Rei e súdito lutam pelo trono
Por José Nilton Dalcim
8 de junho de 2018 às 17:37

Atualizado às 23h30

Não haveria final mais correta para este Roland Garros. Esbanjando vitalidade aos 32 anos, Rafael Nadal confirmou a expectativa, não deu bola para pressão e está com um pé em outro gigantesco feito. Possível sucessor, Dominic Thiem juntou suas melhores armas, soube poupar físico, manteve a cabeça fria e enfim decidirá seu primeiro Grand Slam. Apreciemos duas formas distintas de se jogar sobre o saibro.

Rafa comemora sua longevidade nas quadras com a grande oportunidade de ganhar seu terceiro Slam depois de ‘trintão’. O favoritismo para levantar o 17º troféu desse nível reacende a velha discussão sobre a chance de alcançar os 20 títulos máximos de Roger Federer. E a vitória exuberante sobre Juan Martin del Potro nesta sexta-feira deixa poucas dúvidas sobre isso. Depois de desperdiçar valiosos break-points ao longo do primeiro set, o argentino não conseguiu mais competir com a intensidade crescente do decacampeão. Virou presa fácil. Delpo é quem tinha de arriscar, mas foi Rafa quem liderou de longe o número de winners (35 a 20) e fez mais pontos com o primeiro saque (72% a 57%).

Derrotado na estreia de Roma por Fabio Fognini, Thiem anunciou uma preparação pouco usual e foi buscar confiança com o título em Lyon. Deu certo. Concretizou nesta sexta-feira uma trajetória sem sustos, nem desgastes em Roland Garros. Havia apreensão sobre como dominaria a ansiedade diante de Marco Cecchinato e ele passou no teste com louvor, ainda que tenha vacilado no tiebreak e quase esticado a tarefa. O conjunto da obra no entanto agradou, porque jamais se absteve de forçar o jogo.

Tudo é superlativo para Rafa sobre o saibro e em Paris. Esta foi sua 450ª partida sobre o piso e a vitória de número 414, o que é a quarta maior coleção da Era Profissional. Mas Guillermo Vilas, Manuel Orantes e Thomas Muster nem chegam perto do percentual positivo do ‘rei’, que até hoje só perdeu 36 vezes. Ou seja, absurdos 92% de aproveitamento. Em Roland Garros, são agora 85 em 87 possíveis, portanto um domínio de 97,6%. E a marca em partidas de melhor de cinco sets sobre o saibro não é menos impressionante: 110 em 112, acima de 98,2%. Essas duas únicas derrotas aconteceram justamente em Paris, diante de Robin Soderling (2009) e Novak Djokovic (2015).

A eventual conquista no domingo também é um desafio que Rafa cumprirá de forma exemplar em relação ao ranking. Ele suportou a pressão em todas as semanas do saibro europeu, perdeu momentaneamente o posto após Madri e o recuperou em seguida em Roma. Rafa aliás já garantiu o número 1 da temporada, com os atuais 4.240, seguido por Alexander Zverev (3.495).

Thiem por seu lado alcança a primeira final de Slam aos 24 anos e em sua quinta presença em Paris, o que é um marco expressivo no circuito atual se esquecermos do Big 4. Ele é evidentemente um especialista no saibro, tendo somado 109 de suas 206 vitórias da carreira sobre a terra. É provavelmente o único homem hoje capaz de fazer frente a Nadal no saibro, uma vez que há poucas semanas encerrou a série de 21 triunfos e de 50 sets do espanhol.

É possível repetir Roma e Madri? São situações muito diferentes. No ano passado, Thiem pegou um adversário um tanto desgastado e, semanas atrás em Madri, usou muito bem a velocidade maior da Caixa Mágica. Lembremos que no saibro lento de Monte Carlo, pouco antes, levou uma surra, assim como em Roland Garros de 12 meses atrás. Vale lembrar que o placar geral é de 6 a 3 para o espanhol, todos sobre o saibro.

A dúvida real no entanto é se o austríaco terá consistência para suportar um jogo provavelmente bem longo e exigente, em que precisará sacar muito bem, atacar com frequência e golpear o backhand na subida e não quatro passos atrás da linha, com os objetivos essenciais de angular e acima de tudo usar o peso da bola para diminuir o esforço. Do jeito que Nadal vem jogando, vencer será uma façanha colossal.

E mais
– Nadal e Federer são agora os únicos homens da Era Profissional a atingir 11 finais de um mesmo Slam. O suíço tem a marca em Wimbledon.
– Esta será a 24ª final de Grand Slam do espanhol, que fica a seis do recorde de Federer e se distancia das 21 de Novak Djokovic.
– Já são 236 vitórias em Grand Slam para Rafa. Ele se aproxima do segundo lugar de Djokovic (244).
– Thiem pode se tornar apenas o nono profissional e o quatro em Paris a derrotar os cabeças 1 e 2 num Grand Slam, Curiosamente, Wawrinka fez isso nos títulos da Austrália-2014 e Paris-2015.
– O austríaco possui já duas vitórias sobre nº 1, a primeira em cima de Murray e a outra sobre Nadal.

Halep x Stephens
Com 2,2 milhões de euros de aperitivo, a romena Simona Halep e a norte-americana Sloane Stephens fazem duelo imprevisível na final feminina de Roland Garros às 10 horas deste sábado. Líder do ranking, Halep tem sua quarta oportunidade de erguer um troféu de Grand Slam e evitar o sufoco vivido por Kim Clijsters e Helena Sukova, que ficaram com quatro vices. A diferença é que Clijsters acabaria com a sina na quinta tentativa.

Stephens por sua vez tenta o segundo Slam em nove meses. Há quase um ano, quando retornou de longa parada por contusão em Wimbledon, era a 957ª do ranking. Amanhã, com ou sem o título, será a quarta. A conquista no entanto lhe abrirá a oportunidade matemática de brigar pela liderança na grama inglesa, completando um salto extraordinário.

O histórico favorece muito Halep, com cinco vitórias em sete duelos, sendo quatro consecutivas desde as duas quedas de 2013. Venceu também os dois jogos sobre o saibro.

Um registro histórico é importante. Ao contrário do que tanto se diz por aí, o primeiro título de Grand Slam vencido por um tenista negro não foi em Wimbledon, em 1958, mas dois anos antes com a mesma Althea Gibson, em Roland Garros. O Netflix tem um documentário excelente sobre ela. O Youtube tem um outro também valioso.


Comentários
  1. João ando

    Nadal e imbatível no saibro …então vaicdominar mais uns 5 anos…thiem jogou muito bem mas não deu…não tem história de campeão moral ….isso não existe …o jogo e jogado e olambari e pescado…muito fácil falar …mas quero ver chegar a uma final de Grand slam

    Responder
  2. Fernando Brack

    Quando vejo um desses jovens super talentosos tomar um pau homérico do Nadal num jogo que tinha tudo pra ser uma bela disputa, eu fico com dó do tênis. É triste um saibrista de ótimo nível como Thiem perder desse jeito em sua 1a final de Slam pro ogro 9 anos mais velho.

    Responder
  3. Adriano Nadal

    Discordo que o Thiem jogou mal, ele fez o que se esperava dele, jogou bem o primeiro set, perdeu e sucumbiu nos seguintes, exatamente como aconteceu nos anos anteriores. Garra e determinação não são coisas que se conquista de um ano pro outro, isso vem desde a infância. Nadal já cresceu com a mentalidade de campeão, com exemplos de sucesso esportivo na própria família.

    Responder
  4. Adriano Nadal

    Quase me mata de susto com aquela cãibra, ainda bem que fechou o jogo logo, acho que por um lado acendeu uma lanterna na cabeça do Rafa de que ele precisaria resolver logo antes que aquilo se estendesse por mais alguns sets, o que acabaria inviabilizando continuar em quadra. Que bom que era o Thiem do outro lado, que não tem cabeça, se aquilo acontece contra o Djokovic, provavelmente Rafa tomaria virada, pois o sérvio iria estender o máximo que pudesse os pontos e forçar terceiro, quarto e quinto sets.

    Responder
  5. Mario César Rodrigues

    Será que algumas pessoas não conseguem entender que Rafa estando bem fisicamente no saibro não tem para ninguém ainda mais em RG pode uma vez ou outra jogar 100 por cento e o oponente 110 ai pode ganhar.Mas Rafael Nadal tu é o verdadeiro monstro.Dalcim parabéns pelo placar comentado sua leitura é muito boa do jogo!Bom final de domingo a todos.

    Responder
  6. Carlos Neves

    Entrei aqu só pra ler os lamentos dos que estavam torcendo pro Thiem não por admirarem o austríaco, nem por desejarem sinceramente um novo campeão em RG e tal, mas por detestarem Rafa Nadal. Tá bem divertido ler esses comentários.

    Responder
  7. Babidi

    Dalcim, se é tão fácil pro Nadal, por que ele ainda se emociona quando ganha RG? Não tem ar de novidade, só de repetição. O Thiem e o Zverev foram os melhores na temporada depois do Nadal, mas não conseguem fazer o espanhol sofrer em um jogo de 5 sets. A diferença é muito grande, mestre.. com chuva ou sem chuva, Nadal é imbatível e essa monotonia na temporada de saibro tem tornado os torneios muito previsíveis e um pouco sem brilho. Não esperem nada diferente pro próximo ano.

    Responder
  8. Rafael

    Tirando a parte onde o Safin diz que Nadal vai alcançar os títulos de Federer (aí já não sei), concordo com tudo que ele disse sobre a geração atual. Um bando de frouxos, e a turma sempre esperando, ainda é jovem. Na época de Safin realmente havia MUITO mais competitividade.

    E não é culpa de Federer, Nadal e Djokovic não. É culpa da incompetência dos demais. Safin disse tudo.

    A cara de conformado do Thiem (e, de certa forma, orgulhoso) é brochante.

    Quanto ao fato de Federer e Djokovic terem perdido mais para Nadal, como o Sérgio apontou, só perderam mais porque chegaram lá, não tem nem argumento aí.

    Só há como colocar essa estatística – ela só existe – graças à regularidade desses monstros.

    Responder
  9. Sérgio Ribeiro

    E Rafa Nadal confirma pela Décima Primeira vez , quem é o DEFINITIVO Rei do Saibro. O Canhoto com seu estilo Único engrandece o Esporte. Todos sabem o que vai fazer , mas ninguém sabe o antídoto. Em cinco Sets não será o Backhand de uma mão que o fará. Nem jogando mais atrás da base como queriam os sábios ” Camaradas “. O Talentoso Dominic Thiem com seus mísseis, assim como STANIMAL , também sucumbiu ao ardiloso jogo do Espanhol. Que ainda melhorou seu Back e seu Serviço. Soderling presente inloco revelou que a única alternativa é dar porrada sem parar ( hoje desconfio do Danoninho que o Sueco tomou rs ). E termina o Semestre com a gira de Saibro como quem entende um pouquinho imaginava. Os comentaristas de ocasião se proliferam. A pequena Gira da Grama já se inicia amanhã . E o Craque Suíço terá trabalho com a turma do Danoninho. Joga na Quarta provavelmente com Misha. Depois Shapovalov, Kyrgios e CiA dando calor no Titio rs Abs!

    Responder
  10. Rubens Leme

    Pense só uma coisa: apenas os 11 títulos em Roland Garros, já o colocam com o sexto maior vencedor de Slams, empatado com Bjorn Borg e Rod Laver.

    E ele, Sampras (7 vezes em Wimbledon), Borg (6 vezes em Roland Garros) e Djokovic (6 vezes no Australian Open) são os únicos a disputarem, pelo menos, seis vezes uma final de um mesmo Slam e jamais terem sido derrotados.

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Excelente, meu Caro Leme. Todos vimos estas grandes façanhas. Quero ver alguém vencer Oito vezes na Grama Sagrada. E vencer ao menos CINCO vezes em Todos os SLAM exceto o Saibro ( Pete não levou nenhum ). É tão difícil que o grande Bjorn Borg ficou sem o AOPEN e principalmente o USOPEN. Neste foi derrotado em TODAS as 4 FINAIS. Abs!

      Responder
  11. Luiz Fernando

    Rafa aguardando 2019 p ser testado, cada besteira q se lê aqui. De quebra, qualquer um q encare o cara, “eu acredito” kkkkkkkk, acho q teremos varios descrentes hj..,

    Responder
  12. Luiz Fernando

    RAFANTASTICO detonando na sua melhor apresentação no torneio, algo típico dos grandes campeões. E de quebra acertei o placas nos palpites, eu e o Rafa detonando kkkkk.

    Responder
  13. Rodrigo S. Cruz

    Que o Nadal era amplo favorito, ninguém era louco de contradizer.

    Mas a INCOMPETÊNCIA do Dominic Thiem hoje foi uma coisa quase bizarra…

    Nem mesmo quando o Nadal sentiu o incômodo na mão, o cara teve competência pra ameaçar o seu saque.

    Se a lesão fosse grave e o Nadal tivesse abandonado ali, o campeão MORAL teria sido ele.

    Responder
    1. welington

      Esses torcedores do Federer não aprendem nunca. Todo ano é a mesma coisa. Esperar que o Thiem fosse ganhar do Nadal em uma final de Roland Garros, é brincadeira. Não por falta de competência do moleque, que é muito bom, apenas por pelo fato de que Nadal reina absoluto em RG. E reinará por mais uns 04 anos, pelo menos.
      Em tempo: antes não acreditava, mas agora estou convencido que nadal baterá o recorde de gramd slams da bailarina.

      Responder
      1. Alice

        AH, Sérgio…Sem grandes avaliações, eu considero Rosewall tão grande quanto os maiores desse esporte, pra mim, fica no mesmo nível de Laver, Tilden, Pancho, Connors, Sampras… Porém, concordo que entre os melhores, ele não chega no patamar que esses citados chegaram. De todo mondo, convém ressaltar, que ele conseguiu ser número #1 (amador) e disputar finais de Majors contra Pancho, Laver e até Connors…isso nos mostra que ele não foi qualquer um…rs! Quanto ao Federer, Nadal e Djokovic…esperemos terminarem suas carreiras. Abs!

        Responder
  14. José Eduardo Pessanha

    Parabéns, Ogro. Você é o cara. Temos que reconhecer. E é capaz de Nadal ainda dar uma treinadinha depois do jogo, com mão machucada e tudo. Já o Superestimadíssimo SuperesTHIEMado vai tomar aquele porre de Yakult e assistir à reprise de Buffy, a Caça-Vampiros. kkk
    Abs

    Responder
  15. Gabi

    O que as pessoas que dizem que o Nadal não cansa dizem dos atletas que fazem ironman, ultraman e afins? O ritmo é muito mais intenso e eles dão conta.
    Então por que é que o Nadal não daria?
    E outra, numa dessas o espanhol até segue, em algum momento do seu treino, planilha de treino equivalente…

    Responder
    1. Viana

      Perfeito comentário. Sabe quanto corre um jogador de tênis em uma partida? Em média 3. ,4 km… Pouco.
      Tanto q as vezes eles ainda correm depois pra completar. Um jogador de futebol corre 10 em media. Então, esse papo de doping é conversa de desocupado, invejoso e rancoroso.

      Responder
  16. José Eduardo Pessanha

    Confesso que estou quase torcendo pro Nadal, o Thiem não tem sangue de campeão. Não merece estar numa quadra central de Roland Garros. A chance do Thiem virar um grande jogador é vencendo no saibro. Nos outros pisos ele é bem limitado. E esse back é bem normal, é uma heresia comparar com o do Federer. rs
    Abs

    Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Quem merece estar na Central e ‘ Novak Djokovic . Jogou 7 e perdeu SEIS. Ou talvez Roger Federer que jogou 5 e perdeu CiNCO. Sem contar a surra que STANIMAL levou ano passado. O Garoto já venceu mais o Canhoto no barro que o Craque. Dizer que não tem ” espírito de campeão” ? Boa… Abs !

      Responder
        1. Sérgio Ribeiro

          Meu filho tem 27. E eu continuo correndo 100 km por semana. Teu problema e’ derrubar o Espanhol. Se o Tênis estivesse em primeiro lugar não chamaria um Finalista de SLAM aos 24 de Superestimado. Faria como o Blogueiro.Abs!

          Responder
    2. Leonardo

      Concordo plenamente.
      Esse thiem entrou se borrando de medo do nadal
      Nao tem mentalidade, nem cabeça de campeão
      Nao merece o título
      Nao merecia nem jogar a final de um slam
      Um perdedor nato .

      Responder
  17. Fernando Brack

    Bom, deu pro Thiem, né. Eu só tava esperando a hora em que ele jogasse um mau game de serviço, e esse veio no final do 1° set. Perdeu de zero. Esse é o jeito mais eficaz de se construir uma derrota contra o ogro. Mas é preciso reconhecer: não existe quem jogue bem o suficiente contra Nadal no saibro quando há tanto em jogo.

    Responder
  18. Leonardo

    Espero que o thiem esteja de frauda, pq esta se borrando todo
    Como um profissional entra com medo desse jeito.
    Vai ser ate se aposentar federer e nadal ganhando tudo.

    Responder
  19. Sérgio Ribeiro

    SETE Campeãs diferentes nos últimos SETE SLAM na WTA. E Simona daria o sangue para entrar neste grupo. E fez por merecer. ” Darren ( Cahill) me fez perceber que precisava mudar em termos de agressividade. Agora sei que posso vencer sem ficar apenas no Contra-Ataque “. Dois anos e meio de parceria e a Romena se firma no TOP 1 e com potencial para mais. Já Thiem afirma que apesar de todo o favoritismo de Rafa Nadal, foi importante já te-lo enfrentado duas em Paris. ” Tenho um plano e isto me dá esperança “. Abs!

    Responder
  20. Mario César Rodrigues

    Se o Thiem tá pensando em angular a bola kkkkkkkkkkk desta vez ele vai se ferrar….Rafa vai procurar bater no meio e profunda e o Thien não tem paciência.. ou Rafa vai para o pau atacando na segunda ou terceira bola isto porque Madri o piso é rápido e Thiem acertou muito ..tem que acertar em cheio o saque rezar para Rafa não defender bem o que é dificil de acontecer.!e Rafa vai jogar com essa tática e vai ver o que acontece!

    Responder
  21. Guilherme Martins de Souza

    Dalcim, deixa eu explorar teu conhecimento com duas perguntas, por favor.

    1) Murray vai sair do top 100 na segunda feira? Ele vai entrar nos torneios com ranking protegido ou convites?

    2) Sobre os nosso duplistas. Bruno Soares e Girafa conquistaram 2 títulos de GS em dupla, cada um. Porém Bruno Soares ganhou mais 3 títulos de GS em duplas mistas. O Girafa chegou ao posto de número 1, enqto Soares foi “só” número 2. Qual dos dois tem os feitos mais importantes? Marcelo com o número 1 ou Soares com 3 GS a mais?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, deverá ser 157 na segunda-feira. Ele tem direito ao ranking protegido, mas se ganhar convites ‘economiza’ os RP, lembrando que o limite são nove torneios usando o RP ou então nove meses a partir do retorno. Quanto aos mineiros, puxa é quase uma injustiça ter de compará-los. Mas eu sempre digo que ser número 1 é mais difícil do que ganhar um Slam, porque existe um período longo de resultados consistentes. Abs!

      Responder
  22. Marcelo Calmon

    Gostei muito da Halep ter sido campeã. Pela raça que ela demonstra sempre que joga. Mas tecnicamente não gostei do jogo. Os pontos eram muito mais definidos pelos erros do que por jogadas bem elaboradas.

    Estou vendo a final de duplas e realmente é impressionante a diferença de público. Mesmo com uma dupla 100% francesa.

    O ingresso para a final feminina dá direito de ver a final de duplas ?

    e dá-lhe Thiem amanhã !!!

    abs

    Marcelo

    Responder
  23. Sandra

    Dalcim, vc saberia informar se Djokovic com a canpanha dele na França , qual vai ser o seu ranking?? Ele defendeu os pontos, mas alguém acima dele caiu??

    Responder
  24. Márcio Souza

    Sobre a Maria Esther Bueno notícia muito triste que tivemos sobre o falecimento, meus sentimentos a todos os fãs e a família.

    Grande esportista e pioneira em conquistas de GS pro Brasil e uma pena que não teve o merecido reconhecimento por parte do país pelos seus feitos o que ja faz parte de uma cultura podre de se não valorizar os atletas brasileiros com destaque no passado.

    Descanse em paz Rainha do Tênis brasileiro!

    Responder
  25. Márcio Souza

    Salve, salve galera!

    Amanhã o Thiem vai salvar a temporada de saibro!

    Ja comprei a picanha pra poder comemorar amanhã a vitória do austríaco em cima do Siri Careca.

    Chega de mais do mesmo, mostre ao mundo Thiem que amanhã você vai destronar esse gigante mundial que é o Nadal mas que agora chegou a sua .

    Amanhã mais de 7 bilhões de pessoas no mundo estarão com você Thiem e pro bem do Tênis levante esse caneco amanhã, você merece!
    Assim como mereceu a Halep agora a pouco.

    Vamos Thiem!

    Responder
  26. Viana

    Dalcim, já li que vc deu 70 % pro Nadal.
    Vc não acha q ele ainda não está jogando tão bem quanto o ano passado e que Thiem tem grandes chances?
    Tenho achado q ele está demorando pra entrar no jogo, e que suas bolas estão curtas em vários momentos.
    Independente do resultado, Nadal é um monstro e Thiem vai se firmar como uma realidade.

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Uma final de Grand Slam não é só uma questão técnica ou tática, Viana. Existe o lado emocional, da experiência, e se pesarmos isso certamente há uma pressão muito maior sobre Thiem.

      Responder
    1. José Eduardo Pessanha

      Falei aqui um tempo atrás que a achava bonita e a galera me encarnou. rs. Ela tem enfrentado problemas com a família dela, que está (ou estava) de olho na sua grana. Acho que até surrupiaram o patrimônio dela.
      Abs

      Responder
          1. Fernando Brack

            Pô, Pessanha, fala aí em que fonte vc anda buscando sua água. Ela continua um tribufu, só que mais madura. Ninguém faz de Arantxa Sanchez uma gata sem abusar do photoshop. Rsrs!!

  27. José Eduardo Pessanha

    Pessoal, é impressionante como o fator mental faz diferença no feminino. Torci pra Halep, mas a Stephens fez de tudo pra perder o jogo. Inacreditável.
    Abs

    Responder
  28. Luiz Fernando

    Opa, Halep q estava com quebra contra no set 2 se reencontrou e venceu o set, aliás com muita coragem aplicação. Vamos pro terceiro set, tudo aberto, acho q agora vai.

    Responder
  29. Luiz Fernando

    No feminino, tristeza pelo falecimento da MEB, grande tenista, infelizmente mais venerada no exterior do q aqui. Que encontre a paz. No quadra, fico com a impressão q minha torcida pela primeira coroa da Halep será inútil, pois como a Bia Haddad comentou ontem à noite na TV, a americana parece senhora de si e da partida.

    Responder
  30. Sandra

    Dalcim, não se fez minuto de silêncio em homenagem a Maria Ester Bueno??? E não é habitual colocar uma tarja preta?? Pelo menos não vi na abertura da final feminina

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Pelo que ouvi na Band, houve menção ao falecimento antes de as jogadoras entrar em quadra e muitos aplausos na arquibancada.

      Responder
  31. Roberto Rocha

    Os adoradores do Thiem parecem esquecer as surras que ele levou do espanhol esse ano e em Roland Garros ano passado…isso pode perfeitamente se repetir,embora eu espere que não.
    Eu prevejo um jogo e muito disputado.
    E que a temporada de saibro seja encerrada em alto nível!
    Maria Ester nos deixa…perda irreparável para nosso tênis. Que ela descanse em paz e que seja reverenciada aqui da forma que merece…como a grande campeã que foi…

    Responder
  32. Luiz Fernando

    Gabi, que show do GSW, e o Durant mereceu o título de MVP, até meu filho concordou kkk. Domingo, da forma mais isenta possível, considero o Rafa o GSW kkk. Não seca domingo hein kkk. Bj

    Responder
  33. Bruno Medrado

    Grande Mestre Dalcim…
    No confronto em Paris , vi um numero que me impressionou…
    Thiem bateu 89% das bolas de forhend …
    Quando nadal fazia ele se mover para a direita ele rebatia com muito topspin ( as vezes até balão mesmo ) , para dar tempo de se reposicionar no centro da quadra e assim fugir sempre do backhand.
    Apesar de ser ter um grande Backhand, esse número de 89% ter jogado com a direita me impressionou…
    Gostaria de ver sua opinião sobre esse quesito…
    Na minha opinião , Rafa , em nenhum momento conseguiu implantar seu estilo de jogo, empurrando o adversário para o fundo da quadra e explorando o seu backhand…
    Será que Thiem vai conseguir fugir tando para bater sempre de direita novamente ???
    Grande Abraço e Parabens pelo Trabalho…

    Responder
  34. Miguel BsB

    Também fiquei muito triste com o falecimento da Maria Esther. Que descanse em paz. Seus feitos já entraram para a história…
    Na torcida pra Halep ser campeã, essa já merece há algum tempo, e pro Thiem, que é um dos tenistas que mais me agrada. Pareo durissimo vai ser o Nadal, claro, mas o austríaco tem jg pra levar. Veremos…
    Seria muito legal vermos 2 campeões inéditos nessa edição

    Responder
  35. Rafael

    Ninguém deveria morrer de câncer. Essa doença é um castigo, um martírio, tenta desumanizar e tirar a dignidade do ser humano.

    Felizmente, tenho comigo que Deus receberá muito bem Maria Esther.

    Alguém disse que ela só perdeu esse jogo. No plano material, sim. No plano espiritual, com todo o respeito a quem pensa diferente, ela derrotou o câncer por 3 x 0, porque seu sofrimento terreno acabou e agora sua alma está encomendada para algo bem melhor.

    Gosto de pensar dessa forma, pelo menos.

    Fique bem, Maria Esther. Guardarei comigo as lembranças das histórias que meu pai me conta vira e mexe sobre a época em que conheceu você morando no Pari, via vc na igreja de fim de semana, enfim, histórias gostosas que remontam a memórias de tempos mais simples e menos turbulentos do que os que vivemos.

    Do Pari para a história!

    Responder
  36. Arthur

    Aos torcedores do espanhol, podem encomendar a champanhe, porque o título já está no saco. Thiem, como bom moço que é, vai se dar por satisfeito por ter chegado à final e, talvez, beliscar um set do espanhol. De resto, não deve dar muito mais trabalho do que isso. A novíssima geração não tem o sangue nos olhos pra enfrentar esse pessoal do Big4 de igual pra igual em um Slam.
    Quanto à Maria Ester Bueno, só nos resta o lamento e o consolo por saber que ele está em algum lugar muito melhor do que este.

    Um abraço.

    Responder
  37. Fernando Brack

    Dia de luto e consternação para o esporte brasileiro. Vá em paz, Maria Esther Bueno, e leve nosso profundo agradecimento pelo tanto que vc fez pela glória do nosso esporte, em particular pelo nosso amado tênis.

    Responder
  38. Fernando Brack

    Nadal campeão de RG é a maior barbada do tênis de todas as galáxias, incluindo as desconhecidas. Nem vou falar das chances do Thiem pra não gastar verbo à toa. A competência do ogro no saibro demanda novos adjetivos no dicionário, pois os atuais ficaram batidos.

    Responder
  39. Ulisses Gutierrez

    Dalcim,

    Triste despedida da Maria Esther. Conseguiu ganhar o Slam mais cobiçado de todos por três oportunidades. Incrível.
    Não creio que outro brasileiro conseguira repetir esse feito.
    Detalhe ganhou no Us open e Wimblendow daquela que é considerada a maior tenista da história, Margaret Court.
    Vai em paz pequena Bailarina, cumpriste sua missão aqui nesse plano.

    Responder
  40. Maurício Luís *

    Maria Esther Bueno, você se foi, mas seu brilho será eterno. Obrigado pelo exemplo de esforço, perseverança, coragem, determinação! Nossa maior estrela agora brilha no céu.
    Quanto ao Rafa Nadal, por mim, ele pode vencer 20 vezes RG, que eu vou sempre achar o jogo dele + feio do que o Corcunda de Notre Dame. Recomendo assistir o jogo dele quem tem insônia. Também serve pra quem precisa fazer penitência na Quaresma. Paga todos os pecados e ganha uma passagem pra entrar no Céu de atravessado…

    Responder
    1. Maria antonieta Camargo

      Concordo com você,Maurício nas suas duas afirmações! Maria Esther ,para nos sera sp a maior referência no Tênis feminino. Em relação ao espanhol ,Tb não gosto de seu estilo de jogo .Mais esforço do que talento ! No Domingo torcendo para o austríaco,com certeza! Difícil,mas não impossível!

      Responder
  41. Maurício Neves

    Dalcim boa noite, 1 minuto.

    “Lenda do tênis mundial e por muitos anos comentarista da modalidade no canal Sportv, Maria Esther Bueno morreu nesta sexta-feira. A ex-atleta de 78 anos, que fez história durante as décadas de 1950 e 1960, estava internada no Hosp…”

    Deixo aqui meus sentimentos aos familiares e agradecimentos a determinação de desta atleta incrível. Só perdeu esta partida.

    Abraços e obrigado.

    Responder
  42. Danilo BR

    Dalcim, vc acha que é suficiente que Nadal ultrapasse Federer em número de Slams pra ser considerado o maior de todos? Quanto ao jogo do domingo acho que a chance de Thiem é se vencer o primeiro set. O segredo é jamais permitir que Nadal tome o controle da partida.

    Responder
  43. Luis

    Triste partida da Maria Esther ficamos honrados em conhecer até Federer queria e conseguiu visita a São Paulo,que venha grama kk Halle e Wimbledon

    Responder
  44. AKC

    Vi o documentário sobre Althea Gibson, realmente vale a pena. Incrível como eram outros tempos, Althea quase se suicidou no fim da vida porque nuca ganhou dnheiro com o tênis e foi salva graças a ajudas providenciais de fãs que lembravam de seus feitos.

    Responder
      1. AKC

        Lá no Netflix! Olhando a técnica dela no saque (clássico) até corrigi algumas coisas no meu… O do Becker é legalzinho tb (embora seja focado em mostrar que ele na verdade não está quebrado), o da Sharapova não gostei. Na hora ela que ela disse “Imaginem, eu uma mulher de 1,88 que sempre me senti por cima agora parecer assim tão pequena (por causa do julgamento do doping), foi tão difícil…”. Nessa hora parei.

        Responder
    1. Sérgio Ribeiro

      Reipeitada mundialmente. Em Wimbledon uma das grandes Rainhas da História deste Esporte que tanto amava. Para nós sobra o grande legado de um amor incondicional . BJs !

      Responder
  45. Luis

    Oi Dalcim, notei que o Nadal teve dificuldades no 1 primeiro set contra os dois argentinos, o peque e o Delpotro. VoC6e acha que ele esta entrando em quadra muito nervoso, ou com a intensidade mais baixa, ou é alguma outra coisa? Parece que se o Thiem tem alguma chance é aproveitar esse começo de jogo, o que você acha?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, sem dúvida ganhar o primeiro set tem de ser o plano número 0 de quem sonhar em dificultar as coisas para o Nadal. Depois que ele pega confiança, a tarefa fica ainda mais difícil. Acho que a dificuldade dele nesses duas partidas veio porque o saque não funcionou a contento.

      Responder
  46. Renato

    Se fosse em outro torneio no saibro, diria que Nadal teria 65% x 35% de chances contra Thiem. Como é em Roland Garros, aumenta para 90% x 10%. Bom, pelo menos acredito que vai ter jogo, pelo menos 4 sets.

    Sinto muito pela Ester. Dia triste para o esporte.

    Responder
  47. Gustavo

    Mestre, dúvidas de novo:

    1) Caso Nadal ganhe domingo e Federer chegue à final de Stuttgart, o suíço voltará ao número 1? Ou esses 150 ou 250 pontos entrariam como “ non countable tournaments”?
    2) Quais os 5 principais favoritos para Wimbledon? Conseguirias eleger ainda na ordem? Só consigo apontar Federer, Zverev e Cilic…

    Obrigado

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Valem todos os pontos que ele fizer em Stuttgart, porque ele caiu na primeira rodada do ano passado e portanto defende 0 ponto. Puxa, não pensei em nada ainda sobre grama, mas acho que esses três mais o Nadal são os nomes.

      Responder
  48. Marcelo

    Delpo é um b mole amarelão! Tá certo que enfrentou um bombado, mas mesmo assim morreu cedo demais.
    Thiem tem os golpes para derrotar Nadalsmtrong, além de correr bastante. Aposto em 3×1 para Dominic.

    Meus pesames pelo falecimento da Maria Ester. Fique com Deus.

    Responder
  49. Marcelo Reis

    Del Potro teve sua nota de falecimento acelerada após perder trocentas chances de break no 1º set. Seria o único set que ele tiraria do espanhol mesmo assim, porque na terra batida lenta ele nunca o venceu, só em hard courts. Não o vejo com físico para aguentar 5 sets na terra.

    Thiem deve dar um pouco mais de trabalho se jogar de forma bem regular e agressivo. Se confiar em si, pode beliscar uma vitória. Muitos players já entram quase derrotados, mas ele foi um dos poucos que já ganhou do Nadal na terra e tem que ter isso em mente: é possível.

    Torço muito para a Halep levar agora, mas tenho medo que ela trema de novo e deixe o 1º GS escapar.

    Sobre a Esther, que descanse em paz! A maior estrela do tênis da história do país brilha no céu. Amava os comentários dela durante os jogos, sempre sensatos e cheios de experiência.

    Responder
  50. Eduardo

    Boa noite, Dalcim,
    o Nadal tem 100 pontos a mais que o Federer no ranking de semanas e como defende o título em RG, como pode ficar com 1300 de vantagem?
    Eu não entendo muito disso, se você puder explicar, agradeço.
    Obrigado, abraço

    Responder
      1. Beto Seabra

        Se o Nadal ganhar a diferença ficaria igual, em 100 pontos, não? Pq subiria para 1100 se Nadal trocaria 2000 por 2000 e Federer trocaria 0 por 0?

        Responder
        1. José Nilton Dalcim

          Desculpe, Eduardo, mas eu viajei totalmente nessa conta. O correto é: se Nadal vencer, permanecerá 100 pontos à frente de Federer apenas, porque ele não pode somar nada.

          Responder
  51. Júlio Marinho

    Dalcim,
    Tudo bem? Discordo se um aspecto tático, o caminho que o thiem usou em madrid e delpo hoje no primeiro set e não angular tanto contra o nadal, aprofundar no meio em cima dele, me parece um caminho mais profícuo diante do espanhol. Aegunda parte da ‘tática’ para que tenhamos jogo: vencer o primeiro set para que a confiança do nadal recue um pouco e tenhamos jogo. Nadal com um set na frente, vai crescendo e só para no último ponto. Abç!

    Responder
  52. wagner wanderley

    Dalcim é esse tenista Thiago Wild estava vendo o site da atp ele já é número 400 e poucos no ranking oque podemos esperar dele ou é muito cedo ainda ?

    Responder
  53. Wagner wanderley

    Boa noite Dalcim o Nadal tem chance de igualar o número de slans do Federer caso ganhe domingo ? E a Maria Esther pode ser considerada a maior tenista sul americana de todos os tempos?

    Responder
    1. José Nilton Dalcim

      Sim, se chegar já ao 17º, não há motivos para duvidar dessa possibilidade. E quanto à Estherzinha, não resta dúvida.

      Responder
  54. Igor

    Dalcim, caso Thiem comece jogando bem e vença o primeiro set, qual seria o segredo para manter a consistência para vencer mais dois?

    De todas as dificuldades existentes em batê-lo em RG, você acredita que manter o nível alto em melhor de 5 seria a principal arma?

    Lembremos de Wawrinka nos 2 GS que venceu.

    Como foi agressivo e intenso!

    Abraços!

    Responder
  55. Paulo Ricaro

    Dalcim,

    apenas para entender:

    – Como Nadal terá 1.300 pontos de frente para Federer se atualmente a diferença dos dois é de apenas 100 pontos e nenhum dois acrescenta nada?

    Um grande abraço.

    Responder
  56. Eduardo Feitoza dos Santos

    Boa noite Dalcim ! Não teremos o desafio que estamos acostumados a participar, pois é muito interessante assistir ao jogo e ficar torcendo para que o resultado do jogo seja igual ou perto do palpite. Mas vamos lá,espero que no feminino dê a Sloane e no masculino Thiem .
    Gosto muito do blog ,sempre com ótimas matérias e excelentes comentários.
    Parabéns.

    Responder
  57. Adriano Nadal

    Domingo é o dia da torcida da bailarina torcer pelo “bem do tênis”, pela “renovação do circuito”, depois, na temporada de grama o “bem do tênis” e a “renovação” já não importam mais, aí começa a torcida pela “superação”.

    Responder
    1. José Eduardo Pessanha

      A notícia triste pra turma do Touro Sentado é que, a partir de segunda feira, teremos de volta o reinado do verdadeiro Rei. Títulos em Stutgart e Halle sem perder sets, quebrando o recorde de sets em um mesmo piso….e a cereja do bolo, o título 100 em Wimbledon, novamente sem perder sets. E esse ano o US Open não escapa.
      E, pra dar azar, darei o meu palpite pra final: 3 a 0 Nadal. rs
      Abs

      Responder
    2. Nando

      Um cara q usa o sobrenome do ídolo como nick aki (ou em qlqr site), só pode ser taxado de “mto fanático”, não podendo set levado a sério em nada do q quis.

      Responder
  58. Sérgio Ribeiro

    A maioria afirmava que a chave do Rei do Saibro era uma baba .E a do ” súdito” , terrível. Mas venceram a Semi em Sets diretos. Pura competência de ambos. O favoritismo absoluto continua. Acredito que tanto Halep quanto Rafa levarão Roland Garros 2018. Mas tendo que dar Sangue em quadra. ABS !

    Responder
  59. Ulisses Gutierrez

    Dalcim,

    Caso o jogo se alongue, tipo por umas 4 horas, vc acredita que o físico do Thiem pode deixa-lo na mão, ou não acredita nisso? Estava vendo o número de horas em quadra até a final e eles ficaram quase o mesmo tempo, sendo que Rafa ficou um pouco mais. O que acha? Pois além de uma disputa técnica na execução dos golpes, será um teste físico.

    Responder
  60. Rodrigo S. Cruz

    Humm, deixa eu ver.

    Ganhar do Nadal em RG é tarefa hercúlea…

    Ainda mais agora, que ele vem jogando com a ESTÂMINA de um boi selvagem.

    Vamos ver como se sai o Dominic Thiem.

    Ele tem bola pra machucá-lo, e creio que o físico também aguenta o tranco.

    Vai precisar aproveitar bem as chances.

    Criá-las, eu acho que não será problema para ele, pois já vimos que não foi problema para outros, ao longo do torneio.

    Mas se ficar naquele vacilo de quebrar, quebrar e não confirmar, no fim vai dar Nadal…

    Saber administrar aquele nervosismo do começo, e de uma final inédita será outro desafio.

    E não dá pra desprezar isso, pois do contrário é perigoso que o jogo se vá rapidamente.

    E nunca, em hipótese alguma permitir que o Nadal jogue muito solto, como o Delpo fez.

    Em RG, é suicídio…

    Tem de ir pro risco mesmo, á exemplo dos dois sets do Bolelli, e do primeiro set do Schartzman.

    Se a bola não entrar, pelo menos perdeu o ponto tentando fazer o certo.

    Responder
      1. Bruno Macedo

        Acredito muito mais no poder dessa novíssima geração do que no poder de Nishikori, dimitrov de gofin. Os novíssimos vieram para incomodar e Nadal está cada dia mais velho. Esses dois fatores unidos podem complicar para Nadal.

        Responder
  61. Jana Hees

    Dalcim. Nadal gosta de saibro lento, mas também dia de sol. Caso São Pedro dê tréguas suficientes para terminar o jogo na tempestade prevista para domingo, o desafio não ficaria mais parelho, até com chances para Thiem?

    Responder
  62. Luis

    Dalcim sobre Maria Esther gente brinca com pérolas no Sportv mas simplicidade dos grandes quem ganhou tantos Slam como Maria parece grande pessoa que se recupere ,final Nadal X Thiem promete ser legal,quem sabe austríaco vence 1 Slam,volta Federerkk

    Responder
  63. José da Silva

    Com o backhand curto do Del Potro fica impossível ganhar, toda hora a bolo ia no “T”, Nadal batia sempre o forehand equilibrado, fato que facilitou a tarefa. Com Thiem será diferente.

    Responder
  64. Giçon de Jesus

    Vai ser jogo duro , acho que se o Nadal sacar bem , ele não está sacando bem o primeiro serviço .
    Se sacar leva em 3x 0 , senão 3×1.
    Vamos Rafa Touro Miúra !!!!!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *