade, e momentos certos na hora de atacar, expetacular, já o afoitalov, que acabou de perder para Haase, mostrou a velha costumeira de sempre, isso quando vejo os jogos deles, pelo amor de Deus, vai ser ruim assim lá longe, esse ruim que me refiro é, sobre a condução do jogo dele de hoje, escolhas bisonhas, sem variação nenhuma, o holandês só na experiência, e os slices comendo solto, kkkkkkkkkkkkkkkkkk, a afoitalov, em vez de devolver no slice, e o que ele faz!?.
    Pum, backhand na pancada, e a bola vai longe, talento até tem, mas precisa amadurecer com certa urgência, pois já está em evidência já algum tempo no circuito, e isso, só vem com tempo. Entre Auger, Tsitsipas e El shapo, só mais os dois primeiros…., mostraram um algo a mais, Aliassime perdeu onde não deveria, jogo na mão, mas é novo e sem experiência, gostei muito do jogo de ontem, já o russo, afffff, medonho hoje, claro, desgaste fisíco.

    Responder
  38. Rafael

    Stefanos Tsitsipas, o rapaz entubou Djokovic como se deve. Ascendeu vários degraus no meu julgamento. Nem vou falar do que acho que Djoko fez errado ou do que acho que ele não consegue mais fazer, o mérito foi de Stefanos.

    Está de parabéns. Espero que avance no torneio.

    _____________________________________

    Ainda em Nextgen, há alguns dias (menos de uma semana), aconteceu um fato que despertou minha simpatia, e agora sei por quem vou torcer:

    Andrei Rublev.

    Responder
      1. Rafael

        Oi, Kelly, tudo bem?

        Nesse último torneio em que Rublev chegou as semis (atp 500), ele postou uma foto no twitter celebrando sua primeira semi de um atp 500. Eu dei um like na foto, e depois fiz um comentário que dizia + ou -:

        Parabéns, só vou deixar 1 conselho. Ponha na cabeça q vc pode ganhar de qualquer um, trabalhe seu jogo e grandes coisas acontecerão.
        Respeito, mas #SemPiedade. (em inglês)

        Tinha esquecido do post até, de noitinha entrei no twitter de novo e tinha sinal nas notificações.

        UMA pessoa tinha dado like no meu post pro Rublev.

        ELE.

        Já tive likes em outros posts, de meninas da WTA, da própria ATP, de outros jogadores, RTs, replies, mas esse me deu a impressão de ter um significado diferente, até pq, no dia, foi o único like nesse post. Só no dia seguinte fãs, etc começaram a replicar os likes.

        Não sei, ficou a impressão de que ele prestou atenção. Esses meninos devem receber montes de tweets elogiando, e não podem interagir com todos.

        Critico muito a nextgen pela falta de atitude. Perder é normal, aprender c a derrota também, mas aceitar, nunca.

        Pra mim, o Zverev é intragável, o Thiem é o sucessor do rei do saibro que foi sem nunca ter sido; Rublev, por essa besteirinha, ganhou minha simpatia. E vou torcer para que o Tsitsipas se firme no circuito.

        Abs

        Responder
        1. Kelly

          Tudo bem, Rafael! Que legal da sua parte, enviar uma mensagem de incentivo ao garoto e ainda ter recebido um retorno! Suspeito que o fato de você viver do outro lado do mundo, tenha sido a maior surpresa dele. Como o Rublev está começando a despontar na elite do tênis, acredito que ainda não tenha conquistado tantos fãs, por aqui. O Safin deve ter muito mais seguidores na América do Sul do que ele. rss

          Responder
    1. EU

      Hehehe….É verdadi….Rafaelzovski….ontem foi a vez do Jokovichi ser jantadu….itu num gostou nada….pois agora só sobrou o robozin pratu tosser….hehehe

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *